Anbima apoia redução da desigualdade racial nas empresas brasileiras

A Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) é apoiadora do Pacto de Promoção da Equidade Racial, iniciativa que busca diminuir a desigualdade racial nas empresas brasileiras. Segundo a associação, isso será feito por meio de um protocolo ESG racial que estimula a adoção de ações afirmativas e investimentos sociais que beneficiem a inclusão de pessoas negras no mercado de trabalho. O apoio à iniciativa foi aprovado pela Diretoria em reunião realizada em setembro.
Para Carlos Ambrósio, presidente da Anbima, a parceria é um passo importante no trabalho de diversidade e inclusão. “Em pesquisa que fizemos com os associados, descobrimos que a pauta racial é prioridade para 80% das instituições que já trabalham com diversidade e inclusão e o Pacto traz ferramentas muito completas que podem fazer essa pauta avançar de forma bastante estruturada,” explica.

Também ressalta que “agora, vamos debater com os associados como incorporar esses critérios dentro das estratégias que eles já têm em andamento em suas casas.” Como apoiadora, a Anbima irá colaborar para a difusão da iniciativa e de suas práticas entre os associados e demais membros de seu ecossistema.
O Pacto de Promoção de Equidade Racial é expresso por meio de um protocolo ESG (sustentabilidade ambiental, social e de governança) específico para questões raciais. Ele será aplicado em empresas que voluntariamente aderirem ao pacto, assumindo o compromisso público de trabalhar o seu ambiente interno e contribuir para a transformação da realidade social.

Obrigatoriedade

A situação dessas empresas será medida pelo Índice ESG de Equidade Racial (IEER), que utiliza uma metodologia exclusiva para calcular o desequilíbrio racial da empresa por meio da avaliação de seu quadro de colaboradores, suas ocupações, suas remunerações e a distribuição racial na região em que a empresa atua. A combinação desses fatores será expressa em um Rating de Equilíbrio Racial, que possui uma escala de A++ a H. As empresas que participam do pacto devem obrigatoriamente veicular seu rating em seus sites. A Anbima informou que o índice será recalculado periodicamente e pode ser melhorado com avanços nas condições de equidade racial, adoção de políticas afirmativas ou realização de investimentos sociais voltados à equidade racial.

Leia também:

Venda de aviões impulsiona ações da Embraer na Bolsa de Valores

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Acqio inclui transações via Pix em suas soluções de pagamento

Em abril os pagamentos feitos via Pix atingiram a marca histórica de 11,5%, no comércio eletrônico

Com ações no zero a zero, TC busca culpados da especulação

Em fato relevante, companhia afirma que tem sido alvo de uma campanha de desinformação

Criptomoedas: avaliações sobre o 1º semestre e perspectivas para o 2º

Alta dos juros e Ucrânia derrubaram cotações, dizem especialistas.

Últimas Notícias

Diminuem os homicídios, mas ainda há muito a se fazer

Por Dirceu Cardoso Gonçalves.

Ford Brasil: Centro global de exportação de serviços de engenharia

Projetos de ponta voltados ao futuro da mobilidade, como veículos elétricos, autônomos e conectados. 

Senado vai analisar vetos na Lei Aldir Blanc

Existe uma fila de 36 vetos aguardando votação dos senadores e deputados

Caixa: desconto de até 44% para regularizar penhor em atraso

As unidades com serviço de penhor disponível podem ser consultadas no site da Caixa

Índice de Preços ao Produtor (IPP) sobe 1,83% em maio

Das 24 atividades analisadas, 21 tiveram alta de preços