Dólar caiu nesta quinta-feira e aproximou-se de R$ 5,60

Cotação operou em queda durante toda a sessão.

Pelo terceiro dia consecutivo, o dólar caiu nesta quinta-feira e aproximou-se de R$ 5,60, zerando a alta em abril. A bolsa de valores iniciou o dia em forte alta, mas fechou praticamente estável em meio à realização de lucros.
Conforme a agência Brasil, o dólar comercial encerrou o dia vendido a R$ 5,628, com recuo de R$ 0,042 (-0,75%). A cotação operou em queda durante toda a sessão. Na mínima do dia, por volta das 10h, a moeda norte-americana chegou a R$ 5,60. Com o desempenho desta quinta-feira, o dólar passou a acumular queda de apenas 0,01% em abril. A divisa, no entanto, registra alta de 8,47% em 2021.

Leia também:

Governo só faz besteira. Dólar sobe para R$ 5,80 mas fecha em R$ 5,76

Artigos Relacionados

Everardo Maciel: os projetos de reforma tributária são ruins

'Se querem diminuir a carga tributária de instituições financeiras e alguns setores industriais, vamos fazer a discussão sem agenda oculta'

Relatório de inflação foi bem semelhante ao do comunicado do Copom

Selic atingiria nosso nível neutro estimado de 6,50% já em outubro deste ano e se estabilizaria nesse patamar a partir de então.

BC aumenta projeção de crescimento da economia de 3,6% para 4,6%

Inflação deve chegar a 5,82% ao final de 2021, acima da meta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

LDZ Escola abre curso de animação digital 2D da ToonBoom Animation

Arte digital e cultura nerd beneficiam saúde e qualidade de vida.

Vendas Club traz conteúdo exclusivo para todo o Brasil

Propósito é prestar serviço para profissionais se manterem atualizados sobre o cenário de vendas.

Imóveis comerciais: segmento deve reaquecer de forma gradual

Desaquecimento por imóveis comerciais ocorreu por causa do home office imposto pelas restrições sanitárias.

PADTEC HOLDING S.A. – FATO RELEVANTE – 24 de junho de 2021

Padtec apresenta informações adicionais sobre atraso na divulgação dos resultados do 1T21.

Juros em alta atrairão US$ 21 bilhões de capital especulativo

Banco Central melhora projeção de crescimento e ingresso de investimentos estrangeiros.