Aluguel por temporada impulsiona retomada do turismo

Pesquisa por pousadas supera a de hotéis aumentaram oito; busca por hostel e aluguel de temporada também tiveram crescimento expressivo.

Apesar do impacto negativo gerado pela pandemia de Covid-19, o setor do turismo no país registrou, em maio de 2021, um faturamento de R$ 9,3 bilhões – o valor é 47,5% superior ao assinalado no mesmo período em 2020, segundo a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomércio-SP).

Segundo Thiago Moresqui, sócio-fundador do Casa Temporada, a movimentação do turismo pode ser justificada pelo crescimento do mercado de aluguel por temporada. “Com os hotéis fechados ou atuando com capacidade reduzida, os imóveis para locação por temporada ganharam destaque e se tornaram uma ótima opção para as pessoas que desejam sair da rotina”, diz.

Para ele, o fato de as pessoas estarem passando mais tempo juntas dentro de casa devido à pandemia de Covid-19 fez com que a busca por alternativas de lazer – que incluem viagens em família – se tornasse um grande desafio. Por isso, opções mais reservadas, como o aluguel de imóveis por temporada, passaram a ser mais consideradas.

“Com casas particulares, a exposição ao vírus é menor. Além disso, é possível adaptar a própria rotina ao novo ambiente. Com isso, o mercado de aluguéis para temporada teve um crescimento de 2.000%. Vimos o aumento no número de imóveis para locação e também no volume de viajantes – principalmente para campo e montanhas”, explica.

Os dados acima dispostos foram extraídos da plataforma Casa Temporada, que também constatou que os imóveis são procurados e escolhidos a partir das seguintes considerações: localização, condições, conforto, lazer, garagem, preço e permissão de animais.

De acordo com o buscador Kayak, a busca por hospedagem está em alta entre os brasileiros. De acordo com um novo levantamento que compara o mês de maio em relação ao mês de março de 2021, a pesquisa por pousadas na plataforma cresceu nove vezes mais, enquanto as buscas por hotéis aumentaram oito. Procuras pelas categorias hostel e aluguel de temporada também tiveram crescimento expressivo de sete vezes mais em relação ao mês de março.

Segundo a plataforma, todas as categorias de hospedagem registraram alta de março a maio de 2021: hotéis foram os preferidos no share total de buscas, com 48%, seguidos por aluguel de temporada, com 20%, pousadas, com 17%, resorts, com 9%, hostel, com 6% e aparthotéis, com 1%. Ou seja, nos últimos três meses, a grande maioria dos turistas do Brasil ainda buscam por hotéis e aluguel de temporada na plataforma, mas o crescimento mais expressivo foi por pousadas, que é a terceira categoria mais buscada.

Dentre os destinos mais buscados por meio de hospedagem, na categoria hotéis, Miami (EUA), Campos do Jordão (SP) e Gramado (RS) lideram. Para pousadas, Campos do Jordão e Gramado surgem novamente, mas agora dividindo as preferências dos hóspedes com Monte Verde (MG). Na categoria de aluguel de temporada, novamente a cidade do interior paulista e o destino gaúcho dividem o topo, desta vez com Fortaleza (CE). Já entre os destinos favoritos para quem busca resorts, Cancun (México) lidera, seguida por Praia do Forte (BA) e Angra dos Reis (RJ).

A alta nas buscas de hotéis em Miami e resorts em Cancún vai ao encontro dos dados do mapa de tendências de viagens do Kayak, que mostra uma evolução também nas pesquisas por passagens internacionais nos últimos meses. Porém, antes de concluir a compra para um destino internacional, a pedida é consultar o mapa de restrições e conferir como está a situação em cada país.

O destaque nacional ficou com Campos de Jordão e Gramado, ambas no Top 3 em três categorias diferentes de hospedagens. Além de dividirem o protagonismo nas categorias hotel e pousada, os destinos ainda estão entre os mais buscados para aluguel de temporada, que engloba apartamentos, casas de férias, chalés, cabanas, condomínios e casas de família.

Leia também:

Crescimento do mercado de cosméticos na crise

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Queiroga ficará em quarentena em NY

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, não volta por enquanto ao Brasil. O motivo não foi o gesto obsceno que fez com o dedo,...

Deputados querem venda direta de etanol aos postos

Em audiência pública da Comissão de Minas e Energia, realizada nesta terça-feira, deputados defenderam a aprovação da Medida Provisória 1063/21, que autoriza produtores e...

Tribunais em São Paulo passam a exigir passaporte de vacinação

Só poderá entrar quem tiver ao menos a primeira dose.

Últimas Notícias

Queiroga ficará em quarentena em NY

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, não volta por enquanto ao Brasil. O motivo não foi o gesto obsceno que fez com o dedo,...

Startup de inteligência artificial terá acesso ao hub de dados da B3

A 4KST, fintech de inteligência artificial, com foco em eficiência financeira, e a B3 anunciaram nesta terça-feira um acordo com foco em compartilhamento e...

BNDES: R$ 166 milhões para linhas de transmissão da Energisa Tocantins

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 166 milhões para a Energisa Tocantins Transmissora de Energia (Grupo Energisa),...

UE tenta expandir oportunidades no oeste da China

Nos primeiros oito meses de 2021, o volume comercial entre a China e a União Europeia (UE) aumentou 32,4% ano a ano. O volume...

Deputados querem venda direta de etanol aos postos

Em audiência pública da Comissão de Minas e Energia, realizada nesta terça-feira, deputados defenderam a aprovação da Medida Provisória 1063/21, que autoriza produtores e...