Atividade das micros em março foi a pior para o mês desde 2015

A atividade econômica das microempresas e dos trabalhadores autônomos atingiu, em março desse ano, o pior resultado para o mês desde 2015. É o que aponta o Índice SumUp do Microempreendedor (ISM), desenvolvido pela SumUp, fintech de soluções financeiras diversificadas para microempreendedores e profissionais autônomos.

Em março deste ano, o ISM foi de 81,01 pontos. O resultado representa uma queda de 10,05% em comparação ao aferido no mesmo mês do ano passado, quando chegou a 90,07 pontos. O resultado é o pior para o mês desde 2015.

O ISM foi criado para medir a atividade econômica com base em dados de negócios de empreendedores informais, além de micro e pequenas empresas em todos os estados brasileiros e em mais de 30 ramos de atividades distintos. “Podemos atribuir o resultado de março de 2021, em grande parte, às incertezas econômicas com a piora da pandemia no País e ao aumento no número de infectados, que exigiu a intensificação das medidas restritivas, principalmente, neste começo de ano”, explica Carlos Grieco, head de pagamentos da SumUp.

Renan Pieri, professor da Fundação Getúlio Vargas e responsável por elaborar o índice, reforça a argumentação. “Boa parte dos pequenos empresários do varejo foi afetada pelas medidas que restringiram a circulação de pessoas nas cidades brasileiras e, consequentemente, as vendas caíram”, diz.

Artigos Relacionados

Brasil volta a defender quebra de patente

Um dia após declarar na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia que “sou contra a quebra de patente”, como forma de flexibilização de...

De olho na Eletrobras, setor privado não investe

Ação da estatal vale quase metade do que valia há 11 anos.

Cade quer adiar nova política de privacidade do WhatsApp

Órgãos públicos defendem, por exemplo, que os usuários não sejam proibidos de usar determinados recursos caso decidam não aderir à nova política.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Estado do Rio registra 68,8 mil novos MEIs

Alimentação fora do lar foi o segmento com mais abertura de empresas, com 10,4 mil novos microempreendedores.

Volume de vendas do varejo restrito regrediu em março

'Recuo foi acima do esperado por nós (-3,4%) e pelo mercado (-5,1%)', diz Felipe Sichel.

Quase 80% não trabalham totalmente remoto na pandemia

Segundo levantamento sobre adaptação ao modelo de teletrabalho, 49,7% dos entrevistados estiveram na empresa semanalmente.

Tunísia pretende exportar 80 mil toneladas de frutas

País produz pêssegos, nectarinas, damasco, ameixa e estima aumento de 7% na safra de frutas em 2021; grandes importadores são Líbia, França e Itália.

Rio acaba com toque de recolher

Novas medidas têm validade até o dia 20 de maio; medidas podem ser revistas.