AntiOrloff

Enquanto o presidente Lula reage à queda geométrica da sua popularidade reafirmando sua adesão às políticas neoliberais que deixam sua reeleição mais distante, na Argentina, o presidente Néstor Kirchner acaba de colher das urnas apoio indiscutível ao seu projeto de seguir uma política antagônica à exigida pelo FMI.

171
O que deveria ser uma obrigação – entregar cartas – e um direito do cidadão – receber e enviar correspondência – virou um projeto de propaganda social dos Correios. A estatal garante que vai beneficiar 30 mil moradores de 13 favelas do Complexo de Manguinhos, no Rio de Janeiro, que poderão receber correspondência em casa, além de postar encomendas e passar telegramas. Cada associação de moradores terá uma agência postal com duas pessoas da comunidade responsáveis por distribuir diariamente a correspondência. Essas pessoas receberão, pelo serviço, pouco mais de um salário mínimo (R$ 171). Um ótimo negócio para os Correios, que teriam que pagar pelo menos 10 vezes mais para empregar carteiros que fizessem o mesmo serviço. Não satisfeita com a economia, a ECT ainda vai rachar o gasto com a Fiocruz, fundação ligada ao governo federal, vizinha às favelas.

O eleito – 1
Edson de Godoy Bueno, presidente e fundador do grupo Amil, foi escolhido por 3 mil executivos como “Personalidade de Vendas de 2005”. Essa é a 44ª edição desse tradicional prêmio instituído pela Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil (ADVB). A cerimônia de entrega será dia 5 de dezembro, no Clube Atlético Monte Líbano (SP), às 12h.

O eleito – 2
Márcio Cavour, diretor Financeiro da Eletros, fundo de pensão dos funcionários da Eletrobrás, foi eleito Dirigente do Ano pela entidade dos fundos de pensão (Abrapp)

Pública e privada
“A Justiça Pública e a Justiça Privada” é o tema de palestra do desembargador do Tribunal Regional Federal da 2ª Região/RJ J. E. Carreira Alvim. A promoção é da Federação Nacional das Empresas de Crédito, Financiamento e Investimento (Fenacrefi) e o Sindicato das Financeiras do Estado do Rio de Janeiro (Secif-RJ). Será nesta quarta-feira, às 12h, na Associação Comercial do Rio de Janeiro (R. da Candelária, 9, 13º andar).

De olho no diploma
Finalmente, depois de anos em vigor da liminar que suspendeu a exigência de diploma para exercício da profissão de jornalista, o Tribunal Regional Federal (TRF) da 3ª Região, em São Paulo, decide, nesta quarta-feira, o mérito da matéria, julgando recurso da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj). O julgamento, que será transmitido em tempo real pelo site da Fenaj – www.fenaj.org.br – começa às 14h e será marcado por uma grande mobilização de jornalistas, professores e estudantes.

Coleguinha
Além de médico sanitarista e economista, o ministro da Fazenda, Antônio Palocci revelou que se considera também jornalista ao chamar de “colegas” o pessoal da imprensa que esteve presente à sua coletiva.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Os EUA lavam mais branco

Lavagem de dinheiro através de imóveis tem poucos obstáculos na pátria de Tio Sam.

Apagão já foi tragédia, volta como farsa

Modelo de mercantilização da energia é o culpado.

Volume de reservatórios pode cair a 6% em novembro

Quadro crítico poderá ser alcançado em 2 meses, mesmo com tarifaço.

Últimas Notícias

Reforma do IR trará impacto negativo para o caixa das empresas

O projeto de reforma tributária do Imposto de Renda aprovado na Câmara no início de setembro merece atenção especial do setor produtivo. O alerta...

A paz é o caminho

Por Paulo Alonso.

Setor farmacêutico ganha aliado para agilizar contratações

Farmácias e drogarias passaram a integrar o aplicativo Closeer, responsável por conectar empresas e trabalhadores autônomos. Oportunidades de trabalho no segmento devem crescer até...

Taxa de desemprego entre os mais pobres é de 36%

Queda em renda indica aumento na desigualdade durante a pandemia; jovens já são 42% dos empregos temporários no primeiro semestre.