A CIIE é uma mudança bem-vinda, diz um acadêmico dos EUA

"A China deixou de ser a fábrica do mundo e passou a ser o maior mercado do mundo."
Um trem de carga Yuxin’ou (Chongqing-Xinjiang-Europa) China-Europa sai da estação da vila de Tuanjie do município de Chongqing, sudoeste da China, em 19 de março de 2021. (Xinhua / Tang Yi)

 

Xinhua - Silk Road

 

CHICAGO, 2 Nov (Xinhua) – Embora alguns países ocidentais tenham erguido barreiras comerciais e usado o sistema de comércio global para fins não econômicos nos últimos anos, a Exposição Internacional de Importação da China (CIIE) é “uma mudança bem-vinda” contra a tendência, disse um acadêmico dos EUA.

“A China é o único país que deu passos concretos para abrir sua economia ao livre comércio e ao investimento”, disse Khairy Tourk, professor de economia da Stuart School of Business do Instituto de Tecnologia de Illinois em Chicago, em entrevista recente à Xinhua.

A economia global experimentou no ano passado uma recessão devido à pandemia COVID-19, enquanto, desde março deste ano, o mundo enfrenta o perigo da inflação e da estagflação.

“Muitos países sentiram que o futuro parece bastante sombrio, e isso é particularmente verdadeiro para os países em desenvolvimento”, comentou Tourk.

A CIIE representa um passo positivo elevando a moral e a confiança dessas nações, disse Tourk, observando que “a China deixou de ser a fábrica do mundo para se tonar o maior mercado do mundo.”

Plantas decorativas para a 4ª edição da Exposição Internacional de Importação da China (CIIE) são vistas no Centro Nacional de Exposições e Convenções em Shanghai, leste da China, 5 de outubro de 2021. (Xinhua / Fang Zhe)

A Exposição é de particular importância para os países em desenvolvimento. Com a pandemia do COVID-19, “essas nações sofreram uma redução no crescimento de seus PIBs, uma queda nos preços de suas principais exportações e matérias-primas”, destacou o acadêmico.

As nações, ricas ou pobres, devem se beneficiar em grande parte de fóruns inovadores como a CIIE, continuou ele, acrescentando que os consumidores chineses serão um dos principais pilares responsáveis pelo crescimento global durante o século 21.

“No futuro próximo, com o aumento do consumo, a contribuição da China para o crescimento global será maior do que é agora”, enfatizou Tourk. “Esta é uma boa notícia para todos.”

Foto aérea tirada no 14 de janeiro de 2021, mostra o terminal de contêineres do porto de Lianyungang na cidade de Lianyungang, província de Jiangsu, leste da China. (Foto de Geng Yuhe / Xinhua)

Tourk disse que as medidas de abertura da China também podem ser vistas na Iniciativa do Cinturão e Rota e sua participação na COVAX, uma campanha global liderada pela Organização Mundial da Saúde trabalhando com governos e fabricantes para garantir que as vacinas COVID-19 estejam disponíveis em todo o mundo.

“Muitas nações agradecem a ajuda da China com vacinas e equipamentos médicos”, disse ele.

Tourk também repreendeu as conversas sobre desvincular a economia dos EUA da economia chinesa, dizendo que um número crescente de empresas e nações participando da CIIE ano a ano é uma rejeição à chamada. Fim

 

 

 

Xinhua Silk Road
Agência de notícias oficial do governo da República Popular da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Brilhante comércio de cerejas entre a China e o Chile

Um total de 356.000 toneladas de cerejas foram exportadas do Chile durante a temporada 2021-2022, com 88% do total indo para a China, de acordo com a iQonsulting, uma empresa de consultoria, com sede em Santiago, capital do Chile.

Empresa chinesa construirá parque de ciências agrícolas em Paracatu

A Prefeitura de Paracatu, no estado brasileiro de Minas Gerais, assinou um acordo com uma empresa chinesa para abrigar um parque de ciências agrícolas, visando construir o maior centro sul-americano de pesquisa e desenvolvimento de sementes de soja e milho e da cadeia de suprimentos.

FMI Eleva pesos de renminbi e dólar na cesta de SDR

O Fundo Monetário Internacional anunciou no sábado um aumento no peso do renminbi chinês e do dólar americano na cesta de Direitos Especiais de Saque (SDR) após concluir a revisão quinquenal.

Últimas Notícias

Em 2021, 5 mil pessoas morreram em 64 mil acidentes de carro

Anuário da PRF mostra interrupção de quedas observadas desde 2011.

Eletrobras anuncia lucro de R$ 2,7 bi no primeiro trimestre

Resultado foi gerado por redução de custos e contratos bilaterais; comissão da Câmara discute impacto da privatização.

Brasil deverá atingir 12,5% da produção mundial de algodão até 2030

Segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, em março, as cotações da commodity subiram em 5,41%.

TSE autoriza ‘vaquinha virtual’ para financiar candidaturas

Eleitores agora podem contribuir com os seus candidatos.

Botijão de gás poderia custar R$ 60

Segundo Fernando Siqueira, com média de R$ 114, aproximadamente, o botijão chega a custar até R$ 160.