Agir nas sombras para ganhar mais dinheiro

Todos lucraram com recursos russos, que agora condenam.

Se agora se esforçam para acusar oligarcas russos e bloquear seus bens e dinheiro, os integrantes do sistema financeiro internacional souberam faturar em cima dos atuais inimigos. “Sem os banqueiros de Wall Street, Londres, Zurique, advogados, corretores de imóveis, corretores de iates e outros consultores financeiros, os oligarcas não poderiam ter movimentado secretamente e com segurança vastos fundos para os mercados ocidentais”, disse Frank Vogl, cofundador da Transparência Internacional, ao Consórcio de Jornalistas Investigativos (ICIJ). “Todo mundo, nos negócios, tem uma escolha – fazer a coisa certa, servir ao interesse público central e agir com integridade, ou agir nas sombras para garantir cada vez mais dinheiro.”

A reportagem do ICIJ destaca o que esta coluna já levantou anteriormente: a hipocrisia do sistema. “Reino Unido, Suíça e Cingapura estão entre os países que condenaram a invasão da Ucrânia pela Rússia e sancionaram empresas estatais, incluindo a maior empresa de gás da Rússia, a Gazprom. Durante anos, mostram os registros vazados [como Panama Papers e Pandora Papers], esses mesmos governos abrigaram investimentos da Gazprom e empresas de fachada para transações suspeitas”.

Os nomes que aparecem nos papéis são de grandes bancos, firmas de auditoria e consultoria acima de qualquer suspeita, tradicionais escritórios de advocacia – além, claro, dos conhecidos paraísos fiscais. Na hora de faturar, nenhum levantou qualquer dúvida sobre a origem dos recursos.

 

Balcão cooperativo

A necessidade da pandemia levou o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado do Rio (Sescoop/RJ) a criar, em maio de 2020, o Projeto Balcão de Negócios Coopera Mais Rio, que funciona como vitrine para as cooperativas falarem sobre seus produtos e serviços.

O sucesso abriu o programa a interessados de outros estados. Desde então, gerou mais de 100 negócios, envolvendo mais de 90 cooperativas. “Além de ter um espaço para vender e comprar produtos, as cooperativas encontram inspiração para inovar em seus negócios”, explicou o superintendente do Sescoop/RJ, Abdul Nasser.

 

Opção

De fevereiro para cá, o número de instituições financeiras que participam do Cips (a alternativa chinesa ao sistema de pagamentos Swift) pulou de 53 para 76 (diretos) e de 1.137 para 1.228 (indiretos). O volume médio diário, porém, permaneceu na casa de 380 bilhões de iuans.

 

Rápidas

Estão abertas até 15 de abril inscrições de trabalhos no “Simpósio Temático 16. Militares na História do Brasil: Perspectivas Interdisciplinares, História e Historiografia” no XX Encontro de História da Associação Nacional de História – Seção Rio de Janeiro (ANPUH-RIO), que ocorrerá de 18 a 22 de julho. Mais informações aqui *** Nesta terça, às 14h, a M&A Community realizará “Mulheres nas Finanças: estratégia e Oportunidades para Planejamento Financeiro e Conselho de Administração no Brasil – 2022”. Inscrições aqui.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Indústria naval apresenta propostas para eleições 2022

Setor quer deixar para trás maré ruim dos últimos 7 anos

A Rota dos Vinhos do Tejo

Degustação apresenta a riqueza e diversidade da histórica e ainda desconhecida produção.

Fiat lança furgão Scudo com motor turbodiesel ou elétrico

Veículo para a última fase de entrega de produtos.

Últimas Notícias

Safra de soja 2021/22 tem previsão de 126,18 mi de t

Estudo projeta 116,10 mi de t para as duas safras de milho.

China intensifica esforços para aliviar carga tributária das empresas

Os ministérios da China lançaram uma série de políticas de apoio, com o objetivo de manter as empresas e os negócios autônomos à tona, em meio à epidemia de COVID-19, com foco no corte de taxas e impostos.

Reservatórios fecham junho com o melhor índice em 10 anos

Período seco está iniciando o seu terceiro mês e afluências devem ficar abaixo da média na primeira semana de julho.

China lançará esquema de conexão de swap de juros Continente-HK

O banco central chinês, o Banco Popular da China (PBOC), anunciou na segunda-feira a aprovação de três instituições de infraestrutura financeira para desenvolver um esquema de acesso mútuo conectando os mercados de swap de taxas de juros do continente chinês e da Região Administrativa Especial de Hong Kong (HKSAR), informou Xinhua Finance nesta segunda-feira.

Presidente do Egito inaugura teste de VLT fabricado na China

O primeiro sistema de transporte Veículo Leve sobre Trilhos Eletrificados (VLT) do Egito, construído em conjunto por empresas chinesas e egípcias, começou seu teste no domingo.