Aumenta número de empresas chinesas na lista Fortune Global 500

As empresas chinesas lotaram a lista Fortune Global 500 de 2021, em um momento em que o país apresenta fundamentos econômicos estáveis e crescimento saudável dos negócios.

Um total de 143 empresas chinesas entraram na lista deste ano, superando o segundo colocado, os Estados Unidos, pelo segundo ano consecutivo.

A China teve mais empresas na Fortune Global 500 do que os Estados Unidos pela primeira vez em 2020, com 133 empresas na lista. A State Grid Corporation of China (SGCC) subiu para o segundo lugar este ano, ficando atrás apenas do gigante varejista norte-americano Walmart.

Segundo a agência Xinhua, a China National Petroleum Corporation (CNPC), a maior produtora de petróleo e gás do país, e a China Petroleum & Chemical Corporation (Sinopec Corp.), a maior refinaria de petróleo do país, conquistaram o quarto e o quinto lugar, respectivamente.

O forte desempenho indica que a China manteve um crescimento econômico robusto enquanto as empresas estão crescendo de forma saudável, observou Pan Helin, especialista em economia da Universidade de Economia e Direito de Zhongnan.

Este ano, as recém-incluídas abrangem mais empresas privadas, bem como aquelas que operam no setor de internet, medicina e manufatura. Isso demonstra que a otimização da estrutura econômica está em um ciclo virtuoso, e o desenvolvimento de alta qualidade do país tomou passos sólidos, comentou Pan.

Leia também:

BC chinês injeta liquidez no mercado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Egito vive disparada no preço da carne

Valores da carne bovina atingem níveis sem precedentes, com aumentos semanais ocasionados pela alta no custo da alimentação do gado.

Colin Powell morre de Covid aos 84 anos

Republicano foi chefe do Estado-Maior das FFAA no governo Bush na Guerra do Golfo; mais tarde, foi secretário de Estado de Bush filho.

Dívida de países pobres vai a US$ 860 bi e bate recorde em 2020

Estudo do Banco Mundial revela que alguns países chegaram a notar um aumento de 20% na dívida externa; em Angola e Moçambique, dívida aumentou...

Últimas Notícias

Conversa com Investidor: Kepler Weber (KEPL3)

Coordenação: Jorge Priori

Consertar este planeta

Por Paulo Márcio de Mello

Cidadania – garantia dos direitos: mudando paradigmas

Por Felipe Quintas e Pedro Augusto Pinho.

Precatórios x cidadãos = possibilidade de negociação

Por Luciana Gouvêa.

Vacinação contra Covid segura queda do PIB em agosto

Segundo Ibre/FGV, na comparação interanual, a economia avançou 4,4%.