Anbima apoia redução da desigualdade racial nas empresas brasileiras

A Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) é apoiadora do Pacto de Promoção da Equidade Racial, iniciativa que busca diminuir a desigualdade racial nas empresas brasileiras. Segundo a associação, isso será feito por meio de um protocolo ESG racial que estimula a adoção de ações afirmativas e investimentos sociais que beneficiem a inclusão de pessoas negras no mercado de trabalho. O apoio à iniciativa foi aprovado pela Diretoria em reunião realizada em setembro.
Para Carlos Ambrósio, presidente da Anbima, a parceria é um passo importante no trabalho de diversidade e inclusão. “Em pesquisa que fizemos com os associados, descobrimos que a pauta racial é prioridade para 80% das instituições que já trabalham com diversidade e inclusão e o Pacto traz ferramentas muito completas que podem fazer essa pauta avançar de forma bastante estruturada,” explica.

Também ressalta que “agora, vamos debater com os associados como incorporar esses critérios dentro das estratégias que eles já têm em andamento em suas casas.” Como apoiadora, a Anbima irá colaborar para a difusão da iniciativa e de suas práticas entre os associados e demais membros de seu ecossistema.
O Pacto de Promoção de Equidade Racial é expresso por meio de um protocolo ESG (sustentabilidade ambiental, social e de governança) específico para questões raciais. Ele será aplicado em empresas que voluntariamente aderirem ao pacto, assumindo o compromisso público de trabalhar o seu ambiente interno e contribuir para a transformação da realidade social.

Obrigatoriedade

A situação dessas empresas será medida pelo Índice ESG de Equidade Racial (IEER), que utiliza uma metodologia exclusiva para calcular o desequilíbrio racial da empresa por meio da avaliação de seu quadro de colaboradores, suas ocupações, suas remunerações e a distribuição racial na região em que a empresa atua. A combinação desses fatores será expressa em um Rating de Equilíbrio Racial, que possui uma escala de A++ a H. As empresas que participam do pacto devem obrigatoriamente veicular seu rating em seus sites. A Anbima informou que o índice será recalculado periodicamente e pode ser melhorado com avanços nas condições de equidade racial, adoção de políticas afirmativas ou realização de investimentos sociais voltados à equidade racial.

Leia também:

Venda de aviões impulsiona ações da Embraer na Bolsa de Valores

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Conversa com Investidor: Mills (MILS3)

Por Marco Saravalle, estrategista-chefe da Sara Invest.

Ibovespa registra sessão volátil

Nesta terça-feira (18), o Ibovespa passou por uma sessão volátil, na qual chegou a operar acima dos 107 mil pontos, mas mostrou resiliência ao...

CVM denuncia irregularidade no mercado

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) alerta ao mercado de capitais e ao público em geral sobre a atuação irregular das empresas Nymstar Limited,...

Últimas Notícias

Vacina errada em mais de 57 mil crianças e adolescentes

Em meio à campanha de vacinação contra a Covid-19, 57,14 mil crianças e adolescentes em todo o país foram imunizados com doses para adultos...

Pandemia aumenta acesso da população a serviços bancários

Os bancos digitais aumentaram o acesso da população brasileira a produtos financeiros, com destaque para a parcela de baixa renda. Atualmente 19% dos brasileiros...

Moby fecha 2021 com crescimento de 26%

Apesar da pandemia, da crise econômica e da redução na fabricação de veículos, a Moby corretora de seguros conseguiu fechar o ano de 2021...

Gama Saúde registra ganhos em nuvem da Oracle

A Gama Saúde, empresa do grupo Qualicorp e líder na oferta de serviços e soluções para empresas e operadoras de planos de saúde, teve...

MDS: Diretora de Resseguros quer ampliar atuação no Brasil

A MDS Brasil, uma das principais corretoras do país no segmento de seguros, resseguros, gestão de benefícios e consultoria de riscos, anuncia uma mudança...