América do Norte quer produzir 25% do que compra da Ásia

89
Joe Biden, López Obrador e Justin-Trudeau (foto de Francisco Cañedo, Xinhua)
Joe Biden, López Obrador e Justin-Trudeau (foto de Francisco Cañedo, Xinhua)

Os países da América do Norte (Estados Unidos, Canadá e México) pretendem produzir até 25% dos itens que normalmente importam da Ásia, informou nesta quinta-feira o chanceler mexicano, Marcelo Ebrard. Ao aprofundar os acordos alcançados na X Cúpula de Líderes Norte-Americanos, encerrada nesta quarta-feira na Cidade do México, Ebrard disse que os líderes dos três países concordaram em aumentar as cadeias produtivas e substituir as importações da região.

O chanceler comentou que o presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, o norte-americano, Joe Biden, e o primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, prometeram avançar em temas como mobilidade trabalhista e energia renovável, além de segurança e combate contra o narcotráfico.

Quanto à questão da segurança regional, as três nações concordaram em trabalhar para controlar o tráfico de precursores químicos com vistas à produção de drogas sintéticas como o fentanil.

Ebrard disse que outra preocupação mexicana está voltada para o controle de armas nos Estados Unidos, enquanto em matéria de migração, o México busca regularizar a situação de milhares de pessoas em território norte-americano.

Espaço Publicitáriocnseg

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui