Abre-alas

A multinacional francesa Essilor é uma das principais patrocinadoras do carnaval da Acadêmicos do Grande Rio, que terá como enredo Voilá Caxias! Para sempre Liberté, Egalité, Fraternité. Merci beaucoup Brésil! Não tem de quê!, uma homenagem ao ano da França no Brasil. A empresa aproveitará para abrir as comemorações dos 50 anos da criação da lente multifocal Varilux. Um carro alegórico mostrará a contribuição tecnológica e científica da França para o Brasil.

Inclusão
A secretária estadual de Assistência Social e Direitos Humanos do Rio de Janeiro, Benedita da Silva, viajou para os Estados Unidos, para participar, no próximo dia 5, de um café da manhã com o presidente Barack Obama, em um hotel em Washington. “Há muitos anos trabalho com o Congresso dos EUA em políticas sociais e raciais e já fui muitas vezes lá. E agora não vou apenas participar do café da manhã, como também do encontro das mulheres congressistas de 180 países”, informou Bené.
“Deus me deu esta oportunidade e estou indo muito feliz da vida. Vou aproveitar para discutir nossos projetos com os congressistas norte-americanos e conhecer as ações de inclusão social deles que deram resultados positivos. Os EUA têm uma história de lutas vitoriosas na área dos direitos humanos e civis, e é sempre bom estar ali discutindo essas questões”, finalizou.

Roda cultural
Propagar a educação sob um prisma inovador, unindo a instrução básica à espiritualidade ecumênica, é a proposta das “Rodas Culturais e Espirituais”, encontros que integram o 34º Fórum Internacional do Jovem Militante da Boa Vontade de Deus. Os encontros ocorrerão, em fevereiro e março, em diversas localidades do Brasil e juntarão música, artes visuais, cênicas e literárias a fim de realizar oficinas e apresentações culturais e proporcionar debates e formulação de propostas sobre o tema. Informações pelo telefone 0800 7707940 ou em www.acaojovemlbv.com.br

Ressignificações
Palavras não são neutras nem vazias de sentidos. Tanto podem enfatizar, quanto suavizar ações e sentimentos. Por isso, numa recessão que ameaça transbordar para uma depressão global, soa a masoquismo pretender que, além de demitidos, empregados sejam “cortados” ou – pobre dos que não sabem nadar – “enxugados”.
É natural ainda que a implosão da globalização financeira constranja seus áulicos de até setembro. No entanto, por mais desagradáveis que soem a ouvidos tão sensíveis, quem perde emprego é desempregado; quando empresas fecham milhares de vagas, esse ato chama-se demissões em massa.
Seria inaceitável que, além de responsáveis pela maior crise dos últimos 80 anos, os ideólogos do neoliberais fossem mantidos no papel de professores do economês do politicamente correto, para tentar suavizar as percepções sobre os efeitos da sua obra.

Fidelidade
O Movimento dos Aposentados, Pensionistas e Idosos do PDT (Mapi) e a Fundação Leonel Brizola – Alberto Pasqualini realizam dia 11 próximo, às 17h30m, a palestra “Fidelidade e Ética Partidária”, a cargo do vice-presidente da OAB-RJ, Lauro Schuck, e do ex-deputado federal Modesto da Silveira. O auditório da Fundação Leonel Brizola fica na Rua do Teatro, 39, Praça Tiradentes, no Centro do Rio de Janeiro.

Teto rápido
O mais novo empreendimento de Alagoas, o Shopping Pátio Maceió, terá cobertura na qual será utilizada o sistema integrado de estrutura e cobertura metálica Roll-on, produto da Marko Sistemas Metálicos patenteado em 17 países. A obra deve ser inaugurada em outubro.

Bolha furada
Até agora, Corinthians e Ronaldinho não conseguiram vender uma só das cotas de patrocínio do uniforme do jogador, que os marqueteiros e a imprensa esportiva pautada por eles chama de Fenômeno. Como não existem respostas objetivas para perguntas sobre quando, enfim, ocorrerá a estréia do atacante ou um número mínimo de partidas em que ele entrará em campo, nenhum patrocinador aventurou-se a colocar dinheiro para financiar o negócio. Ou seja, quase dois meses depois do anúncio, nenhum deles confundiu propaganda com realidade.

Artigo anteriorObama na pressão
Próximo artigoPatrimônio virtual
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

G20 analisa aumentar taxação de corporações, mas…

Proposta tem que ser vantajosa para todos, não só para as sedes das multinacionais.

Botes salva-vidas para a classe A

No mundo de negócios, é tudo uma questão de preço.

Mortes dos essenciais

Aumentam em mais de 50% óbitos de caixas, frentistas e educadores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Eleição no Peru está indefinida. Empate técnico entre 5 candidatos

Primeiro turno será no domingo. segundo turno está previsto para o dia 6 de junho.

Equador: Não haverá contagem rápida no domingo de eleições

Arauz, candidato do ex-presidente Rafael Correa lidera as pesquisas com 37% das intenções de voto contra 30% do candidato do Aliança Creo, o banqueiro Guillermo Lasso.

Indicador econômico global mantém trajetória de recuperação

Segundo FGV, fato reflete avanço das campanhas de vacinação contra a Covid.

Brasil movimentou R$ 2 tri em transações com cartões em 2020

Transações digitais foram impulsionadas por modernização do mercado e pandemia.

IPCA de março variou abaixo da expectativa do mercado

Nossa projeção para o ano que vem permanece de 6,5%, podendo ser antecipada para este ano.