AmBev acha difícil atingir meta de crescimento da Labatt em 2005

A AmBev anunciou que considera difícil atingir a meta de crescimento de 15% na geração de caixa medida pelo Ebitda em 2005 de sua subsidiária no Canadá, Labatt. No terceiro trimestre, a Labatt teve lucro Ebitda (antes de juros, impostos, amortização e depreciação) de US$ 233,5 milhões canadenses, o que representou crescimento de 13% na comparação anual.
O diretor-geral da AmBev na região, Carlos Brito, afirmou que o Ebitda na América do Norte no acumulado do ano (até setembro) cresceu 14,7%, “apesar do ambiente desafiador de preços”, avaliou. “A performance baixa de nossa linha principal de produtos, especialmente pelo ambiente de preços, certamente tornará mais difícil alcançar crescimento de 15% (no Ebitda) da Labatt este ano”, acrescentou.
A Labatt foi comprada pela AmBev em agosto do ano passado, como parte da complexa aliança da empresa brasileira com a cervejaria belga Interbrew que deu origem à InBev, maior cervejaria do mundo em volume produzido.
Brito informou que houve retração de 2,5% no volume de vendas da empresa no mês de outubro, após leve alta de 1,2% no terceiro trimestre. Para ele, a baixa reflete a política agressiva de descontos da rival Molson Coors, líder no mercado canadense, controladora da Kaiser no Brasil.
Como aspectos positivos no mercado canadense, ele destacou a elevação em 13% do preço mínimo da cerveja em Ontário, após anos de estabilidade. Brito apontou ainda que no segmento de marcas mais baratas, houve estabilidade nas vendas e preços, durante os últimos nove meses, com 30% de participação do mercado. “Ainda é um market share alto, mas pelo menos não está crescendo.”

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorIndústria gráfica
Próximo artigoBolívar

Artigos Relacionados

Alta dos preços leva a aumento de protestos

Agitação em países onde manifestações eram raras preocupa FMI.

Montadoras não vieram; demissões, sim

Promessas de Doria e Bolsonaro para fábrica da Ford não passaram de conversa para gado dormir.

Ganhos de motoristas de app desabam

Renda média é de pouco mais de 1,5 salário mínimo.

Últimas Notícias

Câmara deve colocar em votação PL que desonera tarifas de energia

Em 2021, o Brasil passou pela pior crise hídrica em mais de 90 anos

Metodologia para participação de investidor estrangeiro

Serão considerados os dados de liquidação das operações realizadas no mercado primário nos sistemas da B3

Fitch eleva rating do Banco Sicoob para AA (bra)

Houve melhora do perfil de negócios e de risco da instituição

Petrobras Conexões para Inovação cria robô de combate a incêndio

Estatal: Primeiro no mundo adaptado para a indústria de óleo e gás

Brasil tenta ampliar diálogo com a UE

Debate da recuperação econômica nas duas regiões e discussão sobre as perspectivas das políticas fiscais