Arte no Centro e na Zona Sul

Leilão e Cia / 17:03 - 19 de set de 2007

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Uma boa notícia para quem aprecia apregoação de obras de arte misturadas com objetos antigos, peças decorativas, móveis de diversos tipos e mais uma variedade de coisas que tornam um ambiente mais agradável para se viver: vai ser realizado um leilão desse tipo por Carlos Alberto Vasconcellos, em sua loja da Rua Frei Caneca, 175, naquela parte do centro da cidade que ainda tem muito do Rio de outros tempos. O leilão está marcado para os dias 27 e 28 - quarta e quinta-feiras -, com início em plena tarde, isto é, às 15h! A exposição do acervo formado para a ocasião funcionará nos dias 24 e 25 próximos, das 10h às 18h, com entrega do catálogo que descreve os lotes pela ordem de apresentação. Uma água-forte de Marc Chagall - "Cena de Bar", assinada na chapa e uma "Vênus" de Milton Dacosta que pertenceu à coleção de Cláudio Valansi, encabeçam o conjunto de quadros relacionados para essa apregoação vespertina de Carlos Vasconcellos, que também inclui trabalhos de Henrique Cavalleiro (natureza- morta), Bustamante Sá e Levino Fânzeres (paisagens), Marques Júnior (jarra com flores), Manoel Santiago, Gustavo Dal"Ara (desenho) Georges Wambach (marinha com barcos), Darel, Farnese de Andrade e Rapoport), além de pinturas das Escolas Holandesa e Francesa. São muitas as atrações e diversificadas as peças que serão colocadas à venda na movimentada Frei Caneca. Por exmplo: uma escultura (mulher) e uma ânfora de alabastro, relógios de parede, lustres requintados (um "Maria Teresa" se destaca), duas figuras de porcelana Lladró, escrivaninha (com flores em marqueterie) e vitrine francesas, bufê/bar de Laubish Hirth, copos de cristal Baccarat, toalhas lindas da Ilha da Madeira e um faqueiro de prata inglesa sterling, ricamente trabalhado. E isto é só o aperitivo! Duas noites em Copacabana Começa nesta quinta-feira, 20, a exposição dos 269 lotes que compõem mais um leilão organizado por Soraia Cals que será realizado por Evandro Carneiro, no Atântica Business Center - Av. Atântica, 1130, 4º andar - em Copacabana. A estrela maior do desfile/venda é sem dúvida Portinari, autor do "Espantalho", óleo sobre tela de 1940 que estampa a capa do catálogo (avaliado em R$ 3 milhões), mas os colecionadores de obras da arte contemporânea podem contar com excelentes trabalhos de pintores como José Roberto Aguilar, Cláudio Kuperman e Antonio Henrique Amaral, para citar apenas três dos presentes nessa apregoação. De Aguilar, uma "Figura", em tinta acrílica sobre chapa de madeira (R$ 3.500,00): de Kuperman, um abstrato em acrílica s/papel colado em tela (R$ 2.600,99) e de Amaral, um pastel oleoso denominado "Terceira Carta" (R$ 6.200,00). De Mario Agostinelli a Eduardo Zimmermann, há muito o que ver no novo acervo feito para dispersão pela "dobradinha" Soraia/Evandro. Vejamos alguns nomes que nunca faltam num leilão desse nível: Milton Dacosta, Burle Marx, Di Cavalcanti, Krajcberg, Bruno Giorgi, Amílcar de Castro, mas também Sylvio Pinto, Quirino Campofiorito, Roberto Magalhães (cada vez melhor), Visconti, Scliar e outros que tais. Os amantes da pintura portuguesa estão premiados: Carneiro leiloará um óleo do grande mestre luso Souza Pinto, "Na Taberna", quem está com preço base de R$ 152.000,00. Quem dá mais? Leiloeiros debatem desafios da modernização A capital do Estado de São Paulo abriga a partir desta quinta-feira, até o dia 22, dois grandes eventos da leiloaria, para os quais foram convocados profissionais atuantes em toda a América Latina. Sob a presidência dos senhores Marcos Varam Keutenedjian e Luiz Fernando de Abreu Santoro, da Asociación Americana de Rematadores, Corredores Inmobiliários y Balanceadores e da Associação Brasileira de Leiloeiros, respectivamente. Considerando que "o mundo pós-contemporâneo está vivendo a era da informação, do estreitamento de relações e da consolidação das parcerias comerciais, e não apenas os grandes conglomerados capitalistas estão entrelaçando o know-how, capital e trabalho, através de gigantescas fusões, mas também as pequenas organizações, que fortalecem suas atuações junto "a rede globalizada de negócios ", são esperadas muitas decisões no encontro que junta o XV Congresso Internacional e o V Conalei, que é de caráter nacional. Segundo a liderança dos Congressos, "O estonteante ritmo da modernização atinge igualmente os profissionais autônomos cuja constante atualização é imprescindível, diante da ferrenha, e não raramente desleal, concorrência de mercado. Enquadrados nesse grupo, estão os leiloeiros oficiais (...)". Três noites da Tableau Em São Paulo, vai acontecer o 9º Grande Leilão de Arte Tableau 2007, nos dias 24, 25 e 26 deste setembro, na Rua da Consolação, 2925, nos Jardins, que reúne 246 autores, entre clássicos e modernos brasileiros e estrangeiros, todos catalogados. Pinturas, esculturas e livros de arte estão somando 360 lotes no total.A exposição das peças será aberta nesta sexta-feira, 21 e permanecerá franqueada ao público até o dia 23, das 14 às 22 horas. Paulo Silva na Alpina Ponto de encontro tradicional de Teresópolis, a Taberna Alpina vai presentear os seus fiéis freqüentadores com uma exposição de quadros de Paulo Silva, artista nascido em São Paulo, residente no Rio de Janeiro e com mais de 20 anos de trabalho na Europa, a partir de residência e atelier em Cascais, Portugal. Entre os belos óleos do artista que estarão na Alpina a partir do próximo dia 27 e até o dia 30 de outubro, está o "Le Consulat de Paris", da década de 80, que mostra o talento e a força criativa de Paulo Silva em sua plenitude. Ledy Gonzalez

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor