Ano proveitoso para Gustavo Lourenço

Com mais de três anos de atuação como leiloeiro titular e com experiência adquirida em dez anos de vivência na leiloaria carioca, Gustavo Portella Lourenço está entre aqueles que falam de 2007 como um ano positivo e acreditam que 2008 poderá ser ainda melhor. Sem destacar qualquer um, porque considera bons todos os leilões realizados até agora, Gustavo Lourenço mostra-se contente com o resultado de seu esforço para “aprender sempre e ter credibilidade e confiança” e com isso dar plena satisfação aos clientes e aos que indicam seu nome para apregoações. Ele vem desenvolvendo um trabalho bastante expressivo na área do Judiciário.
Na vida particular, o leiloeiro Lourenço prioriza o convívio com a família, gosta de viagens e atividades físicas (como natação e musculação), aprecia um bom filme e procura ficar atualizado com o mundo através da leitura.

Veículos e muito mais
Antes que o mês acabe há tempo para algumas compras de ocasião. Quer dizer, adquirir aquelas coisas das quais precisamos e fomos deixando para resolver um dia. E pode ser agora a oportunidade, no leilão que Carlos Alberto Barros vai fazer no próximo dia 27, às 14h30, autorizado por Firjan/Senai/Sesi/RJ. Nesse pregão, que se realizará na Rua Senador Alencar, 260, em São Cristóvão – com acesso pelo Campo de São Cristóvão e pela Rua São Januário -, serão colocados à venda dois automóveis Palio ELX/99, dois Corsa Wind/2000, um Peugeot Soleil 206/2001, Kombis Standard/98/99 e um trailer. Quem depende de um carro para agilizar seu negócio pode se dar bem dando lance.
Equipamentos para especialidades médicas como cardiologia, oftalmologia e odontologia e para profissionais da área de áudio e vídeo são também atrativos para o leilão que o presidente do sindicato da classe no Rio de Janeiro tem marcado para a próxima terça-feira. E mais ainda: geradora a óleo diesel, moto esmeril, furadeiras de bancada, prensa, serra industrial, máquina de costura, aparelhos de ar condicionado, bebedouros, geladeiras, portais dectetores de metal, mobiliário para indústrias e escritórios, computadores, monitores e impressoras. Como se vê, material que é usado em diversas atividades profissionais e que tem procedência comprovada. Os lotes podem ser vistos no local onde serão apregoados: nesta quinta-feira, 22, sexta, 23 e no dia 26, das 9h30 às 16h30. E também no dia da venda, 27, das 9h30 às 14 horas. Mais informações? (21) 2548-5850 ou (21) 2547-4573.

Do Catete à Taquara
Os mais diversos interesses podem se encontrar num leilão e isto acontece com freqüência na realização da segunda praça, quando a venda é decidida pela melhor oferta, juntando pessoas de diferentes aspirações, condições sociais e financeiras. Nesta quinta-feira, 22, por exemplo, Rodrigo Portella tem apregoações a fazer no mini auditório do Fórum do Castelo, centro do Rio de Janeiro (Av. Erasmo Braga, 115), às 16 horas, que ilustram muito bem essa situação. Entre os vários imóveis que colocará à venda, dois representam extremos que se aproximam pela ação judicial e que despertam o desejo de posse em dois tipos de compradores: o que precisa de um lugar para morar e não conta com muitos recursos e o empresário que está querendo um espaço maior para desenvolver o seu projeto industrial. Para o primeiro, Rodrigo Portella leiloará uma casa em Jacarepaguá e apartamentos na Ilha do Governador, em Botafogo e no Catete, todos com preço reduzido em 50% da avaliação inicial – ou seja, da primeira praça. O do Catete, que será vendido a partir de apenas R$ 40 mil, fica na Rua Pedro Américo, 110/808. Já o imóvel destinado à indústria, localizado na Estrada dos Bandeirantes, 1700, na Taquara, será oferecido agora com base de R$ 10 milhões, que é a metade do valor pedido anteriormente. Quem dá mais?

Obras de arte na vez
A Bolsa de Arte do RJ apresenta nesta quinta-feira, às 21 horas, no Copacabana Palace Hotel, o seu último leilão de 2007. Um “Carroussel” de Milton Dacosta ilustra a capa do convite para o desfile/venda da tradicional galeria de Ipanema. No comando dos lances, Walter Rezende.

Dia 26, segunda-feira, às 20h30, na Rua das Laranjeiras, 36-A, Raul Barbosa dará início ao primeiro leilão da Galeria Plano B, novo espaço de arte que está funcionando no bairro, há pouco empobrecido com o fechamento da casa de Leone, que ali realizou memoráveis desfiles/venda. Exposição das peças até dia 25, das 11 às 20 horas

Também no dia 26 (e 27), Cristina Goston movimenta a Alphaville com sessão de lances para dispersão de pinturas, porcelanas européias, cristais, móveis, esculturas e outros objetos de diversas origens. Na Rua Pinheiro Machado, 25, lojas B/C, mostra franqueada ao público nos sábado e domingo – 24 e 25 -, das 15 às 22 horas

Soraia Cals e Evandro Carneiro de novo juntos na organização e realização de um grande desfile/venda de obras de arte, que vai acontecer nas noites de terça, quarta e quinta-feiras próximas, no já costumeiro quarto andar do ABC- Atlântica Business Center, que fica na Avenida Atlântica, 1130, esquina da Princesa Isabel, em Copacabana. Exposição já aberta vai até o dia 26, das 12 às 21 horas.

A partir do dia 30, último dia de novembro, Roberto Haddad entra com seu 5º Grande Leilão de 2007, na Rua Pompeu Loureiro, 27-A, também em Copacabana. Haddad anuncia um conjunto de peças que inclui pinturas nacionais e estrangeiras, tapetes, vidros assinados, objetos de marfim, cristais, arte sacra e livros raros. Neste leilão Roberto Haddad festeja 40 anos de atividades no mercado de arte carioca.

Primeiro leilão noturno de dezembro, o de Valdir Teixeira está marcado para os dias 4, 5 e 6, no horário de sempre: início às 20h30. A mostra dos lotes começa dia 1º e permanece aberta aos interessados até dia 3, das 16 às 22 horas. Diversidade e qualidade são atrativos da casa de lances da Rua Sacopã, 9, na Fonte da Saudade, onde serão muitas as tentações para quem pretende presentear com requinte.

Paulicéia presente
Em São Paulo, um acervo com obras de arte de 252 autores, entre clássicos e modernos brasileiros, estrangeiros catalogados e livros sobre o tema vai ser apresentado como o 11º grande pregão da Tableau Arte & Leilões deste ano, nos dias 26, 27 e 28 deste mês, a partir das 21 horas, na Rua da Consolação, 2925, nos Jardins. A Tableau afirma que realiza atualmente o “maior leilão de quadros do Brasil”. Alguém contesta? Exposição no endereço acima de sexta a domingo (dias 23, 24 e 25), das 14 às 22 horas.

Vai até 10 de fevereiro a exposição que está em cartaz no Instituto Tomie Ohtake – Av. Faria Lima, 201 – , sob curadoria de Osbel Suárez. Organizada pelo Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofia, O(s) Cinético(s), tem quase oitenta obras – pertencentes ao próprio MNCRS, a museus europeus e da América Latina. A mostra propõe ampla visão do cinetismo pelo século que se estende em vários momentos da história e das vanguardas, como o futurismo, o concretismo, o dadaísmo e o surrealismo. A exposição revê ainda o alcance do significado do cinetismo na América Latina, conferindo a essa corrente uma proposição específica no panorama geral da arte moderna. Visitação: terça a domingo, das 11 às 20 horas.

Ledy Gonzalez

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Casa mais cara do mundo em leilão

Valor inicial caiu de US$ 500 milhões para US$ 295 milhões.

Leilão do chapéu da mulher de Trump

Acessório foi utilizado na recepção ao presidente francês e esposa.

Como identificar o golpe do falso leilão

Sites ajudam a conferir se leiloeiro é oficial.

Últimas Notícias

Caixa registra recorde em crédito imobiliário

A Caixa Econômica Federal realizou mais de R$ 140 bilhões contratados ao longo de 2021, maior valor da história do banco, com crescimento de...

Vendas do Grupo Patrimar crescem 193,7 no 4T21

O Grupo Patrimar - construtora e incorporadora mineira que atua na baixa, média e alta renda em Belo Horizonte, no Rio de Janeiro e...

Vacina errada em mais de 57 mil crianças e adolescentes

Em meio à campanha de vacinação contra a Covid-19, 57,14 mil crianças e adolescentes em todo o país foram imunizados com doses para adultos...

Pandemia aumenta acesso da população a serviços bancários

Os bancos digitais aumentaram o acesso da população brasileira a produtos financeiros, com destaque para a parcela de baixa renda. Atualmente 19% dos brasileiros...

Moby fecha 2021 com crescimento de 26%

Apesar da pandemia, da crise econômica e da redução na fabricação de veículos, a Moby corretora de seguros conseguiu fechar o ano de 2021...