Alta pode prosseguir

Declarações de Guedes foram avaliadas como otimistas, mas os mercados no exterior também ajudaram no desempenho local.

Ontem, mesmo com todos os ruídos na área política a Bovespa conseguiu encerrar com leve alta de 0,17% e índice na casa de 126.146 pontos, revertendo perdas do início da manhã. O dólar encerrou com alta de 0,41%, cotado em R$ 5,21. Declarações do ministro Paulo Guedes foram avaliadas como otimistas, mas os mercados no exterior também ajudaram no desempenho local.

Hoje, mercados da Ásia com comportamento misto (Tóquio ainda com feriado), Europa começando novamente no positivo, até acelerando desde a abertura e futuros do mercado americano na mesma sintonia de alta. Aqui podemos emplacar o quarto pregão seguido de alta e tentar buscar patamar acima de 127.000 pontos do Ibovespa quando a recuperação terá maior consistência. Porém, o ambiente político vai seguir aquecido, mesmo com o Congresso Nacional em recesso.

No exterior, o dia está sendo de divulgação de indicadores PMI da atividade industrial, serviços e composto (de julho) para diferentes países. Na Alemanha, o PMI industrial subiu para 65,6 pontos, de previsão de 64,0 pontos, o de serviços em alta para 62,2 pontos e composto em 62,5 pontos. Na Zona do Euro, queda do PMI industrial para 62,6 pontos e serviços em alta para 60,4 pontos. No Reino Unido, queda do industrial para 60,4 pontos e serviços também desacelerando para 57,8 pontos. Lembrando que indicadores acima de 50 pontos indicam aceleração das atividades e todos ficaram acima.

Ainda no Reino Unido as vendas no varejo de junho surpreenderam positivamente com alta de 0,5%, quando o previsto era queda de 0,6%. Isso motiva a melhora dos mercados na Europa. Os balanços anunciados no after market também foram bem avaliados e puxaram os preços das ações de Intel e Twitter.

O FMI confirmou sua projeção de crescimento do PIB americano em 2021 de +7,0% e com 2022 com expansão de 4,9%. Já o presidente Joe Biden espera a aprovação do pacote de infraestrutura pelo Congresso americano no início da próxima semana, com acordo bipartidário, além de acreditar ser possível elevar o teto de endividamento.

No mercado internacional, o petróleo WTI, negociado em Nova Iorque, mostrava recuperação e operava praticamente estável com o barril cotado a US$ 71,90. O euro era transacionado em US$ 1,177 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros em alta para 1,295%. O ouro e a prata mostravam quedas nas negociações da Comex e commodities agrícolas com comportamento misto na Bolsa de Chicago.

No segmento local, o governo anunciou que desbloqueou R$ 4,5 bilhões que estavam contingenciados pelos ministérios, e espera poder liberar mais R$ 2,8 bilhões com a folga orçamentária. Bolsonaro, em sua live de quinta-feira, falou em Bolsa Família podendo ficar maior que R$ 300 já em novembro, disse não ser candidato a nada agora, mas a postura populista que está sendo adotada é risco para as finanças públicas. A arrecadação maior se deve a base de comparação fraca de 2020, os preços em alta das commodities e inflação; além de alguma redução das despesas para equilibrar.

Na agenda do dia teremos a divulgação da prévia da inflação oficial de julho pelo IPCA-15 e a FGV anuncia o IPC-S da terceira quadrissemana de julho. No exterior, mais indicadores de atividade PMI e o resultado do segundo trimestre de Amex. Expectativa de Bovespa seguindo exterior em alta, dólar ainda forte e juros podendo cair por conta da desaceleração do IPCA-15.

Já ontem foi dia de frenesi na política brasileira e em época de regresso do Congresso Nacional. Todos falaram. Falou o presidente Bolsonaro, o ministro da Justiça, Braga Neto, o ministro da Economia, Paulo Guedes, duas vezes, o relator da reforma do imposto de renda, o presidente do Senado e assim passamos todo o dia. Aparentemente os investidores gostaram, com os mercados reagindo positivamente na parte da tarde. Também foi dia da oposição cair de pau no governo por ter dado maior espaço para o Centrão, que sempre foi negado pelo presidente (agora se diz integrante do Centrão pejorativo), de falar em golpe de não ter eleições sem voto impresso, etc.

Tudo isso nos remete a leitura de que as eleições de 2022 já começaram, depois da queda de prestígio do presidente nas últimas semanas. Bolsonaro precisa recuperar o apoio do Congresso e todo o governo fala em programas populistas. Bolsa Família turbinado (ou outro nome que se queira dar), desbloqueio de contingenciamento de todos os ministérios, recriação da pasta do Trabalho, e muito mais. As reformas vão sair ainda nesse ano, o ajuste do imposto de renda em agosto, a equipe econômica falando em receitas primárias crescentes (boa parte deriva da inflação alta). Tudo isso pode ser verdade ou passível de interpretação, mas também parece ação coordenada de apoio.

É bem verdade que os mercados no exterior melhoraram durante a parte da tarde e isso acaba influindo também por aqui. O Banco Central Europeu (BCE) manteve a política monetária estabilizada, com taxa de depósito negativa em 0,5%, e refinanciamento zero, a compra de ativos PEPPs de 1,85 trilhão de euros e os juros seguirão nos níveis atuais até a inflação de 2%, que ainda pode passar moderadamente desse patamar. As compras de títulos seguirão até pelo menos março de 2022, ou até que a crise da Covid-19 tenha fim. Foi uma postura suave do BCE, que envolveu também a coletiva de imprensa da presidente Christine Lagarde.

Nos EUA, o índice de atividade nacional de Chicago caiu para 0,09 pontos em julho, vindo de 0,26 pontos no mês anterior. Os pedidos de auxílio-desemprego da semana anterior surpreenderam em alta de 51 mil posições, evoluindo para 419 mil, quando o esperado era que ficasse em 350 mil pedidos. Já Biden mantém boa expectativa de bom acordo para o programa de infraestrutura de US$ 3,5 trilhões. A Casa Branca diz está focada em lidar com os gargalos da cadeia produtiva e instou a China a se engajar nas investigações da Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre a Covid-19. Os casos de Covid-19 nos EUA subiram na última semana e a variante delta é mais agressiva e contagiosa e já representa 83% dos casos.

A África do Sul manteve os juros estabilizados em 3,5%e elevou a previsão de inflação, na Zona do Euro a confiança do consumidor caiu para -4,4 pontos em julho (de previsão de -2,5 pontos) e na Rússia o banco central orientou as Bolsas não permitirem pagamentos em criptomoedas. Na China, o volume de investimento externo direto do primeiro semestre de 2021 foi de US$ 91,0 bilhões, com alta sobre igual período de 2020 de 33,9%.

No mercado internacional, o petróleo em boa alta foi novamente importante para os mercados de risco. O WTI, negociado em Nova Iorque, mostrava alta de 2,29%, com o barril cotado a US$ 71,91. O euro era transacionado em queda para US$ 1,177 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 1,223%, depois de muito oscilar. O ouro e a prata operavam com altas na Comex e commodities agrícolas com viés positivo. O minério de ferro negociado em Qingdao, na China, registrou queda de 5,66%, com a tonelada em US$ 2902,83.

No segmento local, o ministro da Justiça, Braga Neto, se defendeu de reportagem dizendo que não fala por interlocutores, mas defendeu o voto impresso, atribuição do Congresso. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, disse que seja qual for o modelo, haverá eleições em 2022. Já Paulo Guedes, achou natural o desmembramento em seu ministério e a coalizão política de centro-direita para sustentar reformas e melhorar a animosidade do Senado. Disse já ter espaço orçamentário para programas sociais turbinados e que o presidente nunca cedeu na política econômica e reformas. Boatos davam conta da fusão de três partidos do Centrão (DEM, Progressistas e PSL) tornando o governo refém do maior partido, com mais de 120 deputados.

A área econômica anunciou desbloqueio de R$ 4,5 bilhões do orçamento de 2021, estimando receitas primárias do ano em R$ 1,82 trilhão (anterior em R$ 1,75 trilhão) e despesa total em R$ 1,63 trilhão. O déficit primário estimado em R$ 155 bilhões, de anterior em R$ 187,7. A folga para o teto de gastos está em R$ 12,3 bilhões.

No mercado, a quinta foi dia de dólar em alta de 0,41% e cotado a R$ 5,21. No segmento Bovespa, da B3, na sessão do dia 20, os investidores estrangeiros voltaram a sacar recursos no montante de R$ 755,6 milhões, deixando o saldo negativo de julho em R$ 5,46 bilhões, mas com o ano positivo em R$ 42,55 bilhões. No mercado acionário, dia de queda da Bolsa de Londres de 0,43% (resultado ruim de Unilever), Paris com +0,26% e Frankfurt com +0,60%. Madri e Milão com altas de respectivamente 0,61% e 0,53%. No mercado americano, o Dow Jones com +0,07% e Nasdaq com +0,36%. Na Bovespa, dia de reviravolta para alta de +0,17% e índice em 126.146 pontos.

.

Alvaro Bandeira

Economista-chefe do Banco Digital Modalmais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Depois da tempestade, o alívio

Bolsas europeias tiveram a maior perda em dois meses, em meio à elevação dos temores com a situação da Evergrande e o clima de cautela.

Copom inicia sexta reunião do ano para definir juros básicos

Expectativa é que taxa Selic suba de 5,25% para 6,25% ao ano.

Últimas Notícias

Queiroga ficará em quarentena em NY

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, não volta por enquanto ao Brasil. O motivo não foi o gesto obsceno que fez com o dedo,...

Startup de inteligência artificial terá acesso ao hub de dados da B3

A 4KST, fintech de inteligência artificial, com foco em eficiência financeira, e a B3 anunciaram nesta terça-feira um acordo com foco em compartilhamento e...

BNDES: R$ 166 milhões para linhas de transmissão da Energisa Tocantins

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 166 milhões para a Energisa Tocantins Transmissora de Energia (Grupo Energisa),...

UE tenta expandir oportunidades no oeste da China

Nos primeiros oito meses de 2021, o volume comercial entre a China e a União Europeia (UE) aumentou 32,4% ano a ano. O volume...

Deputados querem venda direta de etanol aos postos

Em audiência pública da Comissão de Minas e Energia, realizada nesta terça-feira, deputados defenderam a aprovação da Medida Provisória 1063/21, que autoriza produtores e...