Apesar do IGP-M ser negativo em julho, aluguel tem aumento

228
Casa com placa de aluguel (Foto: reprodução internet)
Casa com placa de aluguel (Foto: reprodução internet)

A Pesquisa de Locação Residencial, realizada mensalmente pelo departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP, aponta alta de 0,30% no valor do aluguel em julho, na cidade de São Paulo.

Com o resultado, o valor médio acumulado em 12 meses (agosto de 2022 a julho de 2023) atingiu 11,78% e ficou acima percentual do IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado), da Fundação Getúlio Vargas (FGV), que registrou variação negativa de 7,72% no período.

Ainda segundo a Pesquisa, em julho, os imóveis de três dormitórios registraram variação de 0,45%, seguidos por unidades de um quarto com 0,30% e de dois dormitórios com 0,25%.

Em julho, o depósito de três meses de aluguel foi a garantia utilizada em 43,5% dos contratos, enquanto o fiador respondeu por 41% do total. O seguro-fiança foi a opção escolhida por 14% dos proprietários e outros tipos de garantias locatícias representaram 1,5% dos contratos.

Espaço Publicitáriocnseg

O IVL (Índice de Velocidade de Locação), que avalia o número de dias que se espera até a assinatura do contrato de aluguel, indicou que o período de ocupação oscilou de 35 a 84 dias. Os imóveis alugados mais rapidamente foram as casas e os sobrados: de 35 a 60 dias. Os apartamentos tiveram um ritmo de escoamento mais lento: de 35 a 84 dias.

Matéria atualizada às 08h05 para inclusão de dados

Leia também:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui