A força do Morgan

Apesar da perda de US$ 2 bilhões que o JP Morgan Chase admitiu, quinta-feira, ter sofrido no mercado de derivativos e que, segundo a própria instituição pode ser engordada em  mais US$ 1 bilhão, se a volatilidade continuar nesse especulativo mercado, O CEO do Morgan, Jamie Dimon, classificou o banco como “a fortaleza”. Apesar disso, as ações do banco desabaram 9,3% sexta-feira.

Lá como cá
Duas semanas antes das eleições na Grécia (após este período, a divulgação é proibida), as pesquisas de opinião concediam 25% das intenções de votos ao partido pró-medidas recessivas Nova Democracia e 20% ao Pasok. Abertas as urnas, os dois somaram menos de um terço dos votos.

Latinha
Em São Paulo, 11% dos motoristas acreditam que podem beber e dirigir com segurança. No Rio de Janeiro, em Belo Horizonte e em Fortaleza, são 8%; Curitiba, 13%; Porto Alegre e Salvador, 12%. O maior percentual aparece em Brasília (20%), segundo a pesquisa “Bebida x Direção: uma combinação fatal”, realizada pela Quest Inteligência de Mercado com 3 mil pessoas em nove capitais: “Dos 1.120 participantes do levantamento habilitados a dirigir, 73% declaram ter consumido bebida alcoólica nos últimos 30 dias, sendo que 38% destes acham que podem consumir duas latinhas de cerveja e dirigir em seguida, com toda a segurança”, explica o coordenador da pesquisa, Luís Cesar Périssé.

Para os outros
Apesar de admitirem beber e dirigir, 90% dos entrevistados acham a Lei Seca branda demais; 92% acreditam que o motorista apanhado embriagado deve perder a carteira; 93% afirmam que aquele que provoca morte no trânsito, sob efeito do álcool, deve ser preso imediatamente. O mesmo percentual acredita que o teste do bafômetro deveria ser obrigatório.

Camelo na tomada
Antes que o prefeito e o governador do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB) e Sérgio Cabral (PMDB), respectivamente, pensem em voar até Paris para ver como funcionam naquela cidade as bicicletas elétricas – que tanta polêmica têm levantado em terras fluminenses – esta coluna sugere um passeio mais curto, e sem a necessidade de falar outra língua: na pequena e simpática Águeda, região de Aveiro, Portugal, dia 8 de junho começa a fase experimental de uso de bicicletas elétricas públicas. Ninguém lá pensa em exigir placa ou carteira de motorista. Diferentemente, a propaganda fala em “(re)aprenda a andar de bicicleta”. Aliás, para economizar o dinheiro público, Paes e Cabral podem dispensar o avião: tudo sobre o projeto beÁgueda pode ser consultado no site da cidade (http://www.cm-agueda.pt).

Futuro digital
Em dois anos o mercado de livro digital passou de zero para US$ 1 bilhão nos Estados Unidos. “Hoje, 20% das receitas das editoras provêm de livros digitais. Preços dinâmicos farão com que o livro digital ganhe escala”, afirmou o diretor executivo do Digital Publishing Forum, Bill McCoy. De acordo com o diretor da Simplíssimo, Eduardo Melo, que realizou pesquisa própria em janeiro de 2012, existiam 12 mil títulos de livros disponíveis em versões digitais no Brasil. Em 2011 eram 4 mil.

Com Cuba
Nos próximos dias 18 e 19, será realizada, no Rio de Janeiro, a VII Convenção Estadual de Solidariedade a Cuba. A atividade é organizada pela A Associação Cultural José Marti RJ, em parceria com a Casa da América Latina, a Associação dos Cubanos Residentes no Brasil (ANCREB), entre outras entidades. Além de palestras sobre a história da Revolução Cubana e os novos desafios para o futuro do socialismo, haverá dois grupos de trabalho, além de exibição de fotos das brigadas de solidariedade. O encontro termina com uma festa com comida e bebida cubanas e apresentação do grupo Salsa Klave. Informações pelo e-mail [email protected] e pelo telefone (21) 2532-0557.

Petrobras é ciência
A Petrobras formalizou a adesão ao programa Ciência sem Fronteiras e vai investir R$ 319 milhões em bolsas de estudos para formação de estudantes no exterior. Para se candidatar, o estudante deverá ter concluído, no mínimo, 40% do curso de graduação e obtido, pelo menos, 600 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorKafkaniano
Próximo artigoAinda pior

Artigos Relacionados

‘EUA do Mar’ seria considerado crime de lesa-pátria

Na terra de Biden, entregar navegação a estrangeiros é impensável.

Governo Bolsonaro não dá a mínima para a indústria

País perde empregos de qualidade e prejudica desenvolvimento.

Taxa sobre exportação de petróleo renderia R$ 38 bi

Imposto aumentaria participação do Estado nos resultados do pré-sal.

Últimas Notícias

Fundos de investimento poderão atuar como formadores de mercado na B3

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) autorizou os fundos de investimento a atuarem como formadores de mercado na B3, a bolsa do Brasil. A...

ABBC: Selic deve subir 1,50 ponto percentual

O Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) se reúne na próxima terça-feira (7) para decidir sobre a nova Selic, a taxa básica...

Ibovespa fecha a semana em alta

(alta de 0,013%). O volume representou uma extensão do movimento positivo registrado na quinta-feira (2), quando o índice fechou com forte alta de 3,66%,...

China: Incentivos fiscais para investidores estrangeiros

A China anunciou que estendeu suas políticas fiscais preferenciais para investidores estrangeiros que investem no mercado de títulos da parte continental do país. A...

Brasileiro teria renda 6 vezes maior com indústria forte

Entre 1950–70, PIB do País foi multiplicado por 10.