A agenda interina

Como esta coluna já mostrou, a agenda do presidente interino, Michel Temer, é mais notável pelas lacunas do que pelos compromissos. No último dia 28, a agenda oficial era uma viagem ao Paraná, para a inauguração da fábrica da Klabin em Ortigueira, e retorno a Brasília às 15h20, último compromisso do dia. Mas à noite Temer foi homenageado em um jantar oferecido pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) João Otávio de Noronha. A colunista da Folha Mônica Bergamo revela que lá estavam figuras tarimbadas nos encontros fora de pauta com o presidente em exercício: o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, o senador Aécio Neves (PSDB) e o ministro José Serra. De novo, o ministro Dias Toffoli, também do Supremo.

Em encontros noturnos mais reservados, Temer recebeu no Palácio do Jaburu, em finais de semana, Gilmar Mendes, Aécio Neves e até Eduardo Cunha, presidente afastado da Câmara que nem pode frequentar o Congresso, a não ser para se defender. A visita de Cunha foi cercada de sigilo; descoberta por jornalistas, em um primeiro momento foi negada, mas o Planalto acabou tendo que confirmá-la. Após o encontro, começou-se a articular uma saída para o presidente afastado da Câmara, dando seguimento ao “acordão” denunciado por esta coluna. O PSDB passou a admitir preservar o mandato de Cunha, assim como os partidos aliados de Temer já não escondem que não pretendem condená-lo (e ninguém veja isto como um agradecimento ao deputado por ter levado adiante o processo de impeachment; antes, é temor de uma explosiva delação premiada).

Em uma época em que tanto se cobra transparência e governança, a agenda de Temer se mantém no lado negro da força.

Onde está o fiscal?

As muitas fases da Operação Lava Jato até agora pouparam os Tribunais de Contas, tanto o TCU quanto os estaduais. Será que as centenas de obras superfaturadas, conluios, cartéis, aumentos de preço e propinas passaram despercebidas pelos órgãos que deveriam fiscalizar as licitações e o bom andamento das obras públicas?

Vida que segue

Estão abertas as inscrições para o Programa Internacional Trainee AG 2017, do grupo Andrade Gutierrez. As inscrições vão até 31 de agosto e estão disponíveis para candidatos de todas as formações acadêmicas. Os interessados devem se cadastrar pelo site www.traineeag.com.

Em sua sexta edição, busca jovens “recém-formados e com grande potencial de crescimento profissional. Pessoas ambiciosas, criativas, ousadas e que tenham mobilidade no Brasil e no mundo que queiram construir uma trajetória profissional na empresa”. Mas sem perder de vista a governança, jamais…

Fumaça

A 2ª Câmara do Conar, que em tese fiscaliza desvios na publicidade, deve julgar no dia 14 as reclamações contra os comerciais sobre o contrabando de cigarros. “Propagandas televisivas de cigarros estão proibidas desde 1º de janeiro de 2001, e aspectos acessórios sobre o produto não poderiam ser veiculados na TV aberta e na TV por assinatura”, reclama a Associação Mundial Antitabagismo (AmataBr).

Anjos

A “escada progressiva”, uma espécie de escalonamento para a quitação do tributo para aquelas pequenas empresas que apresentem um aumento de faturamento, é um dos pontos do projeto de lei aprovado pelo Senado que atualiza regras do Simples Nacional destacados por Marcelo Morais, advogado da Fecomércio MG.

É uma forma de reduzir o impacto nos casos em que há uma alteração da alíquota”, explica.

Outro ponto importante no PLC é a criação dos “investidores anjos”. Basicamente, as empresas do Simples poderão receber aporte de recursos dessas instituições, mas mantendo o seu capital social. Ou seja, não perdem os benefícios do sistema simplificado. Como houve alterações, a matéria voltará para a análise da Câmara dos Deputados.

Super Bolsa Miami

Com o governo jogando para valorizar o real – buscando reduzir a inflação ao mesmo tempo em que a especulação se fortalece – os brasileiros voltam aos gastos na Flórida. No condomínio em construção Three Hundred Collins, 21% dos compradores são brasileiros que buscam casa de férias ou querem se mudar para Miami, segundo a imobiliária JHM.

Observatório

Quem quiser ajudar a rede Observatório Social do Brasil (OSB), que fiscaliza a aplicação de recursos em 110 municípios, onde vivem 30 milhões de brasileiros, pode fazer doações de R$ 15 a R$ 10 mil, de 29 de junho a 29 agosto.

O objetivo da campanha, que está no site Kickante, é arrecadar R$ 100 mil, para que cidadãos voluntários trabalhem pela coletividade. Mais informações em www.osbrasil.org.br/participe

Rápidas

Controles Internos/Coso é tema de curso em 15 de agosto, de 9h30 às 17h30, no Ibef-Rio. Mais informações: (21) 2217-5566 *** O Twitter anunciou a adoção da licença paternidade de 20 semanas para os seus funcionários no Brasil, mesmo período de afastamento do trabalho que têm as mães. A iniciativa também é válida também para casos de adoção. O programa teve início nos EUA em maio deste ano *** O economista Marcos Coimbra concedeu entrevista ao programa Patriotas Indignados, do brigadeiro Ércio Braga. Disponível em: http://bit.ly/pi_pgm1_p1

Artigo anteriorRede de fiscais do bem
Próximo artigoCusto ortodoxo
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Empresa pode dar justa causa a quem não se vacinar?

Advogado afirma que companhias são responsáveis pela saúde no ambiente de trabalho.

No privatizado Texas, falta luz no inverno e no verão

Apagões servem de alerta para quem insistem em privatizar a Eletrobras.

A rota do ‘Titanic’: ameaça de apagão não é de agora

‘Por incrível que pareça, no Brasil, térmicas caras esvaziam reservatórios!’

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

A cabeça do dragão

Por Gustavo Miotti.

Portugueses pedem extensão das moratórias bancárias

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) está pleiteando a prorrogação das moratórias bancárias até 31 de março de 2022”. O...

China libera reservas de metais não ferrosos para reduzir custos

A China disse que continuará a liberar suas reservas estatais de cobre, alumínio e zinco para garantir preços estáveis para as commodities e aliviar...