28.7 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, janeiro 18, 2021

Apagão

Sem filial na cidade desde que foi privatizada, a Companhia de Eletricidade do Rio de Janeiro (Cerj) submete seus clientes em Maricá a maratonas humilhantes para garantir seus direitos. Ontem, um cliente do município que chegou a uma agência de Niterói pouco antes de 15h recebeu a senha 469. Como em 15 minutos apenas uma vítima, que portava a senha 451, fora atendida, calculou que, mantida a média, sua vez demoraria quatro horas e meia, o que o obrigaria a esperar até 19h30 e perder a tarde de trabalho.
Deve ter sido esse padrão que levou a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) a, no apagar das luzes do governo FH, autorizar aumento de 28,56% para as tarifas da Cerj, a partir do último dia 31.

O ministro e o economicismo
A súbita conversão do ministro da Previdência, Ricardo Berzoini, à defesa de propostas sobre o setor que rejeitara com veemência há pouco mais de dois meses forneceu vasto repertório ao festival de ironias destiladas por antigos governistas. A exposição pública a que são submetidos os cristãos novos, no entanto, apesar dos importantes componentes éticos envolvidos, está longe de ser a parte mais grave do episódio. O aspecto mais preocupante é o viés fiscalista adotado pelo combativo ex-deputado petista.
A redução do debate sobre a previdência do setor público à cobertura de “rombos”, cuja constituição ignora aspectos relevantes dos recursos da seguridade social, não honra um partido que fez da crítica “ao apagão do planejamento” um dos mais duros ataques à herança recebida do tucanato. O futuro da previdência do servidor tem de estar intimamente associado à política de recursos humanos para o setor público, bem como ao tipo de Estado e à qualidade dos serviços que se pretende prestar ao país. A estabilidade e a excelência das burocracias francesa e alemã são exemplos emblemáticos das vantagens – o que obviamente inclui os custos – de ter um serviço público qualificado. O mesmo vale para os setores que, no Brasil, têm quadros de carreira e ascensão profissional, como a Receita Federal, o Itamaraty e as Forças Armadas. Em outras palavras, é preciso qualificar o debate e abandonar o economicismo reducionista.

Posse
Devido a um atraso na publicação do ato de nomeação no Diário Oficial, a posse do professor Carlos Lessa na presidência do BNDES foi adiada para a próxima terça-feira.

Brazil
De olho na exportação de serviços, a rede de ensino de inglês Wise UP estará abrindo, em março, sua primeira franquia internacional, em Dallas (Texas, EUA). A instituição ensinará inglês para os latinos e, num segundo momento, espanhol para os americanos. No Brasil a rede tem 50 unidades em 10 estados.

Cheguei
A Oi, empresa de telefonia celular da Telemar, está na ofensiva para conquistar o mercado corporativo. A empresa que quiser mais de nove linhas pode adquirir o modelo Motorola T190, que no mercado sai em média por R$ 400, por apenas R$ 1. Além disso, as ligações feitas entre os celulares da Oi são gratuitas.

Sopa
A Legião da Boa Vontade (LBV) completa 53 anos lembrando que sempre teve como preocupação o combate à fome, com a distribuição da “sopa dos pobres”. Bombardeada por um grupo de comunicação no ano retrasado, a entidade conseguiu superar a crise e somente no Natal passado atendeu a 15 mil famílias na campanha “Natal sem Miséria”. O novo empreendimento é o “Criança Nota 10 – Sem Educação não Há Futuro”, que visa arrecadar material escolar para distribuição a crianças de primeira à quarta série de todo país.

Tom certo
Os fabricantes nacionais de instrumentos e acessórios musicais estimam ter elevado as exportações ano passado em 22,7% em relação a 2001. Segundo as projeções da Associação Brasileira da Música (Abemúsica), que reúne 180 empresas dos setores industrial, de varejo e de ensino musical de todo o país, as vendas externas, em 2002, devem ter somado US$ 9,2 milhões.

Artigo anteriorDevagar
Próximo artigoInfância abandonada
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Grande produtor rural não paga impostos

Agronegócio alia força política a interesses do mercado financeiro.

Não foi a disrupção que derrotou a Ford

Mercado de automóveis está mudando, mas montadora sucumbiu aos próprios erros e à estagnação que já dura 6 anos.

Quantas mortes pode-se debitar na conta de Bolsonaro?

Se índice de óbitos por Covid-19 no Brasil seguisse a média mundial, teriam sido poupadas 154 mil vidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Varejo sente redução no auxílio e alta da inflação

Comércio ficou estável em novembro e quebrou sequência de recuperação.

Senado quer que Pazuello se explique

Pedido de convocação para cobrar ação do Ministério da Saúde no Amazonas.

Lenta recuperação na produção industrial dos EUA

Setor ainda está 3,6% abaixo do nível anterior à pandemia.

Realização de lucros em âmbito global

Bolsas europeias e os índices futuros de NY operam em baixa nesta manhã de sexta-feira.

Desaceleração deve vir no começo do primeiro trimestre

Novo pacote de estímulo fiscal, bem como o avanço da imunização, deve garantir reaceleração em direção ao final do período.