Alerj doa R$ 20 milhões à Fiocruz para auxiliar na produção da vacina

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) doou R$ 20 milhões à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para auxiliar a instituição nas pesquisas e ações de combate ao coronavírus.

A doação faz parte do montante de R$ 500 milhões do orçamento da Casa economizados este ano. Parte deste valor retornou para o Tesouro estadual, como o montante de R$ 300 milhões destinados ao pagamento do 13º salário do funcionalismo público. Outras doações também foram feitas para a reconstrução do Museu Nacional, para a nova sede do Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira (CAp-Uerj) e para cidades do Rio de Janeiro para a luta contra a pandemia.

A assinatura do termo de doação à Fiocruz aconteceu no dia seguinte ao anúncio de que o Reino Unido aprovou o uso da vacina desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca, que será produzida no Brasil pela entidade sediada no Rio de Janeiro.

O presidente da Alerj, André Ceciliano (PT), ressaltou a importância do repasse, que também auxiliará na produção da vacina: “A gente precisa ter uma saída, muito se discute da economia de mercado e do próprio combate ao vírus, mas é preciso ter a vacina.”

O termo de doação foi assinado por Ceciliano e pela presidente da Fiocruz, Nísia Lima, na presença das deputadas Renata Souza (PSol), Martha Rocha (PDT), Célia Jordão (PRP) e do deputado Giovanni Ratinho (PTC).

Artigos Relacionados

EUA não deixam Venezuela comprar vacinas contra Covid-19

Reino Unido se une aos americanos no bloqueio de recursos dos venezuelanos.

Cidade do Rio tem mais mortes do que nascimentos pelo 7º mês seguido

No Estado também cai a diferença entre nascimentos e mortes em março

Preço do m² em Copacabana pode variar até R$ 15 mil

Quanto mais próximo à praia, mais caro é o metro quadrado na Rua Figueiredo de Magalhães, Zona Sul do Rio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Eleição no Peru está indefinida. Empate técnico entre 5 candidatos

Primeiro turno será no domingo. segundo turno está previsto para o dia 6 de junho.

Equador: Não haverá contagem rápida no domingo de eleições

Arauz, candidato do ex-presidente Rafael Correa lidera as pesquisas com 37% das intenções de voto contra 30% do candidato do Aliança Creo, o banqueiro Guillermo Lasso.

Indicador econômico global mantém trajetória de recuperação

Segundo FGV, fato reflete avanço das campanhas de vacinação contra a Covid.

Brasil movimentou R$ 2 tri em transações com cartões em 2020

Transações digitais foram impulsionadas por modernização do mercado e pandemia.

IPCA de março variou abaixo da expectativa do mercado

Nossa projeção para o ano que vem permanece de 6,5%, podendo ser antecipada para este ano.