A China estabelecerá zonas de demonstração nacional para reforma MTC

Sete regiões de nível provincial na China receberam aprovação para o estabelecimento de zonas nacionais de demonstração para a reforma global da medicina tradicional chinesa (MTC), disse a autoridade nacional de MTC na sexta-feira.

Um médico trata um paciente com terapia de cupping da medicina tradicional chinesa (MTC) à noite no Segundo Hospital Filiado da Universidade de Medicina Chinesa de Heilongjiang em Harbin, capital da província de Heilongjiang no nordeste da China, 12 de novembro de 2020. (Xinhua/Zhang Tao)

Xinhua - Silk Road
Xinhua – Silk Road

Beijing, 03 jan (Xinhua) — Sete regiões de nível provincial na China receberam aprovação para o estabelecimento de zonas nacionais de demonstração para a reforma global da medicina tradicional chinesa (MTC), disse a autoridade nacional de MTC na sexta-feira.

Shanghai, Zhejiang, Jiangxi, Shandong, Hunan, Guangdong e Sichuan estão entre os primeiros lotes do país a receber tal aprovação, de acordo com a Administração Nacional de MTC.

As zonas de demonstração têm como objetivo pilotar reformas no modelo de serviços, desenvolvimento industrial e supervisão da qualidade de MTC, entre outros aspectos. Fim

Xinhua Silk Road
Agência de notícias oficial do governo da República Popular da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

CMOC gastará US$ 1,826 bilhão no projeto de KFM em Congo

O CMOC Group Limited (603993.SH, 03993.HK) anunciou nesta quinta-feira que investirá cerca de 1,826 bilhão de dólares na fase I do desenvolvimento do projeto da mina de cobre-cobalto de Kisanfu (KFM), na República Democrática do Congo (RDC).

Banco central da China injeta liquidez via recompra reversa

O Banco Central da China injetou nesta sexta-feira 10 bilhões de yuans (cerca de 1,5 bilhões de dólares) de recompra reversa, visando manter a liquidez do sistema bancário.

O mercado de pequenos artigos chineses é inaugurado em Dubai

O mercado de Yiwu, um centro de compras para pequenas mercadorias chinesas, foi inaugurado nesta quinta-feira em Dubai, oferecendo uma alternativa de mercado para compradores estrangeiros adquirirem produtos fabricados na China, informou Chinanews.com.

Últimas Notícias

Estados reduzem ICMS, mas dólar pode elevar combustíveis

Ao menos 11 governos anunciaram queda do imposto.

Fertilizantes e óleo reduzem superávit da balança comercial em junho

Governo reduz projeção para o ano: US$ 81,5 bilhões.

Sanções contra Rússia levam inflação na Europa para perto de 2 dígitos

Preços da energia subiram 42% em 1 ano.

Emprego cresce na Espanha após mudanças na reforma trabalhista

Números ainda são influenciados pela recuperação pós-pandemia.

Preço do cobre cai 25% desde o pico em 2022

Riscos de recessão aceleraram desvalorização do metal.