Ações da América Latina podem subir 13%

Indicador acumula queda de 33% no ano.

Acredite se Puder / 20:08 - 18 de jun de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O JPMorgan espera que o índice MSCI Latin America encerre o ano a 2.200 pontos, sugerindo alta de cerca de 13% em relação aos níveis atuais. Segundo os economistas da instituição, as ações latino-americanas devem continuar se beneficiando do cenário de ampla liquidez e melhores perspectivas para a recuperação econômica global, mas existe uma única dúvida: haverá apetite global por risco ou não?

Neste ano, o indicador acumula queda de 33%, em meio ao severo impacto da pandemia sobre as economias da região. O banco norte-americano recomenda a compra de Brasil e do Peru; apenas observar Chile e Colômbia e vender Argentina e México. No Brasil, os juros em queda devem continuar estimulando a migração para ações, enquanto os lucros corporativos devem retornar aos níveis de 2019 já no próximo ano. Em relação às reformas, acham que o governo brasileiro ainda parece comprometido com o equilíbrio fiscal, apesar da recente turbulência no cenário político.

 

Recuperação da RaiaDrograsil em junho

A rede RaiaDrograsil registrou, em abril, queda de 17% nas vendas no segmento de produtos farmacêuticos em relação a março. Na avaliação dos analistas do Bradesco BBI, o movimento será repetido em maio, mas com deve melhorar seus números em junho. A expectativa é que em maio, o desempenho será prejudicado , devido à antecipação de feriados. Os técnicos, no entanto, aguardam em junho, uma retomada mais interessante das vendas, pois a quarentena será mais suave em São Paulo e as lojas localizadas em shopping centers, cerca de 5% da rede estão voltam a funcionar. Por essa razão, mantiveram a recomendação “neutra” para as ações da empresa.

 

Santander vê SulAmérica em melhor posição

Apesar do impacto da pandemia do coronavírus nas empresas de assistência médica, o Santander coloca a SulAmérica em melhor posição que as suas concorrentes, pois a ação da empresa está sendo negociada com desconto de 63% em relação às demais, pois a previsão de preço/lucro para este ano é 14,1x contra 38,6x do setor. Além disso, o Santander reiterou a recomendação de compra com o de considerá-la como top pick, ou seja, a favorita do setor, manteve a recomendação de compra e estabeleceu preço-alvo de R$ 52,00 ao final de 2021, com potencial de valorização de 23,8%.

 

Caixa Econômica tortura idosos

Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica, se preocupa em aparecer perante a mídia para anunciar a cobrança de menores juros, mas não revela o menor interesse em saber como estão sendo tratados os clientes. O foco mais revoltante é a agência 0588, onde um terceirizado se sente o poderoso pois seleciona quem pode entrar ou não, pois nada tem a perder. Nesta quinta, deixou, das 12h até as 14h, um amigo desta coluna, idoso de 75 anos e deficiente auditivo, sem entrar no salão, passando todos que estavam atrás ao fornecer senhas para o caixa. O estagiário em questão pode ser incurso no art. 90 do Estatuto do Idoso por impedir o acesso a serviços bancários e ser preso de um a quatro anos. Tudo porque o idoso fez reclamação para a ouvidoria contra o gerente da agência. Aliás, Pedro Guimarães deve abandonar os holofotes e apurar os motivos que levaram esse setor a não fazer nada, apesar de já terem se passado três semanas. O atendimento continua o mesmo.

 

Exclusão do ICMS impacta Eucatex

A Eucatex garantiu na Justiça a exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS/Cofins, medida que terá impacto de R$ 126 milhões no balanço do segundo trimestre.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor