4ª CIIE atrai mais oportunidades de negócios na China

A 4ª Exposição de Importação Internacional da China (CIIE) irá ser realizada de 5 a 10 de novembro no município de Shanghai, no leste da China. A gala de comércio global continuará a ser uma plataforma de benefício mútuo de cooperação win-win, atraindo negócios nacionais e internacionais para compartilhar oportunidades chinesas e conjuntamente contar histórias chinesas.

Plantas decorativas para a 4ª Exposição de Importação Internacional da China (CIIE) são vistas no Centro Nacional de Exposições e Convenções em Shanghai, leste da China, 5 de outubro de 2021. (Xinhua / Fang Zhe)

Xinhua - Silk Road

Beijing, 3 Nov (Xinhua) — A 4ª Exposição de Importação Internacional da China (CIIE) irá ser realizada de 5 a 10 de novembro no município de Shanghai, no leste da China. A gala de comércio global continuará a ser uma plataforma de benefício mútuo de cooperação win-win, atraindo negócios nacionais e internacionais para compartilhar oportunidades chinesas e conjuntamente contar histórias chinesas.

— Escala da exibição é expandida

A área de exibição da quarta CIIE foi expandida ainda mais, atingindo 366.000 metros quadrados, o número de companhias e empresas líderes dos setores relacionados entre as 500 maiores empresas do mundo participantes da Expo já excedeu a terceira edição, disse Sun Chenghai, vice-diretor do Birô da CIIE.

De acordo com Sun, um total de 39 grupos comerciais e 599 subgrupos se inscreveram para realizar aquisições profissionais na Expo, e mais de 1200 dos compradores exaltaram valores de importação anual de mais de 100 milhões de dólares americanos individualmente.

Um total de 58 países e 3 organizações internacionais participarão da exibição nacional na Expo, incluindo países desenvolvidos, países em desenvolvimento e países menos desenvolvidos, com 15 países estreando na exibição nacional da CIIE pela primeira vez e 5 dentre eles fazendo parte da CIIE pela primeira vez.

Aproximadamente 3000 exibidores de 127 países e regiões participarão da exibição empresarial na Expo. O número de países e empresas participantes da 4ª CIIE ambos ultrapassaram a terceira edição.

Dados mostram que as três maiores casas de leilão do mundo, os três maiores grupos de bens de consumo de alta moda, as quatro maiores comerciantes de grãos, os dez maiores grupos automobilísticos, as dez maiores companhias de elétricas industriais, as dez maiores companhias de dispositivos médicos e as dez maiores companhias de cosméticos irão todos participar da 4ª CIIE.

Esperam-se um grande número de produtos novos a serem lançados na Expo, a proporção de estandes com decorações especiais aumentou para 96 por cento.

Entre as unidades já inscritas nacionalmente e internacionalmente, as empresas representaram 82,6% do total. Entre as empresas domésticas, as empresas privadas representaram 64% e as pequenas e médias empresas representaram 70,5%.

— Exibidores envolvem profundamente no mercado chinês

De olho nos efeitos de transbordamento da CIIE, mais e mais amigos velhos e novos do exterior vêm a participar da exibição para compartilhar as oportunidades de desenvolvimento de alta qualidade na China.

A empilhadeira de alcance e o trator elétrico de Jungheinrich AG, líder em fornecedor de soluções intralogísticas da Alemanha, como um dos primeiros exibidos, foi transportado para o Centro Nacional de Exibições e Convenções (Shanghai) em 23 de outubro.

Este é o quarto ano consecutivo que a Jungheinrich AG participa da CIIE, disse Bai Daping, gerente geral da Jungheinrich AG China, acrescentando isso na campeã oculta do setor de manufaturados da Europa, Jungheinrich AG alcançou não apenas crescente reconhecimento da firma, mas também oportunidades enormes de negócio na China ao participar da CIIE.

“Os produtos exibidos (da Jungheinrich AG) na primeira CIIE ostentaram agora uma participação de mercado de mais de 50%, ranqueando em primeiro lugar e fazendo com que a campeã oculta europeia não esteja mais ‘oculta’ na China”, observou ele.

“Por meio da CIIE, nós contamos a ‘história da Jungheinrich AG’, as oportunidades de negócio trazidas pela CIIE nos estimularam a alcançar um grande desenvolvimento no mercado chinês, que também tornou a ‘história chinesa’ popular dentro do grupo,” Bai disse, “no momento, Jungheinrich AG considera a China oficialmente como um dos três núcleos de mercado estratégicos, junto com a Europa e América do Norte.”

Após a participação na segunda CIIE no ano de 2019, a gigante tecnológica israelense BIE aumentou sua presença na China. No agosto do ano passado, a empresa estabeleceu oficialmente a sede da empresa na China em Shanghai, disse Ivan Melnikov, presidente da BIE China, “BIE China também cooperou com uma empresa de capital estrangeiro com sede em Shanghai envolvida na fabricação de água potável, para estabelecer uma produção joint venture em Nanxun na Província de Zhejiang (no leste da China), com o valor de investimento de 200 milhões yuan para comprar um terreno com finalidade de construir uma parque industrial. O parque está atualmente em obra, espera-se que a produção iniciará pelo final do próximo ano”

Armstrong Fluid Technology, fabricante canadense de equipamentos inteligentes de fluxo de fluidos, é a “cara nova” da CIIE. A companhia estabeleceu um departamento de marketing na China em 2020, a primeira tarefa após o estabelecimento do departamento é se inscrever para CIIE.

Em 2020, a China atualizou seu pico de emissão de carbono e estratégia de neutralidade de carbono para uma estratégia nacional, a construção da conservação de energia atraiu uma grande atenção, isto significa que a companhia terá uma plataforma muito ampla e espaço de mercado para exibir seus anos de reservas de tecnologia em elaborar conservação de energia, disse Wu Zhifei, gerente geral da companhia.

— Novos recordes esperados

Dados do Ministério do Comércio mostram que do janeiro a setembro desse ano, 36.000 novas empresas de capital estrangeiro se estabeleceram na China, aumentando 36,5% anualmente.

Dados do Departamento Nacional de Estatísticas mostram que no ano de 2020, apesar do impacto da pandemia de Covid-19, os lucros totais das empresas industriais com financiamento estrangeiro com receita de negócios principais de mais de 20 milhões yuan, atingiu 1,8 trilhão yuan, aumentando em 7 pontos percentuais em relação à 2019, 2,9% a mais que a média nacional.

Como uma janela importante da abertura da China, a CIIE tornou uma ponte para os países do mundo embarcarem no trem expresso do desenvolvimento da China, com seus efeitos crescentes de transbordamento, na visão de Bai Ming, vice-diretor do Instituto de Pesquisa de Mercado Internacional da Academia Chinesa de Comércio Internacional e Cooperação Econômica.

Por meio da CIIE, os países do mundo esperam aproveitar oportunidades de mercado, investimento e crescimento oferecidas pela China e dividir os dividendos da abertura, segundo ele.

A qualidade e o profissionalismo do conteúdo que vai ser apresentado na CIIE desse ano vão ser superiores, juntamente com a escala expandida da exibição, isso faz a CIIE tornar uma plataforma cada vez mais importante para trocas internacionais na inovação e produtos de alta tecnologia, observou Su Ning, pesquisador associado do Instituto da Economia Mundial da Academia de Ciências Sociais de Shanghai.

De acordo com especialistas do setor, julgando pelo volume da transação pretendida das três CIIE passadas, o volume de transação da CIIE deste ano irá atingir um novo recorde.

Xinhua Silk Road
Agência de notícias oficial do governo da República Popular da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

China toma medida para lidar com a inadimplência da Evergrande

Um passo crucial foi dado para abordar a recente inadimplência da incorporadora imobiliária China Evergrande Group, depois que o governo provincial de Guangdong realizou uma conversa regulatória com seu presidente e concordou em enviar um grupo de trabalho à empresa.

Indústria florestal floresce em Baise de Guangxi excedendo 15 bi yuans

A cidade de Baise, localizada na Região Autônoma Zhuang de Guangxi no sul da China, testemunhou a prosperidade da indústria florestal da cidade desde quando foi aprovada pelo Conselho do Estado para estabelecer uma zona piloto de desenvolvimento crítico e abertura em 2020, resultando em uma produção anual de mais de 15 bilhões de yuans no setor.

Cooperação China-Cingapura cria palcos para talentosos na China

Graças ao aprofundamento da cooperação entre China e Cingapura ao longo dos anos, a metrópole de Chongqing no sudoeste da China atraiu cada vez mais talentosos interdisciplinares a trabalharem juntos por um futuro melhor para os dois países.

Últimas Notícias

Lendas das small caps – market timing, recuperação e liquidez

O Monitor Mercantil publica a segunda parte do trabalho, iniciado no dia 18 de novembro, feito pela Trígono Capital sobre as sete lendas das...

Pesquisa mostra saúde financeira dos brasileiros

O brasileiro está “mais apertado” por conta da pandemia de Covid-19, com 6 em cada 10 pessoas reduzindo gastos neste período. E mais: 66%...

Recorde de retiradas líquidas da poupança: R$ 12,37 bi

O Banco Central (BC) informou, nesta segunda-feira, que as retiradas da caderneta de poupança superaram os depósitos em R$ 12,377 bilhões, em novembro. Essa...

Petrobras poderá se tornar uma empresa suja

A Petrobras anunciou no último dia 24 de novembro seu plano estratégico 2022-2026, com investimentos previstos de US$ 68 bilhões nos próximos 5 anos....

Empresas abertas na pandemia são 452% mais vulneráveis a fraudes

Com a chegada da pandemia e o aumento do desemprego, muitos brasileiros viram no empreendedorismo a oportunidade de conseguir uma renda mensal. A criação...