Antes que venham as urnas

Cabe a um governo interino propor medidas que alteram profundamente os direitos sociais e a forma de atuação do Estado? Esta pergunta vem à mente ao se observar as medidas apresentadas pelo presidente em exercício, Michel Temer, ao Congresso. Ainda que cheias de lacunas, que parecem propositais, as mudanças propostas impactam os brasileiros por muitos anos. Para um governo provisório, carente de votos e com baixas precoces, é um passo maior que as pernas.

Quem esperava propostas para aliviar a crise em curto prazo vai continuar aguardando. As medidas, especialmente aquelas que aparecem apenas nas entrelinhas, aprofundam a política neoliberal sucessivamente repudiada nas urnas. A pressa com que os sem voto tentam implantá-las só comprova que atende a interesses muito restritos e que não são compartilhados pelo povo brasileiro. Um plebiscito seria o mínimo a se propor numa hora dessas.

Mundial

A perda de receita para aplicativos como WhatsApp tem levado operadoras de telefonia do mundo inteiro a impor aos clientes uma franquia de dados, cobrando ou bloqueando quem ultrapassar o limite. Na Espanha, a Movistar começou na quarta passada a cobrança para seus consumidores de telefonia móvel, porém dando opção de navegar a velocidade reduzida, sem pagar adicional. O cliente que não aceitar a medida pode rescindir contrato, sem multa.

No Brasil, com baixa ou nula concorrência, as operadoras de internet tentam fazer o mesmo. O Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados de São Paulo (Sindpd-SP) planeja ingressar com uma ação na Justiça contra a decisão de limitar o volume de dados nos contratos de banda larga fixa. A atitude das empresas foi temporariamente suspensa pela Anatel. Pesquisa mostra que pelo menos 7% dos profissionais do setor adotam o sistema de trabalho em casa.

Reluzente

As vendas no mercado de joias devem crescer 6% nos próximos anos. Em 2014, o setor movimentou US$ 148 bilhões no mercado mundial. De acordo com pesquisas do McKinsey Global Institute, as vendas chegarão a US$ 250 bilhões até 2020.

A Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRio) debate o assunto no seminário O Mercado Criativo de Joias, que será realizado na próxima segunda-feira. O Conselho Empresarial de Cultura da ACRio convidou o Comitê Zuzu Angel de Moda para apresentar os painéis como “As conquistas através da joia Brasil”, “A exclusividade do luxo”, “O designer e a joia” e “A glamourização para o fomento do consumo de joias”.

Estão previstas as participações do presidente da Associação, Paulo Protasio; o presidente e a vice do Conselho de Cultura, Ricardo Cravo Albin e Vera Lucia Tostes; a vice-presidente da ACRio Maria Luiza Corker Cardoso Nobre de Almeida; e Hildegard Angel, integrante do CE de Cultura.

O evento começa às 14h30 na Rua Candelária, 9, 12º andar.

Saúde integrada

Com aproximadamente 65% do mercado norte-americano de tecnologia médica, a Hill-Rom consolida suas operações no Brasil, onde está presente há quatro anos. A companhia apresentou na Hospitalar 2016 uma oferta integrada para o mercado de saúde, após a aquisição, nos últimos seis anos, da Allen Medical, Aspen Surgical, Liko, Trumpf Medical, Völker e Welch Allyn. As ações são concentradas em três áreas: cuidados diagnósticos e respiratórios; soluções cirúrgicas; e suporte e manuseio do paciente, de forma a atender a todos os setores de um hospital.

Propriedade particular

Fala-se no novo governo em privatização de algumas subsidiárias da Eletrobras. Não é novidade: pelos conteúdos de várias delações premiadas e outras denúncias, Furnas já é feudo do senador tucano Aécio Neves há muito tempo.

Rápidas

O novo Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil (Lei 13.019/14 e Lei 13.204/15) será debatido em 23 e 24 de junho, das 9h às 17h, no Ibef-Rio. Mais informações em (21) 2217-5566 *** Nos dias 27 e 28, o Centro Cultural Ariano Suassuna sediará a conferência internacional Investimento, Corrupção e o Papel do Estado – Um Diálogo Suíço–Brasileiro. O evento é uma realização conjunta da International Law Association (ILA) Brasil e ILA Suíça, Universidade de Lausanne e do Tribunal de Contas e Universidade Federal da Paraíba. Informações: www.databufpb.com.br/ e portal.tce.pb.gov.br/ *** O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, se reúne na próxima segunda-feira com empresários franceses e brasileiros para debater o desafio das reformas e a retomada do crescimento. O encontro, promovido pela Câmara de Comércio França-Brasil (CCFB-SP), acontece no hotel Unique, em São Paulo (SP), às 8h *** A Wolfe Associates Anti-Corruption Advisers fechou acordo de parceria com o gabinete do advogado britânico Edward Jenkins, QC. Clientes corporativos brasileiros ou estrangeiros com interesses no exterior, ou ainda investigações com desdobramentos fora do Brasil, passam a contar com o suporte de Jenkins e de sua equipe. A intenção da Wolfe Associates é expandir negócios na Europa.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDisputas intestinas
Próximo artigoA face real do corte

Artigos Relacionados

Petrobras também foi ao mercado em Londres

Estatal criou subsidiária na década de 80 para atuar nas Bolsas.

Petroleiras ganham dinheiro no mercado, não com produção

Desde a década de 1980, companhias viraram empresas financeiras.

‘EUA do Mar’ seria considerado crime de lesa-pátria

Na terra de Biden, entregar navegação a estrangeiros é impensável.

Últimas Notícias

Senado só votará a reforma tributária em 2022

Relator da PEC, Roberto Rocha, cobra a leitura de seu relatório antes do fim do ano.

África tem potencial inexplorado de exportação de US$ 21,9 bilhões

Área de livre comércio da África pode proporcionar um crescimento econômico inclusivo considerável.

Prédio da Editora Três vai a leilão

Com quase 130 mil m², lance mínimo é de R$ 40 milhões.

Diálogo entre China e Reino Unido fortalece cooperação bilateral

O vice-primeiro ministro chinês Hu Chunhua realizou um diálogo via telefone nesta terça-feira, com o chanceler do tesouro britânico Rishi Sunak, sobre o avanço da cooperação prática bilateral.

TingHua cria experiência de degustação multissensorial de baijiu

A produtora de cachaças chinesas TingHua, localizada na cidade de Yibin na Província de Sichuan no sudoeste da China, lançou recentemente seu produto novo TingHua baijiu (um tipo de cachaça chinesa), que é caracterizada pela sua experiência única de degustação de cinco etapas.