Associação Comercial apoia Paes sobre Carnaval de rua

Entidade, por outro lado, defende desfile no sambódromo e diz que posição foi 'totalmente acertada'.

Ontem, a Prefeitura do Rio de Janeiro anunciou o cancelamento dos blocos de rua no Carnaval deste ano. Segundo o prefeito Eduardo Paes (PSD), os desfiles no sambódromo, entretanto, “estão mantidos, bem como também poderão ocorrer bailes em locais fechados. Um protocolo de controle para o público ainda será detalhado. Estar em dia com a vacinação será um dos pré-requisitos para poder acessar esses eventos. O uso de máscara também será necessário.”

Hoje, em nota, a Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ) considerou “totalmente acertada” a dupla posição: “Dentro do que é possível realizar, seguindo todos os protocolos de segurança, o prefeito optou sabidamente por manter os desfiles das escolas de samba, que são a maior atração da cidade neste período e que podem ser realizados em ambiente controlado. Desta forma, serão mantidos os feriados, beneficiando hotéis, bares e restaurantes e minimizando os impactos negativos na economia. Embora muito badalado na última década e adorado por cariocas e turistas do mundo inteiro, a aglomeração causada pelos blocos de rua certamente representará um imenso risco de contaminação à população.”

Ontem também, o prefeito de Maricá, na Região Metropolitana, Fabiano Horta (PT), após reunião com o Comitê Epidemiológico e autoridades sanitárias da cidade, anunciou, em sua conta no Twitter, que a programação oficial do Carnaval 2022 está suspensa na cidade, devido aos riscos de aumento de casos de Ômicron no Rio de Janeiro, apesar de Maricá não ter registrado casos suspeitos de Ômicron até o momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Policiamento reforçado em terreiros de umbanda e candomblé de Itaboraí

Terreiros foram ameaçados por pastor evangélico em show gospel.

Rodoviária do Rio inicia a 24ª Campanha do Agasalho

Desde a 1ª edição, em 1999, quase 1 milhão de peças já foram doadas.

Votação sobre cobrança de mensalidade em universidade pública é adiada

CCJ decidiu fazer uma audiência pública sobre a PEC 206.

Últimas Notícias

Solidus Aitech arrecadou mais de US$ 10,5 mi de fundos com tokens

Serviço de computação de alto desempenho (HPC) quer 'democratizar a IA'.

Pão pita tradicional poderá ser feito em escala industrial

Novo sistema é capaz de produzir até 1.000 quilos/hora de pita.

Policiamento reforçado em terreiros de umbanda e candomblé de Itaboraí

Terreiros foram ameaçados por pastor evangélico em show gospel.

Rodoviária do Rio inicia a 24ª Campanha do Agasalho

Desde a 1ª edição, em 1999, quase 1 milhão de peças já foram doadas.

Votação sobre cobrança de mensalidade em universidade pública é adiada

CCJ decidiu fazer uma audiência pública sobre a PEC 206.