A hora da prata

Metal ruma para ser o preferido do mercado.

O ouro, como antecipado por esta coluna, bateu a cotação de US$ 2 mil por onça troy e mostra uma valorização superior a 32% este ano. Mas a queridinha do mercado em breve será a prata. O metal, cujo preço subiu pouco menos que o irmão dourado, em breve deve superar o ouro em valorização, prevê Michael Hsueh, estrategista de moedas e commodities do Deutsche Bank.

Em entrevista à CNBC, o analista explicou que a prata tem um componente industrial muito maior. Em um ambiente onde a economia global se levanta do maior tombo desde 1929, Hsueh vê motivos para comprar prata.

Há ainda o “Fator Biden”. Caso o candidato democrata se torne o novo presidente dos Estados Unidos, na eleição marcada para novembro, deverá implantar o plano de recuperação impulsionando a Economia Verde, o que aumentará a demanda por prata.

 

Mais rápido e melhor

O mundo mudou, e a forma de analisar risco não é mais a mesma. “Os dados estruturados possibilitam desenvolver modelos de um jeito muito mais veloz e com resultados ainda melhores”, afirma Gustavo Oliveira, diretor Comercial da Quod, birô de crédito autorizado pelo Banco Central a operar o cadastro positivo.

Em parceria com Neurotech e Eletrozema, a Quod realizará na próxima quinta-feira, às 17h, uma live sobre tendências do mercado de análise de crédito.

 

Prorrogar a LGPD

A Confederação Nacional da Tecnologia da Informação e Comunicação (Contic) apoia a prorrogação da vigência da Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD, conforme previsto na MP 959/2020. A entidade, que representa as empresas que de TI e telecomunicações, também manifestou apoio à PEC 17/2019, que coloca a proteção de dados pessoais como direito fundamental e atribui à União a competência privativa para legislar sobre proteção e tratamento desses dados. MP e PEC esperam apreciação pelo Congresso Nacional.

 

Copo meio cheio

O Banco da Inglaterra (BC) projeta uma queda de 9,5% no PIB britânico este ano. É uma previsão menos pessimista que em maio, quando alertou que o PIB poderia cair 14% este ano – no que teria sido a recessão mais profunda em mais de 300 anos.

Mesmo assim, será a maior queda desde 1921, após a Primeira Guerra Mundial, quando o PIB caiu 9,7%. E o desemprego deve dobrar em relação a 2019, atingindo 2,5 milhões de trabalhadores.

 

Acóde

Com o intuito de minimizar os impactos da Covid-19 na vida de famílias residentes de vilas e favelas de Belo Horizonte e da região metropolitana, o FA.VELA deu início, em junho, ao Acóde, projeto que oferece auxílio financeiro, por meio de um cartão-alimentação da Sodexo no valor de R$ 250, a mais de 500 famílias, durante três meses, e visa impactar mais de 1.500 pessoas com a iniciativa, financiada pelo Itaú Social. No total cerca de R$ 375 mil serão distribuídos.

 

O último a sair apague a luz

Em 2020, os investidores estrangeiros retiraram R$ 84,91 bilhões do mercado acionário brasileiro até julho, quase o dobro da fuga em todo ano passado, que foi de R$ 44,5 bilhões. Sustentam a recuperação da Bolsa – considerada cara pelos analistas – os investidores individuais.

 

Rápidas

A FGV Direito Rio realizará nesta terça-feira, às 18h, o webinar “Constituição Tributária Comentada – uma análise jurisprudencial prática e resolutiva”, no Canal da FGV no YouTube. O debate contará com a participação do ex-ministro do STF Eros Grau e do procurador da Fazenda Nacional, Daniel Giotti *** Nesta segunda-feira, às 19h30, o grupo de ativistas sociais A Liga recebe para uma conversa o administrador e político da Rede Eduardo Bandeira de Mello. Na pauta, os problemas do Rio de Janeiro e esporte. Será no Facebook @aligario2020 *** Alan Victor entrevista Paulo Michel, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Estado do Rio de Janeiro (ABIH-RJ) e CEO da Louvre Hotels Group Brazil, nesta terça-feira, às 18h, no instagram @riofaciloficial *** Para celebrar o 11 de Agosto, data da criação dos cursos jurídicos no Brasil, a Aasp preparou uma série de eventos digitais a partir do dia 13. Detalhes da programação aqui *** O CAMP Mangueira convidou a historiadora Aline Nascimento, analista do ID_BR, para conversar sobre antirracismo no trabalho. Será na terça-feira (11), às 13h, no @campmangueira

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Moeda chinesa na mira dos bancos centrais

Participação como reserva internacional ainda é baixa… por enquanto.

Bolsonaro comanda pior resposta à pandemia da AL

Para formadores de opinião, Brasil foi pior até que a estigmatizada Venezuela.

Cem anos de Celso Furtado

A atualidade de um dos mais importantes intelectuais do planeta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Lei do Superendividamento favorece negociação e cobrança humanizada

Início das multas no contexto da LGPD também deve frear a oferta de crédito a quem não pode pagar.

Mercado de fertilizantes especiais cresce 41,8% em 2020

Neste ano, a expectativa é de que o setor obtenha uma nova elevação de 24%.

Consumo nos setores de turismo e diversão cresce em junho no Rio

O consumo das classes C e D no Brasil recuou 5% em junho, depois de ter subido 8% em maio, de acordo com a...

População de países emergentes fica ainda mais pobre

Perda de renda foi 2x maior que nas nações ricas.

Pagamento indevidos: TCU encontra 11% de inconsistências no INSS

‘Falhas afetam a confiabilidade do banco de dados’ de benefícios previdenciários.