Aumentam empréstimos novos em iuan da China

Totalizaram 3,34 trilhões de iuanes (US$ 476,97 bilhões) em janeiro,

Informática / 22:23 - 20 de fev de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Os novos empréstimos na China denominados em iuan totalizaram 3,34 trilhões de iuanes (US$ 476,97 bilhões) em janeiro, um aumento anual de 110,9 bilhões de iuanes, mostraram os dados do Banco Central divulgados nesta quinta-feira. O M2, medida ampla de oferta monetária que cobre o dinheiro em circulação e todos os depósitos, subiu 8,4% em termos anuais, para 202,31 trilhões de iuanes no fim de janeiro, disse o Banco Central.

O crescimento do M2 foi 0,3 ponto percentual mais lento que o nível no fim de dezembro e inalterado ante o nível do mesmo período do ano anterior. A medida estreita da oferta monetária (M1), que cobre o dinheiro em circulação mais os depósitos à vista, ficou em 54,55 trilhões de iuanes até o final de janeiro, inalterado em termos anuais.

O crescimento do M1 foi 4,4 pontos percentuais mais lento que o nível no fim de dezembro e 0,4 ponto percentual mais lento ante o nível do mesmo período do ano anterior. Segundo o Banco Central, o M0, a quantia de dinheiro em circulação, aumentou 6,6% em termos anuais, para 9,32 trilhões de iuanes até o final de janeiro.

Conforme a agência Xinhua, em janeiro, o banco central injetou 1,61 trilhão de iuanes de dinheiro líquido no mercado. O financiamento social recém-acrescentado, uma medida dos fundos, ficou em 5,07 trilhões de iuanes em janeiro, uma alta de 388,3 bilhões de iuanes em termos anuais. Pessoas físicas e empresas não financeiras recebem esse financiamento social do sistema financeiro.

Desde dezembro de 2019, os títulos do tesouro e títulos gerais de governos locais são incluídos nas estatísticas de financiamento social total, disse o banco central em seu site.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor