Análise empresas: INDÚSTRIA ROMI

Tem como atividade básica a produção de bens de capital seriados, representados por máquina-ferramenta (tornos convencionais, tornos a comando numérico computadorizado (CNC) e centros de usinagem) e máquinas para injeção de plásticos, complementada pelas atividades de fornecimentos de fundidos, serviços usinados, ferramentas de ultraprecisão e peças de reposição.
Nos três últimos exercícios sociais, os resultados foram os seguintes:

R$ Mil
31/12/97 31/12/98 31/12/99
Receita líquida de vendas 172.412 136.471 128.467
Lucro / Prejuízo do exercício 11.661 (1.516) (5.300)

No segundo trimestre, a receita líquida de vendas alcançou R$ 54,8 milhões (mais 66%, em relação ao mesmo período do ano anterior). No acumulado do semestre a receita atingiu R$ 88,0 milhões, evoluindo 54%. Este bom desempenho reflete uma recuperação do nível de atividade da economia, principalmente no setor de bens de capital de máquinas seriadas. As exportações cresceram 6,8% no semestre, o que demonstra que a recuperação da demanda teve como destaque o substancial crescimento no mercado interno.
O aumento das vendas permitiu que a empresa tivesse um ganho de margem bruta e também, na margem operacional.
O resultado final acumulado no semestre foi um lucro líquido de R$ 4,4 milhões, contra prejuízo líquido de R$ 8,5 milhões no mesmo período de 1999.
Em junho deste ano a companhia inaugurou o Centro de Tecnologia Romicron, com 800m2, localizado na planta industrial da matriz em Santa Bárbara D” Oeste, SP.
Em agosto foi inaugurado o Centro de Tecnologia Romi de máquinas-ferramenta, na planta industrial localizada na Rodovia SP 304, km 141,5 em Santa Bárbara D”Oeste, SP.
Os empréstimos e financiamentos da empresa atingiram R$ 41,5 milhões, em 30/06/2000, sendo 68,2% no curto prazo, enquanto o patrimônio líquido na mesma data alcançava R$ 206,6 milhões.
A empresa apresenta estrutura patrimonial equilibrada, com boa situação financeira.
A volta do crescimento do país e a queda gradativa dos juros são fatores bastante positivos para a Romi e para o seu segmento de atuação.
Em bolsa, suas ações valorizaram 17,4% em 1999 e 39,6% em 2000. Nos níveis atuais de preços, e com a expectativa de melhores resultados operacionais, desperta atratividade.

por Carlos Antonio Magalhães
Diretor da Sirotsky & Associados

Artigo anteriorIndústrias Romi pn
Próximo artigoDe Maio Gallo pn

Artigos Relacionados

Aneel pode reajustar ainda mais tarifa de energia em agosto

IPCA deve ser em todo o mês de julho de +0,88%, sendo maior devido a todo o impacto do reajuste dentro da bandeira vermelha nível 2.

Mercados operam em alta com dados de atividade

IPCA-15 sobe 8,59% em 12 meses.

Alta pode prosseguir

Declarações de Guedes foram avaliadas como otimistas, mas os mercados no exterior também ajudaram no desempenho local.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

KPMG é alvo de críticas por auditorias em bancos ingleses

A KPMG, empresa que presta serviços de auditoria, enfrenta uma nova onda de críticas sobre a qualidade das seus trabalhos nos bancos, depois de...

Airbus inaugura projeto de aeronaves A350 na China

A Airbus inaugurou seu projeto de aeronaves A350 em seu centro de conclusão e entrega de fuselagem larga em Tianjin, norte da China. É...

Plataforma P-70, na Bacia de Santos, alcança capacidade de projeto

A P-70, localizada no campo de Atapu, na porção leste do pré-sal da Bacia de Santos, atingiu em 12 de julho sua capacidade de...

BC amplia iniciativas de ESG para suporte ao crédito

As recentes iniciativas regulatórias do Banco Central do Brasil (BC) para intensificar as divulgações relacionadas a questões ambientais, sociais e de governança (Environmental, Social...