AOC detona Wall Street, Trump e… Bolsonaro

 

A congressista norte-americana Alexandria Ocasio-Cortez – AOC, como sabem ou poucos, mas assíduos leitores da coluna – em sua estreia internacional, em Copenhague, nesta sexta-feira, detonou o sistema econômico-financeiro mundial. A defesa da política do Green New Deal vai bem além das críticas ao problema climático.

A jovem de 29 anos, expoente da “esquerda” dos Estados Unidos, detonou: “É insustentável continuar acreditando em nosso sistema de busca descontrolada, irresponsável e violenta pelo lucro”, disse ela na cúpula dos prefeitos C40.

Temos que enfrentar a indústria de petróleo e carvão, a indústria emissora de CO2, Wall Street, Bolsonaro, Donald Trump”, disse ela. Sim, sobrou para o presidente brasileiro, alvo dos que defendem o meio ambiente após a desastrada política para a Amazônia (o desmatamento da região aumentou 96% em setembro, segundo o Inpe).

AOC afirmou que o mundo precisa adotar “um sistema cooperativo e colaborativo, cuja economia beneficie as classes média e baixa e as pessoas marginalizadas”. Quando terminou, a ovação que recebeu superou em muito a recebida por expoentes do ativismo climático, como o ex-vice-presidente dos EUA Al Gore e a primeira-ministra da Dinamarca, Mette Frederiksen. “Ela foi recebida como uma estrela do rock”, opinou Nicholas Reece, vereador de Melbourne, na Austrália, em entrevista ao jornal britânico The Guardian.

 

SP e Lula

Alguns dados da produção de petróleo no Brasil em agosto:

Apesar dos ataques e dos leilões lesivos aos interesses nacionais, os campos operados pela Petrobras, em consórcio ou não, produziram 93,2% do petróleo e gás natural. Mais do que em 2015, quando o percentual era de 92,8%.

São Paulo se consolida como segundo maior produtor, tanto de petróleo quanto de gás natural. Com apenas nove poços, produz mais que os 40 do Espírito Santo.

Gostem ou não, o campo de Lula, na Bacia de Santos, foi o que mais produziu petróleo: média de 1,026 milhão de barris por dia, mais de 50% da produção do pré-sal e mais de um terço de todo o petróleo extraído no país. Também foi o que mais produziu gás natural: média de 43,4 milhões de m³/d.

 

Passado te condena

O ministro da Economia, Paulo Guedes, insistiu que o Brasil vai crescer, por que, agora, deixamos para trás 40 anos de protecionismo. Além de denotar saudades da ditadura militar, Guedes distorce a história: há quatro décadas, portanto, por volta de 1979, o país era fechado, inclusive com a Lei de Informática, tão criticada pelos neoliberais (não pela coluna).

 

Porta aberta

Uma vez que senhas roubadas e reutilizadas estão ligadas a 80% das violações relacionadas a hackers, as empresas devem tomar mais medidas para melhorar a segurança, recomenda a LogMeIn, que divulgou os resultados do seu 3º Relatório Anual Global de Segurança de Senhas.

Entre as principais conclusões do relatório deste ano está o fato de que, apesar de mais empresas estarem investindo em medidas de segurança como, por exemplo, a autenticação multifatorial (MFA), os funcionários ainda têm hábitos de senha ruins que enfraquecem a postura geral de segurança das empresas.

O compartilhamento e a reutilização de senhas continuam a ser práticas comuns na maioria das companhias, com os funcionários reutilizando cada uma delas, em média, 13 vezes. O problema é maior nas empresas menores. Aquelas com menos de mil funcionários reutilizam de 10 a 14 senhas, em comparação a apenas quatro em organizações maiores.

 

Chamas

Começou a “temporada do fogo” na Califórnia. E inicia – perdoem o trocadilho – quente: 100 mil pessoas tiveram que ser evacuadas, no Sul, enquanto há falta de energia em partes do estado.

 

Colônia

O presidente Jair Bolsonaro disse, no Complexo Naval de Itaguaí, na apresentação do submarino Humaitá, que não aceitará tentativas de colocar o Brasil como um país colonizado. Esta semana, o governo fez mais 2 leilões de petróleo e avançou na retirada da Petrobras do pré-sal.

 

Rápidas

Na próxima terça-feira, a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) realiza, a partir das 10h, no Plenário Barbosa Lima Sobrinho, sessão solene comemorativa dos 66 anos da Petrobras *** O BVA Advogados anuncia a chegada dos novos sócios Gustavo Fiuza Quedevez, Leonardo da Costa Carvalho e José Artur Storani Cilurzo. Fernando Kjeshus Rosas assume como coordenador da área de Direito Bancário do escritório.

 

 

 

 

 

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

G20 analisa aumentar taxação de corporações, mas…

Proposta tem que ser vantajosa para todos, não só para as sedes das multinacionais.

Botes salva-vidas para a classe A

No mundo de negócios, é tudo uma questão de preço.

Mortes dos essenciais

Aumentam em mais de 50% óbitos de caixas, frentistas e educadores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Eleição no Peru está indefinida. Empate técnico entre 5 candidatos

Primeiro turno será no domingo. segundo turno está previsto para o dia 6 de junho.

Equador: Não haverá contagem rápida no domingo de eleições

Arauz, candidato do ex-presidente Rafael Correa lidera as pesquisas com 37% das intenções de voto contra 30% do candidato do Aliança Creo, o banqueiro Guillermo Lasso.

Indicador econômico global mantém trajetória de recuperação

Segundo FGV, fato reflete avanço das campanhas de vacinação contra a Covid.

Brasil movimentou R$ 2 tri em transações com cartões em 2020

Transações digitais foram impulsionadas por modernização do mercado e pandemia.

IPCA de março variou abaixo da expectativa do mercado

Nossa projeção para o ano que vem permanece de 6,5%, podendo ser antecipada para este ano.