Analistas aguardam corte nos juros

Acredite se Puder / 16:03 - 25 de set de 2001

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Os economistas esperam que o Federal Reserve reduza as taxas de juros, no nono corte deste ano, mas os analistas não concordam se o Comitê de Mercado Aberto (Fomc) baixará a remuneração dos Fed Funds na reunião da próxima segunda-feira. Muitos especialistas afirmam que em 2 de outubro o Fed cortará em 0,5 ponto percentual as taxas de juros para impulsionar a economia que já mostra sinais de recessão. Outros acham que uma diminuição menos agressiva, de 0,25 ponto, seria mais apropriada já que o Fed vem cortando os juros desde janeiro, e recentemente, em 17 de setembro, na véspera da reabertura da Bolsa de Nova York. Deutsche Bank rebaixa Sabesp O Deutsche Bank rebaixou a recomendação da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) de comprar para desempenho de mercado. Segundo os analistas da instituição, apesar da "forte geração de efetivo" da companhia sanitária, não existem detonadores de desempenho superior à média para a ação. Além disso, não sinalização para a aprovação imediata da lei reguladora para empresas sanitárias ou um aumento de liquidez da venda proposta de 21,8% das ações da companhia que atualmente é controlada pelo governo. Santander continua acreditando O banco Santander Central Hispano, maior banco espanhol, continua acreditando que atingirá a meta de lucros estabelecida para este ano, mesmo com os problemas com o terrorismo nos EUA e com a desaceleração econômica na região. E a explicação é muito simples: o crescimento econômico na América Latina já estava desacelerado antes dos ataques terroristas, por causa dos efeitos da recessão argentina, e que teve reflexos no Brasil. Além disso, a desvalorização do real diminuiu os ganhos obtidos pelo Santander na região, durante o primeiro semestre. Lufthansa elevará tarifas A companhia aérea alemã Lufthansa anunciou que elevará este ano suas tarifas em até US$ 10 por passagem por causa do aumento dos custos de segurança para os vôos depois dos ataques terroristas nos EUA. Entre as medidas de segurança que a companhia alemã incluirá nos seus vôos, a partir de agora, estão a presença de seguranças armados e a instalação de portas reforçadas na cabine dos pilotos. Copene emitirá de R$ 625 milhões Os acionistas da Copene aprovaram a emissão e colocação pública de debêntures da nona emissão da companhia. O valor total da emissão será de R$ 625 milhões mediante a emissão de 6.250 debêntures não-conversíveis em ações, em série única, com valor nominal unitário de R$ 100 mil. Os papéis serão distribuídos publicamente e não haverá direito de preferência e os títulos serão registradas para negociação no Bovespa Fix. AMD eliminará 2.300 empregos A fabricante de chips Advanced Micro Devices planeja fechar duas de suas fábricas e eliminar cerca de 2.300 empregos, enquanto continua a lutar contra a queda na demanda e o aumento da concorrência com a Intel. A AMD fechará duas fábricas de chips no Texas e demitirá mil funcionários. Os restantes 1.300 empregos serão cortados na Malásia.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor