Ato falho

Perguntado por uma jornalista sobre o risco da corrida dos servidores à aposentadoria com medo da subtração de seus direitos previdenciários, o governador de Goiás, o tucano Marconi Perillo, respondeu com um seco “nem tanto”. Ele garantiu ao funcionário da ativa remuneração sem o desconto de 11% previsto para os aposentados. Além da informação, que inverte totalmente a lógica da Previdência, o governador confundiu-se ao falar sobre o futuro que espera os servidores: em vez de partirem “para a aposentadoria”, Perillo referiu-se à “iniciativa privada”.

Pró-banca
A investida do governo em relação à nova lei de falências, que está para ser votada pelo Plenário da Câmara, causou perplexidade aos juízes do trabalho. “Voltando as costas à Constituição Federal, à convenção internacional e aos trabalhadores brasileiros, o governo pretende dar preferência absoluta aos créditos bancários decorrentes de operações de adiantamentos de câmbio. Em segundo lugar na ordem de preferência do governo, tanto na recuperação quanto na falência, estão os créditos trabalhistas limitados a R$ 30mil”, criticou o vice-presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), Paulo Luiz Schmidt. É regra de direito que as convenções e tratados internacionais ratificados pelo Brasil integram a ordem jurídica nacional. A Convenção 95 da OIT, ratificada pelo Brasil, disciplina que as legislações nacionais devem adotar regras de proteção ao salário em face dos demais credores do empregador.

Nome sujo
Menos pessoas entraram para a “lista negra” do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) no mês passado. Segundo o Clube de Diretores Lojistas do Rio (CDL-RJ), o percentual de inclusões diminuiu 11,21%. Já o percentual de cancelamentos aumentou 22,6%. No acumulado do ano, porém o número de consumidores que deixaram a lista caiu 20,4%; o percentual de inclusões caiu 11,8%.

Leite
Cerca de 500 pecuaristas e fazendeiros do Rio, São Paulo, Minas e Paraná se reúnem neste sábado, em Rio das Flores (RJ), para o leilão de gado holandês da Fazenda Confrarrina. A estimativa dos proprietários é alcançar um faturamento de R$ 800 mil. A supercampeã Frankana tem lance inicial de R$ 16 mil. As matrizes produzem mais de 8 mil quilos de leite ao ano.

Boa nova
A mortalidade por sífilis, transmitida por relação sexual, transfusão de sangue ou da mãe para o feto, caiu quase 60% entre 1980 e 1995. Nesse período de 15 anos, a mortalidade causada pela doença caiu de 2,5 óbitos por um milhão de habitantes, para um por um milhão de habitantes. Os dados foram apurada em pesquisa de Bruno Gil de Carvalho Lima, da Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia. Lima atribui essa queda expressiva à melhor qualidade de rastreamento e tratamento da doença.

Negativo
A má notícia, porém, é que na sífilis congênita,  passada da mãe para o feto, a queda da mortalidade foi pouco expressiva e ainda apresenta níveis bem altos em todo o país: “O Nordeste apresentou a pior situação, com aumento muito grande, de 120%, no decênio de 1980 a 1990, caindo apenas 11,5% nos cinco anos seguintes e mantendo, ao fim do período estudado, o mais alto coeficiente de mortalidade por sífilis congênita do Brasil”, diz Lima.

Movimento
A Bricolage & Expoferragista 2003, feira de produtos e materiais para o segmento “faça você mesmo”, atingiu a marca de 73 mil pessoas e movimentou R$ 1,6 bilhão. A próxima edição será realizada de 15 a 19 de junho de 2004, no Expo Center Norte, em São Paulo.

Móvel
Um projeto piloto de rede sem fio está sendo implantado pela Universidade de São Paulo através do Centro de Informática de Ribeirão Preto (Cirp). Com equipamentos da empresa D-Link, o Cirp pretende oferecer à comunidade acadêmica estão comunicação móvel dentro e fora dos prédios nos locais de maior circulação de pessoas.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBases
Próximo artigoEletrocutado

Artigos Relacionados

Brics+ será gigante em alimentos e energia

Bloco ampliado desafia EUA rumo a nova ordem mundial.

Para combater Putin, adeus livre mercado

Teto para preço do petróleo é nova sanção desesperada do G7.

Inflação engorda lucros de bilionários de energia e alimentos

Fortunas dos ricaços desses 2 setores aumentaram US$ 1 bilhão a cada 2 dias desde 2020.

Últimas Notícias

Países árabes planejam expansão de energia limpa

Omã, Marrocos, Argélia e Kuwait estão entre os que têm planos mais ambiciosos.

‘Governo não apenas poderia, como deveria intervir na Petrobras’

Para especialista, Governo Federal deveria estar mais atuante para combater os preços abusivos dos combustíveis em toda a cadeia.

Exterior cauteloso pode prejudicar negócios locais

Índices futuros acionários em Nova Iorque operam em queda significante: temores relacionados a uma possível recessão nos EUA.

Marrocos quer se desenvolver como polo de tecnologia

Setor digital emprega 120 mil pessoas no país; país tem investido em acordos e memorandos para aumentar investimento na área.

Ipea prevê crescimento de 1,8% para o PIB em 2022

Setores de agropecuária e industrial devem mostrar relativa estabilidade; ´para 2023, a estimativa é de variação positiva de 1,3%.