Agronegócio segue sendo a menina dos olhos das exportações

O agronegócio representou 45,3% das exportações totais brasileiras no primeiro semestre de 2021. Até junho, as exportações do setor somaram US$ 61,49 bilhões, o que representa um crescimento de 20,8% em relação ao exportado no mesmo período em 2020. A expectativa é que em 2022 esse valor aumente. Os dados são do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Para aproveitar esse potencial, a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e o Ministério das Relações Exteriores (MRE) estão organizando a participação de empresas brasileiras de alimentos, bebidas e agronegócio nas 30 maiores feiras internacionais do setor em 2022.
Só pela Apex-Brasil estão previstas participações em 16 feiras setoriais. A Agência informou nesta terça-feira que disponibiliza aos empresários preparação e estrutura antes e durante o evento, estande, espaços de networking, recepcionistas, material promocional e tradutor. Desta forma, a Apex-Brasil espera contribuir para que as participantes alavanquem seus negócios no cenário internacional, por meio de parcerias e novos clientes. As inscrições já estão abertas e o calendário pode ser acessado no regulamento.

A Apex-Brasil apoia mais de 1,6 mil empresas de diversos segmentos do agronegócio brasileiro. Para o Gerente de Agronegócios da Apex-Brasil, Márcio Rodrigues, o agronegócio brasileiro tem capacidade de diversificar e ampliar suas exportações para o mundo, e as feiras internacionais abrem ainda mais possibilidades de promover produtos, especialmente os de maior valor agregado. “O agronegócio brasileiro tem capacidade crescente de exportar produtos para uma diversidade de mercados e as feiras são uma oportunidade para ampliar a quantidade de empresas exportadoras e de mercados alcançados pelo Brasil”, declara.

A Gulfood, por exemplo, é a principal feira de alimentos e bebidas do Oriente Médio e contempla os segmentos de bebidas, lácteos, óleos, produtos free from, carne e frango, entre outros. Em 2021, a Apex-Brasil levou 50 empresas para o evento com 4 pavilhões Brasil e que resultou em US$ 33,2 milhões em negócios fechados.

Já a Sial China, contempla o mercado asiático sendo o maior evento dos setores de Agronegócio, Bebidas e Alimentos. Neste ano, 10 empresas contaram com o apoio da Apex-Brasil para participarem do evento. Foram fechados mais de US$ 550 mil em negócios imediatos no evento e a estimativa é que esse valor possa superar US$ 2,3 milhões em negócios ao longo do ano.

Leia também:

Construção cresce, mas há incerteza sobre continuidade de retomada

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

SP: alimentação puxa alta no preço da cesta básica

Segunda prévia do IGP-M variou negativamente em relação à segunda prévia do período anterior, mas avança ante a última divulgação.

Jovem baixa-renda é mais requisitado para voltar a trabalho presencial

Quanto menor a renda familiar, maior o percentual; brasileiros de 18 a 25 anos somam 42% das contratações temporárias no primeiro semestre.

Comerciários do Rio têm aumento

Já em São Paulo, emprego no comércio registra a maior alta mensal desde novembro de 2020.

Últimas Notícias

SP: alimentação puxa alta no preço da cesta básica

Segunda prévia do IGP-M variou negativamente em relação à segunda prévia do período anterior, mas avança ante a última divulgação.

Jovem baixa-renda é mais requisitado para voltar a trabalho presencial

Quanto menor a renda familiar, maior o percentual; brasileiros de 18 a 25 anos somam 42% das contratações temporárias no primeiro semestre.

Formbook afetou mais de 5% das organizações

Capaz de capturar credenciais e registrar digitação de teclado, malware figurou em segundo lugar no ranking mensal do país.

Sauditas liberam exportação de carne de unidades de Minas

De acordo com o Ministério da Agricultura, autoridades do país suspenderam o bloqueio de cinco plantas de carne bovina mineira.