Análise empresas: Banco do Brasil

BANCO DO BRASIL


Seus ativos totais atingiram R$ 142,4 bilhões em 30/09/2000, com o volume de operações de créditos impactado pela baixa dos créditos inscritos a mais de 180 dias como risco “H”, sem causar efeito sobre a  rentabilidade da carteira.
As captações totalizaram R$ 62,7 bilhões em setembro/2000. É líder no mercado de captação em depósitos à vista, exceto judiciais. No segmento de caderneta de poupança ocupa a segunda colocação. É líder em financiamentos à exportação e no segmento comercial de câmbio. É o principal agente da política de crédito agrícola de governo, respondendo por aproximadamente 60% do financiamento à agropecuária brasileira.
Nos nove primeiros meses deste ano, sua receita de intermediação financeira atingiu R$ 11.139.441 mil, com 40,1% deste montante em operação de crédito, 46,6% em operações de títulos e valores mobiliários, 7,6% em operações de câmbio e 5,7% em aplicações compulsórias.
O resultado da intermediação financeira melhorou em relação ao mesmo período do ano anterior, devido à expansão do volume de negócios e à priorização de recursos para as operações de melhor relação risco-retorno, além da redução do nível de constituição e do aprovisionamento para créditos de liquidação duvidosa devido à retirada da carteira das operações de crédito de maior nível de risco.
As receitas com serviços evoluíram, devido à expansão da base de clientes e do crescimento de volume dos recursos administrados através de fundos de investimentos.
O banco vem procurando compensar a queda do Spread médio bancário com a mudança do Mix e expansão da carteira de crédito.
O resultado final do terceiro trimestre deste ano foi um lucro de R$ 373 milhões, com o resultado acumulado atingindo R$ 763 milhões e com rentabilidade patrimonial anulizada de 13,1%.
Tendo como missão ser o melhor banco do país, o Banco do Brasil vai caminhando para este objetivo, procurando ter uma estrutura enxuta, com taxa de inadimplência mínima, utilizando um modelo avançado de gestão de risco fortemente apoiado em tecnologia, buscando direcionar suas operações de crédito para as micro e pequenas empresas e pessoas físicas,  e procurando redução de participação no crédito rural.
Trata-se de uma empresa que vem obtendo sensível melhora de resultados, após a forte reestruturação realizada.
Em bolsa, suas ações estão bastante depreciadas. Nos atuais níveis de preços, desperta boa atratividade como investimento.

Por Carlos Antonio Magalhães
Diretor da Sirotsky & Associados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBanco do Brasil pn
Próximo artigoBrasil Telecom pn

Artigos Relacionados

Conjuntura pesa, mas mercados reagem

Ontem foi dia de volatilidade nos mercados de risco local, com a Bovespa fazendo algumas trocas de sinal ao longo do pregão.

Dólar caindo e divisas emergentes podem aliviar câmbio hoje

Nesta quarta-feira a agenda econômica local vem fraca de indicadores, porém traz a segunda prévia do IGP-M. Com o exterior otimista os negócios locais...

Covid: poderemos ter medidas mais restritivas no curto prazo

Mas para todo o ano, devemos ver uma melhora gradual das atividades, uma vez que esperamos uma inflação mais baixa.

Últimas Notícias

Vacina errada em mais de 57 mil crianças e adolescentes

Em meio à campanha de vacinação contra a Covid-19, 57,14 mil crianças e adolescentes em todo o país foram imunizados com doses para adultos...

Pandemia aumenta acesso da população a serviços bancários

Os bancos digitais aumentaram o acesso da população brasileira a produtos financeiros, com destaque para a parcela de baixa renda. Atualmente 19% dos brasileiros...

Moby fecha 2021 com crescimento de 26%

Apesar da pandemia, da crise econômica e da redução na fabricação de veículos, a Moby corretora de seguros conseguiu fechar o ano de 2021...

Gama Saúde registra ganhos em nuvem da Oracle

A Gama Saúde, empresa do grupo Qualicorp e líder na oferta de serviços e soluções para empresas e operadoras de planos de saúde, teve...

MDS: Diretora de Resseguros quer ampliar atuação no Brasil

A MDS Brasil, uma das principais corretoras do país no segmento de seguros, resseguros, gestão de benefícios e consultoria de riscos, anuncia uma mudança...