AL: pelo menos 77 milhões não têm acesso à internet em zonas rurais

Pelo menos 77 milhões de pessoas que vivem em territórios rurais da América Latina e do Caribe carecem de conectividade com padrões mínimos de qualidade mostrou a pesquisa "Conectividade Rural na América Latina e no Caribe – Uma Ponte para o Desenvolvimento Sustentável em Tempos de Pandemia", apresentada nesta quinta-feira pelo Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a Microsoft.

O estudo, que concentrou o trabalho em 24 países latino americanos e caribenhos e fornece um panorama abrangente da situação da conectividade rural na região, revela que 71% da população urbana da América Latina e do Caribe têm opções de conectividade, diante de menos de 37% na ruralidade, uma diferença de 34 pontos percentuais que prejudica o imenso potencial social, econômico e produtivo.

No total, 32% da população na América Latina e Caribe, ou 244 milhões de pessoas, não acessam a serviços de internet. A diferença de conectividade é mais acentuada quando se separa populações urbanas e rurais. Em alguns casos a diferença chega a 40 pontos percentuais. Do total de pessoas sem acesso à internet na região, 46 milhões vivem em territórios rurais.

A pesquisa constatou que há grandes limitações na disponibilidade de dados estatísticos oficiais, o que impede uma exibição precisa do estado real da situação de conectividade nos territórios rurais das Américas: apenas 50% dos países da região possuem medições específicas sobre conectividade em áreas rurais.

Para compensar a falta e dados, o IICA, o BID e a Microsoft desenvolveram o Índice de Conectividade Significativa Rural (ICSr) e o Índice de Conectividade Significativa Urbana (ICSu), o que permitiu medir a qualidade da conexão a partir das informações disponíveis nas estatísticas oficiais e com base em outros índices existentes, incluindo banda larga, do BID; de Conectividade Móvel, do Grupo Especial Móvel da Associação GSMA (GSMA); e de Conectividade Geral, utilizada pela União Internacional de Telecomunicações (UTI, na sigla em inglês). O estudo constatou que apenas sete países da região possuem informações mais completas e específicas que permitem o acesso a dados sobre os pilares da conectividade rural significativa: uso diário da internet, disponibilidade de equipamentos, acesso à banda larga e tecnologia 4G em áreas rurais.

Para esses países, a pesquisa revelou que as defasagens mais importantes em termos de conectividade se devem à baixa frequência da internet, com uma média de apenas 10% da população rural (ou 21% se o Brasil for excluído), que utiliza diariamente a rede mundial de computadores, seguido pela baixa disponibilidade de banda larga, com uma média de 16,6% da população rural que acessam esse serviço.

O uso de equipamentos (principalmente smartphones) e o acesso a tecnologias 4G apresentam índices mais favoráveis, com níveis médios de penetração em populações rurais de 71% e 37%, respectivamente (48% e 15% excluindo o Brasil da média).

Artigos Relacionados

Brasil é o terceiro país no mundo em dados roubados

No país, usuários da Netflix foram os que mais sofreram, seguido por Spotify e Amazon Prime; Indonésia e Índia vêm em primeiro e segundo lugares.

Pernambucano lança 1º clube de investimentos educacional do Brasil

Arthur Lemos é também responsável pela Empreender Dinheiro, plataforma digital de educação para investidores.

Audiência do Instagram já é 35% maior que a do Facebook

Total de interações no primeiro foi 22 vezes maior que no FB; celebridades perdem seguidores no Instagram, enquanto marcas crescem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Presidente do Banco do Brasil joga a toalha

Centrão tem interesse no cargo.

Imóveis comerciais tiveram estabilidade em janeiro

Nos últimos 12 meses, entretanto, preços de venda e locação do segmento acumulam quedas de 1,32% e 1,18%, respectivamente.

Contas públicas têm superávit de R$ 58,4 bilhões em janeiro

Dívida bruta atinge 89,7% do PIB, o maior percentual da história.

Presidente do Inep é exonerado do cargo

Medida foi publicada no Diário Oficial de hoje; até o momento, não foi anunciado o nome de quem o substituirá.

Primeiro caso de Covid-19 no Brasil completa um ano

Brasil tem novo recorde de mortes diárias, diz Fiocruz; boletim informa que houve ontem 1.148 mortes.