Agronegócio é alternativa à poupança

Na busca pela diversificação, Fiagros, CRAs e LCAs crescem nas carteiras das pessoas físicas

Com rentabilidade que corresponde a cerca da metade da inflação acumulada nos últimos 12 meses (11,73%), a poupança ainda é o investimento preferido dos brasileiros. Mas está perdendo adeptos. Somente nos primeiros três meses do ano, houve uma saída recorde de R$ 40,4 bilhões da caderneta. O movimento tende a se intensificar diante da continuidade da alta da taxa de juros, pressão inflacionária e maior educação financeira, com novos produtos de renda fixa provocando o crescimento da diversificação das carteiras.

“Um país com inflação e taxas de juros de dois dígitos torna outros tipos de ativos muito mais interessantes para quem tem um pouco mais de capital ou acesso a outros tipos de investimentos. Hoje em dia é muito fácil e rápido abrir conta em bancos e corretoras, o que pode ser determinante na hora de se investir. Aliando-se a isso, o acesso por smartphones às inúmeras notícias sobre investimentos também colabora para essa migração de recursos”, explica o CEO do App Renda Fixa, Francis Wagner.

Uma das alternativas buscadas pelas pessoas físicas tem sido as aplicações ligadas ao agronegócio, diante do crescimento do setor. Na contramão da poupança, os investimentos em LCA (letra de crédito do agronegócio), por exemplo, têm registrado forte crescimento. Em volume, o incremento superou a casa de 100% entre dezembro de 2020 e março de 2022, de R$ 106 bilhões para R$ 216 bilhões.

“Além do baixo risco, os papéis estão oferecendo retornos cada vez mais atrativos por estarem atrelados ao CDI (Certificado de Depósito Interbancário) ou ao IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo). Como atrativo a mais, as LCAs oferecem ainda a isenção do pagamento de Imposto de Renda no caso de pessoas físicas”, lembra André Ito, sócio da MAV Capital, gestora de recursos independente e especializada em créditos estruturados e ativos ilíquidos.

Segundo Ito, o brasileiro está mais maduro na hora de escolher seus investimentos e a busca pela diversificação da carteira faz parte deste processo. Dados da B3 mostram que, em 2016, 21% das pessoas físicas possuíam mais de cinco ativos em carteira. Em 2021, esse número subiu para 37%. Esta tendência continua com mais força em 2022, diante da continuidade da alta da taxa básica de juros. “Há quase dois anos, quem deixa suas economias na poupança perde rentabilidade real. Cada vez mais os brasileiros observam isso e buscam alternativas em outros investimentos de renda fixa que exibem baixo risco e contam com rentabilidade atrelada à Selic ou inflação”, complementa Wagner.

O analista do App Renda Fixa lembra que alternativa interessante são as Letras de Crédito, que podem ser imobiliárias ou do agronegócio. “Tais títulos não possuem liquidez diária, pois têm um período de carência de, no mínimo, 90 dias. Findo esse período é possível ter liquidez diária, além disso, esses ativos também são protegidos pelo FGC”, ressalta. Em geral, as LCAs são de longo prazo, portanto, antes de aplicar é preciso verificar o vencimento e o percentual de alocação.

Com relação aos Fiagros (Fundos de Investimento em Cadeias Agroindustriais, a maioria dos investidores que aportam neste tipo de investimento é de pessoas físicas (98%).

Segundo a B3, o crescimento da demanda foi de 416% em apenas seis meses. E não é à toa: também isentos de IR, tais fundos oferecem a constância dos pagamentos e a pujança do agronegócio, que reduzem o risco do investidor. “Os Fiagros não têm o problema da liquidez, porém, não é tão simples se desfazer do investimento. Além disso, o investidor só colhe os frutos se mantiver os recursos alocados por um bom período. O grande diferencial do Fiagro é a capacidade do gestor que pode pulverizar os recursos em diferentes ativos com diferentes riscos, minimizando a probabilidade de perda ao investir e garantindo a rentabilidade”, explica Ito.

Leia também:

Porque a poupança tem perda recorde

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Exterior misto deve acrescentar volatilidade nos negócios locais

Nesta quarta, dólar também ganha força ante moedas emergentes e ligadas a commodities, o que deve pressionar o real.

Fintechs emprestaram mais de R$ 12 bi em 2021

Crédito é quase o dobro do ano anterior, diz pesquisa da ABCD e PwC Brasil

Adquirir conhecimento é a chave para investir melhor

Para economista, medo é o mesmo sentimento que se tem do desconhecido

Últimas Notícias

Exterior misto deve acrescentar volatilidade nos negócios locais

Nesta quarta, dólar também ganha força ante moedas emergentes e ligadas a commodities, o que deve pressionar o real.

BNDES: R$ 317,2 milhões nos aeroportos de Mato Grosso

Ao todo serão investidos R$ 500 milhões nos quatro aeroportos, com participação de 65% do BNDES

Fintechs emprestaram mais de R$ 12 bi em 2021

Crédito é quase o dobro do ano anterior, diz pesquisa da ABCD e PwC Brasil

Regulador divulga primeiro balanço sobre o 5G em Portugal

No final do primeiro trimestre, já havia 2.918 estações de rede 5G espalhadas por 198 cidades (64% das cidades)

Está mais fácil comprar carro na China

Vendas no varejo de veículos de passageiros atingiram 1,42 milhão de unidades durante o período de 1 a 26 de junho