Vendas de imóveis residenciais no Rio terá melhor o abril em 10 anos

Até o fim de abril, as vendas de imóveis residenciais na Barra devem crescer cerca de 167% frente ao mesmo período do ano passado e, na Zona Sul, o aumento previsto é de 100%, o que deve tornar este o melhor mês de abril dos últimos 10 anos. A projeção é de Fred Judice Araujo, co-fundador e head de Produto, Marketing e Dados da plataforma de tecnologia imobiliária HomeHub. O executivo realizou os cálculos de projeção usando como base a análise da arrecadação do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) da Prefeitura do Rio de Janeiro até o último dia 15 de abril.

“Dessa forma, o primeiro quadrimestre deve fechar em alta de 76% na Barra e, 49%, na Zona Sul, em relação ao mesmo período do ano passado. Mantido este ritmo, também superarão o primeiro quadrimestre de 2013, auge do boom imobiliário no Rio de Janeiro”, destaca.

Além disso, o crédito imobiliário tem crescido muito nos últimos anos, principalmente depois da queda da taxa de juros real. Segundo a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), o setor de financiamento imobiliário deverá bater recorde em 2021. A perspectiva é que o montante financiado chegue a R$ 160 bilhões, um aumento de 27% em relação ao ano de 2020.

Os dados também indicam que os financiamentos com Recursos Brasileiros de Sistema e Empréstimo (SBPE) alcançaram R$ 12,45 bilhões em fevereiro deste ano, recorde histórico desde fevereiro de 1944. O número já ultrapassa o mês de janeiro de 2021 com um crescimento de 1,3% e quase dobra o avanço conquistado em fevereiro de 2020, em que foram financiados R$ 6,38 bilhões. Esse valor supera até mesmo o segundo mês de 2014, quando em plena ascensão do mercado de crédito imobiliário o montante foi de R$ 8,8 bilhões.

Artigos Relacionados

Pandemia puxa alta de US$ 26,7 tri das vendas  do e-commerce global

Porém empresas de plataformas de viagem tiveram queda acentuada com a Covid-19.

Estado do Rio registra 68,8 mil novos MEIs

Alimentação fora do lar foi o segmento com mais abertura de empresas, com 10,4 mil novos microempreendedores.

Venda de veículos teve queda de 7,5% em abril

Segundo a Anfavea, o crescimento foi de 14,5% no acumulado do ano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Estado do Rio registra 68,8 mil novos MEIs

Alimentação fora do lar foi o segmento com mais abertura de empresas, com 10,4 mil novos microempreendedores.

Volume de vendas do varejo restrito regrediu em março

'Recuo foi acima do esperado por nós (-3,4%) e pelo mercado (-5,1%)', diz Felipe Sichel.

Quase 80% não trabalham totalmente remoto na pandemia

Segundo levantamento sobre adaptação ao modelo de teletrabalho, 49,7% dos entrevistados estiveram na empresa semanalmente.

Tunísia pretende exportar 80 mil toneladas de frutas

País produz pêssegos, nectarinas, damasco, ameixa e estima aumento de 7% na safra de frutas em 2021; grandes importadores são Líbia, França e Itália.

Rio acaba com toque de recolher

Novas medidas têm validade até o dia 20 de maio; medidas podem ser revistas.