Ato político

O depoimento da Lula a Moro não foi tão isento de novidades, como parte do noticiário faz crer. Tendo sido um ato político, traz escaramuças interessantes, ainda que uma parte tenha uma estatura muito superior à outra (por ter sido presidente do país) e a outra tenha o poder, tanto de comandar a audiência quanto de julgar. Algumas frase:

Moro: “Esse documento em que a perícia da PF constatou ter sido feita uma rasura, o senhor sabe quem o rasurou?”

Lula: “A Polícia Federal não descobriu quem foi? Não? Então, quando descobrir, o senhor me fala, eu também quero saber.” (…)

Moro: O senhor não sabia dos desvios da Petrobras?

Lula: Ninguém sabia dos desvios da Petrobras. Nem eu, nem a imprensa, nem o senhor, nem o Ministério Público e nem a PF. Só ficamos sabendo quando grampearam o Youssef.

Moro: Mas eu não tinha que saber. Não tenho nada com isso.

Lula: Tem sim. Foi o senhor quem soltou o Youssef. O senhor deve saber mais que eu (…)

Moro: Saíram denúncias na Folha de S. Paulo e no jornal O Globo de que…

Lula: Doutor, não me julgue por notícias, mas por provas (…)

Moro: O senhor solicitou à OAS que fosse instalado um elevador no triplex?

Lula: O senhor está vendo essa escada caracol nessa foto? Essa escada tem 16 degraus e é do apartamento em que eu moro há 18 anos em São Bernardo. Dezoito anos a Dona Marisa, que tinha problema nas cartilagens do joelho, passou subindo e descendo essa escada. O senhor acha que eu iria pedir um elevador no apartamento que eu não comprei, ao invés de (sic) pedir um elevador no apartamento em que eu moro, para que a Dona Marisa não precisasse mais subir essa escada? (…)

Moro: Tem um documento aqui que fala do tríplex…

Lula: Tá assinado por quem?

Moro: Hmm… A assinatura está em branco.

Lula: Então, o senhor pode guardar, por gentileza.

 

Nova teoria

Comentário de um colega da internet: “A falta de evidência é prova inconteste que há algo escondido.”

 

Último a saber

Explicado por que Lula não sabia de nada na presidência. Ele não tinha conhecimento nem do que a mulher dele fazia…

 

Ou um ou outro

A grande mídia destacou o embate entre Lula e Moro. Sendo Moro juiz, este embate não poderia ocorrer, já que a acusação cabe ao MP. Se o árbitro toma parte de um dos lados, não é imparcial, portanto o noticiário reforça a tese de golpe. Mas os jornalões sustentam que não ha golpe, tudo é feito dentro da lei. Então não poderiam noticiar o depoimento como um confronto. Há aí uma contradição, mais uma, da grande mídia.

 

Suspensão em Paranaguá

Através do Ato Declaratório Executivo 9, publicado no Diário Oficial da União de terça-feira, a Alfândega da Receita Federal no Porto de Paranaguá declara que foi “aplicada definitivamente a sanção de suspensão das atividades de movimentação, armazenagem e despacho aduaneiro de mercadorias sob controle aduaneiro” à empresa Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina – Appa”, “até a constatação pela autoridade aduaneira do cumprimento do requisito ou da obrigação estabelecida”.

O segundo artigo do Ato postergado por três meses, contados a partir da data de publicação, o início da execução da suspensão das atividades “para que os intervenientes afetados possam realocar suas atividades”. A Appa não comentou a decisão.

 

Sorvete voador

Um quiosque de sorvetes da rede McDonald’s do Shopping Nova América (Arcos Dourados Comércio de Alimentos Ltda.), na Zona Norte do Rio, foi condenado a pagar a duas clientes uma quantia de R$ 3 mil, cada, por danos morais, devido a uma briga no estabelecimento.

As autoras, avó e neta (então com oito anos) alegam que uma funcionária discutiu com outra cliente por causa da falta de troco, e que, no momento, foram ditas ofensas e palavrões. Também no meio da confusão, teria sido arremessado sorvete e até uma máquina de cartão de crédito, que atingiu a menina na cabeça.

 

Rápidas

A Comissão de Saúde da Câmara de Comércio França-Brasil vai receber, dia 15, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, para debater os desafios e as oportunidades do setor. Das 8h às 10h, na Alameda Itú, 852, 19º andar, SP *** A aplicação da Lei de Acesso à Informação no Brasil será alvo de discussões na Fundação Getulio Vargas (FGV). No próximo dia 16, a FGV/Ebape realiza o evento “Os cinco anos de vigência da Lei de Acesso à Informação (LAI) – Avanços e Desafios”, em parceria com a Controladoria Geral da União. Inscrições: www.fgv.br/eventos/?P_EVENTO=3217&P_IDIOMA=0 *** Dentro da Semana Mundial de Doação de Leite Humano, o Banco de Leite Humano do Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Duque de Caxias, realizam evento sobre amamentação até 19 de maio no Caxias Shopping (RJ) *** O que representa a Internet das Coisas (IoT)? O III Congresso de Direito Digital debaterá o tema, dia 17. Saiba mais em www.fiesp.com.br/agenda/seminario-a-internet-das-coisas-e-a-industria/

Artigo anteriorMirem-se no exemplo
Próximo artigoMão invertida
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Inflação e PIB expõem falácia do Teto dos Gastos

‘Faz sentido?’, pergunta Paulo Rabello. ‘Claro que não’.

Mirem-se nos exemplos da Shell e da Exxon

Petrobras é fundamental para o desenvolvimento brasileiro.

Governo pode – e deve – controlar progresso tecnológico

Tecnologias transformadoras do século 20 não teriam sido possíveis sem liderança do Estado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Volatilidade permanece com juros externos

Hoje é dia de encerramento em queda nos principais mercados da Ásia, Europa operando no campo negativo.

Preço do diesel avança pelo quarto mês consecutivo

Combustível ultrapassou R$ 4 em fevereiro e os dois tipos, comum e S-10, registraram valores acima de todos os meses de 2020.

Antítese da véspera

Ontem o dia foi completamente diferente da terça-feira, em que começamos o dia raivosos, suavizando mais tarde.

Rio fecha bares à noite e adota toque de recolher

Bares e restaurantes agora só podem funcionar das 6 às 17h; em SP, diretor do Butantan defende que estado seja colocado em fase mais restritiva.

PEC emergencial e pedidos por seguro-desemprego

Mercados europeus fecharam mistos na quarta-feira; indicadores da Zona do Euro tiveram desempenho acima do esperado.