Atlantic Bank aporta R$ 3 milhões em hub com 48 fintechs

Público-alvo são empresas que desejam verticalizar suas receitas no setor financeiro.

Vivemos uma mudança no cenário do mercado financeiro e bancário mundial. No Brasil, uma amostra disso, é o movimento de usuários optando por bancos digitais e encerrando contas em instituições bancárias tradicionais. Surfando nessa corrente, temos o Atlantic Bank, primeiro neobank blockchain da América Latina, ágil e disruptivo, que prioriza o atendimento humanizado. “Somos uma Startup 101% digital, baseada em tecnologia, segurança, design e inovação para oferecer um serviço personalizado e humanizado, empoderando pessoas através das suas finanças e transformando vidas”, explica o CEO Nelson Taborda, empreendedor de 45 anos que acumula mais de duas décadas de experiência no setor financeiro.

O empresário está disposto a causar uma revolução no mercado financeiro e investe pesado nisso. “Nossa maior expectativa para 2022 é sair de 68 colaboradores para 120. Queremos gerar empregos. Além disso, nosso desejo é se tornar 6 vezes maior do que a gente é hoje, em número de investimento e faturamento”, diz Nelson Taborda que vê um aumento de clientes significativo ainda este ano: “Até o fim do ano, acreditamos que teremos 60 clientes e ao final de 2022, esse número chegará a 110”.

O investimento é alto, assim como a meta do grupo. “Queremos ser uma referência de crédito no Brasil. É o crédito que forma uma nação forte, uma nação viável”, deseja Nelson que vai além: “Sei que não posso resolver tudo, mas quero ser uma parte da solução do crédito no país. Quero levar luz para tanta gente que é imensurável. Quero fazer a economia circular novamente”.

Nelson Taborda é um empreendedor serial, com olhar 360º, que busca abraçar fintechs de diversas vertentes, como é o caso da “Posto 7”, um app voltado para o universo feminino, com conteúdos de vida saudável, receitas fit e muito mais. “Com a próxima atualização, vamos disponibilizar diversos benefícios para as mulheres, descontos, créditos… É um exemplo de fintech que nos procurou e acabamos virando sócios”, revela o CEO que afirma que, muitas vezes, fica tão aficionado pela fintech que o procura, que acaba se envolvendo com o que lhe é apresentado: “Somos aceleradores e, às vezes, nos apaixonamos tanto pela ideia, que viramos sócios”.

Criado em 2019, o Atlantic Bank que, com investimentos de R$ 3,5 milhões com recursos próprios até o momento, criou um ecossistema financeiro e hoje possui um hub com 48 fintechs em construção, sendo, 19 lançadas integralmente, e outras 15 que consomem serviços de BAAS “Banking as a Service” e FAAS “Fintech as a Service”. O público-alvo são empresas que desejam verticalizar suas receitas no setor financeiro e outras instituições privadas que queiram se tornar fintechs usando os serviços do Atlantic Bank. Nelson Taborda conta que estão construindo o primeiro portal Open Finance totalmente Open Source do Brasil.

“Queremos mudar a relação do banco com os clientes, hoje não temos ninguém apaixonado por um banco. Vamos mudar isso”, promete o CEO que diz como pretende fazer essa mudança: “O objetivo é desconstruir o universo em que você já entra pagando. Queremos facilitar para que as fintechs saiam do papel e virem realidade”.

Nelson Taborda se anima ao falar do assunto, principalmente quando se refere a obstáculos. “Somos apaixonados por problemas. A pessoa chega com um problema, a gente tenta se apaixonar pelo problema e resolver, dar uma solução”.

Toda essa empolgação tem um objetivo que ele não esconde. “A gente vai mexer com o mercado, mas isso faz parte”, assegura o empresário que sabe bem que tipo de profissionais o Atlantic Bank busca: “Queremos ao nosso lado pessoas que tenham brilho nos olhos, assim como nós temos”.

https://atlanticbank.com.br/index.html

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Usina TermoCamaçari ficará com a Unigel até 2030

A Petrobras, em continuidade ao comunicado divulgado em 11/05/2021, informa que, após a retomada das negociações com a Proquigel Química S.A., subsidiária da Unigel...

Maioria das pequenas indústrias não dispõem de estrutura para inovar

82% das pequenas indústrias já inovaram pelo menos uma vez.

Prati-Donaduzzi repassa R$ 230 mil de royalties do Canabidiol à USP

Recurso fomentará a produção de mais conhecimento.

Últimas Notícias

Cresce mercado de investimento em ações da China

O investimento em ações na China apresentou crescimento este ano, uma vez que o volume de fundos levantados e o investimento registraram um crescimento...

CVM alerta: Atuação irregular de Business Bank BNI Investiments S.A

A Comissão de Valores Mobiliários está alertando ao mercado de capitais e ao público em geral sobre a atuação irregular de Business Bank BNI...

Usina TermoCamaçari ficará com a Unigel até 2030

A Petrobras, em continuidade ao comunicado divulgado em 11/05/2021, informa que, após a retomada das negociações com a Proquigel Química S.A., subsidiária da Unigel...

STF é questionado sobre inconstitucionalidade de privatizações

O coordenador-geral da Federação Única dos Petroleiros (FUP), Deyvid Bacelar, defendeu nesta segunda-feira, em audiência pública na Câmara dos Deputados, que o Supremo Tribunal...

Mais um Fiagro na listagem da B3

Ocorreu nesta segunda-feira o toque de campainha que marcou o início de negociação do terceiro Fiagro na B3, o JGP Crédito FI Agro Imobiliário. As...