Ainda não foi desta vez

A análise dos resultados do PIB no terceiro trimestre de 2017, divulgados sexta-feira pelo IBGE, tenta destacar resultados favoráveis, escondendo o que não interessa ao governo ou ao mercado. Destaque foi dado para os investimentos, que teve crescimento no período. Uma espiada menos comprometida revela que não foi bem assim. O IBGE divulga que na análise da despesa de janeiro a setembro, a Formação Bruta de Capital Fixo (medida dos investimentos) sofreu contração de 4,2%. Pelo nono trimestre em sequência, todos os componentes da demanda interna apresentam resultado negativo. A taxa de investimento no terceiro trimestre de 2017 foi de 16,1% do PIB, pouco abaixo do observado no mesmo período do ano anterior (16,3%). Pelo que se depreende que o país continua patinando, não conseguindo nem ao menos engrenar um voo de galinha.

 

Pesquisa nacional

Nesta terça, Dia Mundial do Solo, a Embrapa Solos lança a versão final do mapa digital de carbono orgânico dos solos brasileiros na profundidade de 0-30 cm. Ele une modelagem matemática e conhecimentos levantados em campo para ajudar em diversos programas de conservação de recursos naturais. Um dos beneficiários imediatos será o Programa Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (ABC) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que poderá utilizá-lo para direcionar práticas de redução de emissão de gases de efeito estufa.

Uma das informações mais importantes do estudo é o estoque total de carbono do solo a 0-30 cm do Brasil, que seria 36,3 Pg, sendo que 1 Pg (petagrama) = 1 bilhão de toneladas.

O carbono do solo é uma propriedade vital, que está relacionada com emissão de gases de efeito estufa, mitigação do aquecimento global e fertilidade do solo, além disso é uma propriedade guarda-chuva, que transmite informação sobre a qualidade do solo em geral, incluindo dados sobre a química, física e biologia da terra”, conta o pesquisador da Embrapa Solos Gustavo Vasques, lembrando a importância da elaboração do mapa, que tem resolução espacial aproximada de um quilômetro.

No mesmo dia, a FAO, órgão das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura, lançará em Roma o mapa global de carbono orgânico do solo.

 

Carinhos

Em entrevista a José Luiz Datena na Rádio Bandeirantes, o ministro das Relações Exteriores e senador Aloysio Nunes Ferreira Filho (PSDB-SP) disse que não crê em uma possível vitória do pré-candidato Jair Bolsonaro (PSC-RJ) nas eleições presidenciais de 2018. Para o ministro, o ex-presidente Lula venceria sem dificuldades se os dois se enfrentarem num eventual segundo turno. “Se pegar dez Bolsonaros e espremer, não cabe em um pires. As ideias dele…”

A resposta veio no estilo Bolsonar: “Não quero ser deslegante, mas as ideias dele [Aloysio] transbordam de um vaso sanitário.” “Eles, o sistema, preferem qualquer um do que eu. Tenho certeza que o PSDB estará com Lula caso ele vá para o segundo turno”, declarou o deputado federal à Rádio Bandeirantes.

 

Lei impediu

Também na Bandeirantes, o ministro do STF Alexandre de Moraes, 49 anos, ex-titular da pasta da Justiça com Temer, revelou que poderia ter se aposentado aos 44 com salário integral do Ministério Público, mas uma mudança na lei acabou impedindo que ele conseguisse o benefício.

E ele atesta que o Supremo acabará julgando uma cada vez mais difícil Reforma da Previdência. Será que contestará o privilégio dos outros?

 

Alta gestão

O professor Paulo Alonso, diretor-geral da Facha, recebe nesta sexta-feira, às 16h, na sede da Febraban, em São Paulo, o Prêmio de Alta Gestão, em reconhecimento pelas trajetórias profissional e acadêmica. Logo após a cerimônia, às 19h, Ele lança Segredos do Sucesso – da teoria ao topo: histórias de executivos da Alta Gestão (Editora Leader), na Livraria Cultura, do Shopping Iguatemi. O livro conta as histórias de executivos no Brasil, por meio de vivências, aprendizados e desafios da vida corporativa.

 

Rápidas

Tavane Gurdos assumiu como diretora Comercial da OLX *** O projeto Quintal da Vanessa encerra a temporada de 2017 no Passeio Shopping (RJ), dias 8 e 9, com edição especial do evento É Dia de Feira, com plantas cultivadas de forma natural, sem uso de agrotóxicos *** O SindusCon-SP, em conjunto com a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) e o Senai, realizará nesta terça a oficina Conservação e Uso de Fontes Alternativas de Água em Edificações e Preparação da Indústria da Construção para o 8º Fórum Mundial da Água.

Artigo anteriorUma questão de opção
Próximo artigoA voz do establishment
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Juntar 2 meses e meio de auxílio para comprar cesta básica

Não só a pandemia, mas inflação é ameaça às pretensões de Bolsonaro.

Se mirar Nordeste, Bolsonaro atingirá o próprio pé

Região tem menor média de casos e óbitos causados pela Covid.

Neodefensores do trabalhador ignoraram crise

Desemprego já era estratosférico em 2019, e apoiadores de Guedes nem ligavam.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Campos marítimos do pós-sal estão em decadência

Os campos marítimos do pós-sal já produziram cerca de 16 bilhões de barris de óleo equivalente ao longo de sua história, ou seja, 63%...

Motoboys protestam em São Paulo

Entregadores tomaram ruas de São Paulo contra baixa remuneração e péssimas condições de trabalho

BC altera norma para segunda fase do open banking

Medida complementa regulamentação que estabelece requisitos técnicos de fase que vai permitir compartilhamento de dados e transações de clientes.

Confiança do consumidor medida por Michigan ficou abaixo do esperado

Índice registrou leitura de 86,5 na prévia de abril e o esperado era 89.

Escolha de conselheiros da ANPD preocupa por conflito de interesses

Entre os indicados há diretores e encarregados de dados pessoais de grandes empresas da internet.