A criança foi junto com a água da bacia

Levantamento feito pela Federação Única dos Petroleiros, com base em dados oficiais, mostra que a Operação Lava...

Levantamento feito pela Federação Única dos Petroleiros, com base em dados oficiais, mostra que a Operação Lava Jato devolveu até agora R$ 1,45 bilhão à Petrobras, de um ressarcimento calculado em R$ 38,1 bilhões. Desde o início da Operação até 2016, porém, a estatal perdeu R$ 96 bilhões em valor de mercado; deixou de investir R$ 49 bilhões; e teve perdas com desvalorização de ativos que somaram R$ 112,4 bilhões. A cadeia produtiva do setor perdeu 2 milhões de empregos.

Antes que algum leitor pense que a coluna está defendendo a corrupção, é bom alertar que uma coisa não implica a outra. O combate aos corruptos não exige o sacrifício da empresa e da economia do país, da mesma forma que não se mata carrapatos eliminado o cavalo. A manutenção do bem-sucedido programa de investimentos que se espalhou pelas indústrias e pelos serviços voltados ao setor petrolífero deveria ter sido mantido, ainda que adequado à queda temporária do preço do barril de óleo.

O que o Governo Temer, alçado ao poder na esteira da Lava Jato, fez foi o oposto: deu isenção fiscal para as petrolíferas estrangeiras produzirem lá fora o que poderia ser conteúdo local. Valor: R$ 1 trilhão em 25 anos (se prevalecer a decisão desta terça-feira no Senado, a fatura cairá para R$ 300 bilhões).

 

Caixa preta

A proposta de auditoria da dívida pública feita pelo deputado federal Zeca Dirceu foi rejeitada na Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO). Consta na Lei Orçamentária Anual/2017, incluindo créditos, cerca de R$ 1,38 trilhão para amortização da dívida e R$ 339,5 bilhões para pagamento de juros e encargos da dívida, quase metade do Orçamento da União, que ficou em R$ 3,5 trilhões.

 

Pilatos de toga

Projeto de lei do deputado estadual fluminense Paulo Ramos, apresentado no início do ano, limita em 180 dias o tempo máximo de permanência de preso provisório em qualquer das unidades integrantes do Sistema Penitenciário Estadual.

Vencido este prazo, “o preso deverá ser apresentado e entregue ao juízo da Vara de Execuções Penais para as providências que entender cabíveis, inclusive o recolhimento às carceragens existentes nas diversas instalações do Tribunal de Justiça”.

E conclui: “Não será permitido o retorno ao Sistema Penitenciário Estadual de preso provisório com base nas mesmas fundamentações anteriores.” O deputado justifica dizendo que assim o Poder Judiciário assumirá a agilidade necessária ao enfrentamento de algo que é inaceitável e que, além das injustiças permanentes, contribui para a superlotação de nossas cadeias. “Se a causa é a morosidade da justiça, é natural que o Poder Judiciário arque com as consequências. Tem sido muito fácil ao Poder Judiciário lavar as mãos.”

 

Ressaca

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, alterou a data de pagamento do ISS para o terceiro dia útil do mês seguinte ao mês de competência. “Os contribuintes mal retornarão das festividades do Ano Novo e já terão que se virar operacionalmente e com o seu fluxo de caixa para, no dia 4 de janeiro, irrigarem os cofres da Prefeitura”, dispara Alexandre Andrade, conselheiro do CRC-RJ e diretor do Painel Financeiro.

Isto só demonstra de forma cabal que o Exmo. Sr. prefeito desconhece que a esmagadora maioria dos contribuintes cariocas tem a apuração do ISS realizada por profissionais contábeis terceirizados”, afirma Andrade.

 

Recuperação

O resultado do emprego na indústria de São Paulo (10,5 mil postos fechados em novembro e previsão de 25 mil demissões no ano) é mais um dado negativo do final do ano. Em julho, a Fiesp anunciava que esperava "uma retomada mais pronunciada do emprego na indústria no segundo semestre".

 

Rápidas

A 3ª Seção Regional do Ibracon – Instituto dos Auditores Independentes do Brasil anuncia a agenda dos próximos cursos na cidade do Rio de Janeiro, disponível em www.ibracon.com.br/ibracon/Portugues/lisCursos.php *** No próximo dia 17, das 10h às 14h, o Lar de Frei Luiz, de Jacarepaguá (RJ), realizará o Bazar de Natal em sua sede. O objetivo da ação é angariar recursos para os serviços prestados pela casa *** O Ilha Plaza (RJ) fez parceria com as ONGs Voluntários Fazendo Criança Sorrir e Grupo da Solidariedade: clientes poderão adotar uma cartinha ao longo deste mês e presentear as crianças e jovens que são atendidas pelas entidades *** O Sindicato da Habitação (Secovi-SP) divulga nesta quinta-feira os resultados de lançamentos e vendas de imóveis novos em outubro.

 

 

 

 

 

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Como transformar US$ 600 mil em US$ 516 mil

Com ajuda de um banco suíço, claro.

É urgente a revogação da PPI

Federação do Fisco taxa PEC de Bolsonaro de eleitoreira.

Olavo de Carvalho, quem diria, já escreveu no MM

Críticas à ‘Nova Ordem Mundial’, ‘Globo’, ‘Time’ e Garotinho.

Últimas Notícias

Mercados fecham semana marcando volatilidade

Os mercados acionários demonstraram volatilidade nesta sexta-feira e com um comportamento de certa forma incomum, com o Ibovespa se mantendo em trajetória oposta aos...

Varejo online da China faturou US$ 1,58 trilhão no ano passado

As vendas no varejo online de bens físicos da China ultrapassaram a marca de 10 trilhões de iuanes (US$ 1,58 trilhão) em todos os...

ANP avalia padrões de qualidade dos combustíveis

Entre os dias 24 e 27 de janeiro, a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) realizou ações de fiscalização no mercado...

Brasil perde 10 posições em índice de direitos de propriedade

O Brasil perdeu 10 posições no Índice Internacional de Direitos de Propriedade 2021 (International Property Rights Index 2021 – IPRI), passando a ocupar a...

Seguro enfrentará desafios com custos e preços

O presidente Sindicato das Seguradoras do Paraná e de Mato Grosso do Sul (Sindseg PR/MS), Altevir Prado, disse que 2021 foi extremamente desafiador e...