Arte é um bom investimento

Leilão e Cia / 12:48 - 10 de out de 2007

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Em Lisboa, como no Rio de Janeiro, a pintura moderna e contemporânea é o melhor chamariz nos leilões para os novos colecionadores, que mostram um nível de exigência maior que o habitual em outros tempos. Nos dias atuais, os apreciadores de obras de arte não as compram levados apenas por um impulso diante da perfeita harmonia das cores, pela audácia do tema ou impressionados pelo nome já famoso de cada autor: pesa também, e muito, na hora de levantar a mão fazendo lance, a certeza, ou quase isto, de estar realizando um bom negócio. Não é de estranhar que bancos e financeiras estejam muito interessadas em ter participação nesse especialíssimo mercado. E contando com tudo isso, a Leiria e Nascimento apresenta nesta quinta-feira, 11 de outubro, em mais um dos seus pregões de grande público (não só de portugueses de todos os lados, mas de espanhóis, franceses, alemães, ingleses e outros vizinhos da Europa) um acervo de ocasião capaz de agradar aos gostos mais diversos. Vão ser colocados à venda, entre outros também dignos de destaque, trabalhos de Vieira da Silva, Arpad Zsenes, Pablo Picasso, Juan Miró, Antoni Tapies, Manuel Cargaleiro, Artur Bual e Júlio Pomar, que são artistas de cotação sempre ascendente e portanto, alvos dos investidores. A Leiria, sob a direção de Clara Ferreira Marques, começa o desfile dos quadros às 21h00 (hora local), na Rua de Santo António à Estrela, 31-B. Não pela primeira vez, uma pintura de Sérgio Telles, que viveu em Lisboa quando em função diplomática, representa o Brasil nesse conjunto de obras de arte de valor internacional: um óleo sobre tela, Festa do Mangue, de 1973, com preço estimado em 3 mil a 4 mil euros, ou seja, US$ 3,3 mil a US$ 4,4 mil. Três como exemplo Valdir Teixeira abre sua casa da Sacopã, 9, na segunda quinzena deste mês para apresentar uma variedade de peças que podem muito bem resolver o dilema anual dos presentes de fim de ano. Para os amantes de pintura, em particular, as opções oferecidas são muitas, indo de velhos mestres a jovens artistas promissores, do clássico ao naif, passando por estilos e temas os mais diversificados. Como exemplo, serão vendidos na Sacopã, desta vez, um quadro da Escola Florentina, do século XVII, da autoria de Simone Pianoni, denominado O Julgamento de Judith; uma Freira de Ismael Nery datada de 1920, com cachet da Academia Julien, de Paris; e um óleo de Edgar Walter que mostra cena de neve nos EUA, obra reproduzida no livro sobre o artista. A exposição das peças está marcada para os dias 19, 20 e 21, das 16h às 22h e o leilão começa dia 22, às 20h30 e termina dia 25. Serão quatro noites de lances e oportunidades para garantir os presentes de Natal. Para colocar na agenda Prédios comerciais localizados no Rio Comprido vão a leilão no dia 24 deste outubro, às 16h, no mini auditório do Fórum da Av. Erasmo Braga, 115, no Castelo, sob o comando de Luiz Tenório de Paula. Os imóveis tem endereço na Rua Santa Alexandrina e estão disponíveis pela falência da Ajax Cia. Nacional de Seguros. Informações detalhadas pelo telefone (21) 2220-4217. Um apartamento de três quartos situado no Flamengo - Travessa dos Tamoios - será apregoado no próximo dia 18 e se não tiver comprador, voltará a ser colocado à venda , então pela melhor oferta, por Silas Barbosa, no Fórum do Castelo, dia 30. Nas mesmas datas, mesmo horário e mesmo local, o leiloeiro Silas também ouvirá os lances por uma loja encontrada na Rua Hadock Lobo, na Tijuca. Para saber pormenores é só ligar para (21) 2533-0307. Ateliês abertos em São Paulo Até o final deste mês estarão abertos os estúdios de trabalho de 10 artistas de São Paulo, representadas pelo RC Bureau D"Art, sob a curadoria de Risoleta Córdula. São elas: Carmen Gebaile, Christina Parisi, Gersony Silva, Lucia Py, Luciana Meendonça, Lucy Salles, Mabsa, Paula Salusse, Sonia Talarico e Thais Gomes. Os ateliês estão localizados nos bairros da Aclimação, Jardins, Lapa, Vila Olímpia e Morumbi e fazem parte do Projeto Outubro Aberto, inaugurado no último dia 3. Para agendar visita os telefones são: (11) 3589-6212 ou (11) 82553338, com Décio Di Giorgi. Ledy Gonzalez

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor