Aplicativo do Bradesco calcula emissões de carbono dos correntistas

O aplicativo Bradesco está com uma nova funcionalidade criada pela Ambipar, empresa que atua com serviços e produtos voltados à gestão ambiental. Os clientes do banco já podem entender como as rotinas do seu dia a dia impactam o meio ambiente e, voluntariamente, acessar a opção de neutralizar sua geração de carbono.
O cálculo é realizado considerando padrões de consumo de energia, meios de deslocamento e transporte, gás e internet ao longo de um mês. A metodologia utilizada tem o GHG Protocol como base, uma das principais ferramentas para a identificação e cálculo de emissões de gases de efeito estufa no mundo, divulgou a Ambipar nesta quinta-feira.
Ao final da jornada no aplicativo, o cliente consegue visualizar qual a sua “pegada de carbono”, ou seja, quanto CO2 está emitindo na atmosfera. Se desejar neutralizar suas emissões, o simulador já calcula o valor equivalente à cota correspondente ao crédito de carbono. Os recursos serão destinados inicialmente a projetos de conservação de biomas brasileiros com selo REDD+, a principal certificação de projetos florestais e biodiversidade.
CO2
De acordo com a Ambipar, os projetos atuais possuem capacidade de sequestrar da atmosfera mais de 3 milhões de toneladas de CO2, através da preservação de mais de 1.700.000 hectares de floresta nativa. Em termos de biodiversidade, são milhões de árvores preservadas e mais de 4.258 espécies do bioma (flora e fauna), além de contribuir com famílias da comunidade local, gerando valor para a floresta em pé.
A gestão dos créditos de carbono será feita pela Ambipar, parceira do Bradesco, nessa funcionalidade. O cliente receberá um certificado referente à baixa dos créditos adquiridos. Também poderá atestar a aposentadoria desses créditos na plataforma internacional de registro de créditos de carbono, a Verra.
 “Mudanças climáticas é um dos pilares da estratégia de sustentabilidade do Bradesco e da Ambipar. A agenda ambiental é relevante e urgente, e entendemos que o engajamento coletivo é essencial para atendimento dessa agenda. Por isso, a ideia com a nova funcionalidade é conscientizar também os nossos clientes, possibilitando que eles contribuam voluntariamente para uma causa maior, compensando as suas emissões e apoiando a preservação da floresta”, explica a diretora executiva do Bradesco, Glaucimar Peticov.
O Bradesco e a Ambipar já neutralizam 100% das emissões de gases do efeito estufa decorrentes das suas atividades operacionais. “Este projeto corrobora com nossa estratégia de atuação, possibilitando escala ao mercado voluntário de créditos de carbono, principalmente de projetos florestais que promovam o desenvolvimento sustentável das comunidades locais, a preservação da floresta em pé e a valorização da biodiversidade”, complementa Petivoc.
Para a Ambipar, esta parceria fortifica sua verticalização na comercialização e popularização do tema de crédito de carbono.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Receptores de TV pirata apreendidos transformados em minicomputadores

Receita entregará 3.000 receptores de TV pirata foram para o Ministério das Comunicações.

Despacho gratuito de bagagem em voos é aprovado no Senado

Senado confirmou o texto da Câmara: 23 Kg nos voos nacionais e 30 Kg nos internacionais.

TCU detecta meio bilhão irregular nas folhas de pagamento da União

Acumulação de cargos e desrespeito ao teto estão entre os problemas.

Últimas Notícias

Receptores de TV pirata apreendidos transformados em minicomputadores

Receita entregará 3.000 receptores de TV pirata foram para o Ministério das Comunicações.

Despacho gratuito de bagagem em voos é aprovado no Senado

Senado confirmou o texto da Câmara: 23 Kg nos voos nacionais e 30 Kg nos internacionais.

Petrobras Conexões: R$ 36 mi em investimento ao longo de três anos

Demandas atuais são para áreas como robótica, redução de carbono e tecnologias digitais

Potencial econômico da costa marinha brasileira

BNDES e Marinha começarão mapeando os litorais de RS, SC e PR

TSE autoriza ‘vaquinha virtual’ para financiar candidaturas

Utilização nas eleições deste ano está autorizada a partir do dia 15 de maio