Alerj quer reduzir ICMS sobre os combustíveis

Em bombas dos postos de outros estados, valor é R$ 1 mais barato.

A Alerj está empenhada em sugerir e aprovar medidas que levem a um recuo nos altos preços cobrados no estado do Rio de Janeiro e a retomada do desenvolvimento econômico. A maior batalha está sendo reduzir a alíquota de ICMS sobre os combustíveis. Quem viaja de carro para São Paulo, Paraná e Santa Catarina, por exemplo, nota que os preços cobrados nas bombas dos postos destes estados são em média R$ 1 mais baratos que no Rio. Por isso, os deputados, liderados pelo presidente da Casa, deputado André Ceciliano (PT), buscam uma forma de reduzir a carga tributária sobre os combustíveis por aqui. Isso, argumentam, levaria a uma redução no preço dos fretes e, em consequência, nos preços finais dos produtos, principalmente os alimentícios.

 

Recuo no querosene de aviação

Semana passada a Alerj teve uma primeira vitória para reduzir a carga tributária dos combustíveis: o governador Cláudio Castro sancionou a lei que reduz o ICMS sobre o querosene de aviação. O combustível representa entre 35% e 40% dos custos de voo das companhias aéreas. Muitas delas transferiram seus voos internacionais para São Paulo, onde a alíquota de ICMS era melhor, e agora devem voltar a operar a partir do Galeão.

Deputada Zeidan (foto divulgação)
Deputada Zeidan (foto divulgação)

Sem homenagem aos condenados por feminicídio

A deputada Zeidan (PT) é a autora do projeto de lei, em tramitação na Alerj, que proíbe no estado nomear equipamentos públicos e logradouros, como escolas, unidades de saúde, rodovias, praças, ruas e estádios, entre outros, com nomes de pessoas condenadas por crimes de feminicídio ou violência doméstica e familiar contra as mulheres. O projeto de lei também proíbe órgãos públicos de homenagear ou condecorar os condenados.

 

Assessor de imprensa

A Escola do Legislativo do Rio (Elerj) promove na próxima segunda-feira (13), às 13h30, a palestra “O papel do assessor de imprensa para políticos”, que será ministrada por Débora Batista, jornalista e assessora de imprensa com mais de 15 anos de experiência na área. A atividade será no formato híbrido, com público limitado no auditório e transmissão ao vivo pela página da Elerj no Facebook. Inscrições gratuitas podem ser feitas através do link: bit.ly/3fUdMSN

Rodrigo Maia (foto de Marcelo Camargo, ABr)
Rodrigo Maia (foto de Marcelo Camargo, ABr)

Rodrigo Maia volta em abril

Rodrigo Maia (sem partido), que deixou de defender o Rio de Janeiro em Brasília, como deputado federal, para ser secretário de Projetos e Ações Estratégicas do governo Dória, em São Paulo, deve apresentar um pacotão de PPPs e concessões até o final de setembro. Maia tem pressa em mostrar serviço aos paulistas. Em abril, o parlamentar terá de se desincompatibilizar da Secretaria para disputar a reeleição aqui no Rio. Difícil vai ser explicar ao eleitor esse “ano sabático” em São Paulo, dando as costas para os problemas do Rio de Janeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Vinhos do Dão: elegância consistente do Centro Norte de Portugal

Dão Experience apresenta a riqueza de sua vitivinicultura com prova virtual de cinco vinhos premiados.

Eleitores brasileiros no exterior

Por Bayard Boiteux

‘Vices’ assumem e dão show de competência

Por Sidney Domingues e Sérgio Braga.

Últimas Notícias

Guedes fica mesmo avaliado com nota baixa

Apesar de abrir a possibilidade de aumentar a crise econômica e do desrespeito ao teto de gastos ou outras regras fiscais para bancar medidas...

Ex-ministro de Temer substituirá Funchal

O ex-ministro do Planejamento Esteves Colnago assumirá o comando da Secretaria Especial de Tesouro e Orçamento da pasta. A nomeação foi confirmada nesta sexta-feira...

Receita Federal abre consulta a lote residual de Imposto de Renda

A Receita Federal abriu nesta última sexta-feira consulta a lote residual de restituição do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) relativo ao mês...

Vendas do Tesouro Direto superam resgates em R$ 1,238 bi em setembro

As vendas de títulos do Tesouro Direto superaram os resgates em R$ 1,238 bilhão em setembro deste ano. De acordo com os dados do...

81% dos brasileiros têm contas em mais de uma instituição financeira

Oito em cada dez brasileiros têm conta em mais de uma instituição financeira, ou seja, controla suas finanças de força desagregada. É o que...