Alerj aprova medida para gerar emprego no Estado

A Alerj deu mais um passo em busca da recuperação dos empregos no estado. Essa semana, os deputados aprovaram o projeto de lei que obriga o Governo do Estado a dar preferência para as empresas instaladas aqui nos processos para contratação de produtos e serviços de Saúde. O autor da proposta é o presidente da Alerj, deputado André Ceciliano (PT).

Rodrigo Bacellar (foto Alerj)
Rodrigo Bacellar (foto Alerj)

Bacellar na disputa por vaga no TCE

O deputado Rodrigo Bacellar (SDD) entrou forte para a disputa pela vaga de Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Ele é advogado tributarista com pós-graduação em tributação, previdência, finanças públicas e responsabilidade fiscal. Também foi assessor da secretaria geral de planejamento do TCE e presidiu a Fundação Estadual do Norte Fluminense. Além de currículo, Bacellar tem bom trânsito com os colegas deputados na Alerj e é bem próximo do presidente da Casa, deputado André Ceciliano.

 

Advogado também quer concorrer

Outro nome cotado para a próxima vaga no TCE é o do advogado Hormindo Bicudo, que já foi controlador de Contas do Estado e tem em seu currículo cargos em secretarias de vários municípios fluminenses e do próprio TCE. Dr. Bicudo, como é conhecido, tem uma banca de escritório de advocacia tributária e conhece bem a rotina no Tribunal de Contas. A próxima vaga no TCE deve ser aberta com a aposentadoria voluntária do conselheiro Aloysio Neves.

Alexrande Freitas (foto Alerj)
Alexrande Freitas (foto Alerj)

Deputado playboy

O deputado Alexandre Freitas (Novo), que participa do Tribunal Especial Misto de deputados e desembargadores para julgar o impeachment do governador Wilson Witzel, foi apelidado pela deputada Lucinha (PSDB) de playboy. Ela só se refere a ele assim. Tem gente concordando com ela e achando que é por causa das roupas de grife que o deputado usa. Outros já acham que é falta de decoro e bullying por parte da parlamentar. Freitas não reclama.

 

Ex-petistas querem voltar ao ninho

A decisão do STF de anular a condenação de Lula mexeu com o cenário político em todos os níveis. Muitos dos que trocaram de legenda quando o barco do PT começou a fazer água ensaiam um retorno e já há, pelo menos, dois nomes “fortes” para assumir o Ministério da Economia, caso Lula volte ao Palácio do Planalto: Armínio Fraga e Monica de Bolle. Na Câmara Municipal do Rio, Lindbergh Faria já vem sendo tratado como ministro, e Benedita da Silva já faz sugestões para um programa de governo do PT, que nem existe ainda.

Leia mais:

Deputado quer barrar resolução que facilita novas construções

Ceciliano: auxílio de R$ 300 será pago ainda este mês

Artigos Relacionados

Juntar 2 meses e meio de auxílio para comprar cesta básica

Não só a pandemia, mas inflação é ameaça às pretensões de Bolsonaro.

Uma viagem eno-astrológica

Tomar de empréstimo o léxico astrológico para fazer analogias entre as características dos vinhos e dos signos solares.

Alerj barra privatização da Cedae pela segunda vez

Projeto condiciona venda a renovação do Regime de Recuperação Fiscal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Campos marítimos do pós-sal estão em decadência

Os campos marítimos do pós-sal já produziram cerca de 16 bilhões de barris de óleo equivalente ao longo de sua história, ou seja, 63%...

Motoboys protestam em São Paulo

Entregadores tomaram ruas de São Paulo contra baixa remuneração e péssimas condições de trabalho

BC altera norma para segunda fase do open banking

Medida complementa regulamentação que estabelece requisitos técnicos de fase que vai permitir compartilhamento de dados e transações de clientes.

Confiança do consumidor medida por Michigan ficou abaixo do esperado

Índice registrou leitura de 86,5 na prévia de abril e o esperado era 89.

Escolha de conselheiros da ANPD preocupa por conflito de interesses

Entre os indicados há diretores e encarregados de dados pessoais de grandes empresas da internet.