Austeridade seletiva

Ao mesmo tempo em que busca facilitar as demissões num país em que o desemprego já atinge 23% da população economicamente ativa, o primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, anuncia uma anistia fiscal que beneficiará 25 bilhões de euros sonegados o Tesouro espanhol. Com o perdão de impostos e multas, o mesmo governo que defende austeridade para seus assalariados se limitará a arrecadar 2,5 bilhões de euros, ou 10% do devido pelos fraudadores.

Camaleão
Apenas dois anos atrás, quando Rajoy era o líder da oposição, e especulou-se a possibilidade de o PSOE, então no governo, conceder uma anistia fiscal, que não se materializou, o político direitista classificou a medida como “uma ocorrência” que o PP não apoiaria sob hipótese alguma: “É ultrajante que se dê uma anistia fiscal àqueles que têm fraudado o Tesouro”, disse  Dolores Cospedal, a então número dois do PP, como recordou o jornal El País.

O país dos ótimos
A informação, divulgada pelo Banco Central (BC), de que, mês passado, o setor público (União, estados e municípios) desviou R$ 9,514 bilhões para a gastança com juros, perversão social qualificada como superávit primário pelos economistas, foi apresentada pelo jornalismo financeiro como “o melhor resultado” para fevereiro desde o início da série histórica do BC, em 2001.  Faltou, no entanto, complemento essencial: ótimo para quem, cara pálida?

Embaixo da telona
A obsessão dos Estados Unidos por estatísticas tão antiga quanto o desejo de sua elite tentar se antecipar a acontecimentos sociais fora do roteiro que pauta a singular democracia estadunidense. Com o prêmio pago pela Mega Millions – a Mega Sena turbinada deles – em US$ 640 milhões (cerca de R$ 1,2 bilhão), porém, esse hábito atingiu proporções delirantes. Alguma mente ociosa estimou que existiriam nove vezes mais chances de uma pessoa morrer atingida por uma televisão do que de ganhar o prêmio com uma única aposta de US$ 1.

Oportuno
Estimular a participação da sociedade no acompanhamento e no controle da gestão que garanta o uso correto e eficiente do dinheiro público é a proposta da 1ª Conferência Livre sobre Transparência e Controle Social que o Conselho Regional de Contabilidade do Rio (CRCRJ) realiza nesta segunda-feira. As propostas serão utilizadas na elaboração do Plano Nacional sobre Transparência e Controle Social, que será definido na Conferência Nacional a ser realizada em maio, em Brasília. Mais informações: www.crcrj.org.br

Causa comum
A pasteurização da política brasileira não se limita às crescentes semelhanças entre os programas de governo do condomínio PT/PSDB/DEMas, que se reveza no poder há quase duas décadas. Também na hora de tratar dos seus interesses junto à Justiça, demistas e petistas fazem opções similares. Advogado do ex-líder do DEM no senado Demóstenes Torres, Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, também representa o ex-ministro José Dirceu. Antes de se tornar um zumbi político, Demóstenes era uma das mais enfáticas vozes a pedir a condenação de Dirceu pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no processo do mensalão. Agora…

Ativos do Kakay
No portfólio jurídico de Kakay, em cerca de 30 anos de carreira, inclui a defesa de dois presidentes da República (José Sarney e Itamar Franco), um vice-presidente (Marco Maciel), cinco presidentes de partido, 40 governadores, dezenas de parlamentares e 13 ministros do governo FH, três administração de Lula e dois da de Dilma. Kakay também já defendeu banqueiros como Daniel Dantas, Joseph Safra e Salvatore Cacciola.

Copa mais bacana
A reforma do complexo de chafarizes da Avenida Princesa Isabel, que vai do Túnel Novo até a esquina da Praia de Copacabana, será inaugurada neste domingo, às 9h. A obra foi realizada pela Cedae, em parceria com a Prefeitura e com Hotel Windsor Atlântica. “Vale destacar que o sistema instalado pela Cedae naquele chafariz é totalmente ecológico, pois a água utilizada é recirculada, evitando desperdícios”, destaca o presidente da Cedae, Wagner Victer.

Música, bebê
Uma coletânea inspirada nos ícones da MPB, num formato diferenciado, no estilo caixinha de música. Essa é a Coleção MPBebê, recém-lançada pela gravadora Performance Music. O intuito é apresentar aos filhos grandes sucessos ouvidos pelos pais. O primeiro volume traz canções de Renato Russo, como Que país é esse?

Artigo anteriorInflação oculta
Próximo artigoCrise? Que crise?
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

No privatizado Texas, falta luz no inverno e no verão

Apagões servem de alerta para quem insistem em privatizar a Eletrobras.

A rota do ‘Titanic’: ameaça de apagão não é de agora

‘Por incrível que pareça, no Brasil, térmicas caras esvaziam reservatórios!’

TCU confirma que União paga R$ 3,8 bi de juros e amortização por dia

Mais de ¼ dos títulos da dívida pública vencem em 12 meses.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Em 12 meses, franquias tiveram queda de 11,4% na receita

Segundo associação do setor, no período, receita apresentou queda de 4% em relação ao mesmo período do ano passado.

Água, saneamento e crescimento para todos

Há pouco tempo para implantação das metas do novo marco legal.

Automação das matrículas acelera com o uso de biometria facial

Cresce procura por soluções tecnológicas de Reconhecimento Ótico de Caracteres para operações como cadastro dos alunos nos sistemas escolares

Mercado ainda digere Fomc e MP da Eletrobras passa no Senado

O Ibovespa fechou em queda de 0,93%, na esteira dos receios globais e das discussões envolvendo a MP.

Relator vota contra autonomia do BC, mas vista adia julgamento no STF

Lewandowski vota por derrubar a lei, sancionada em fevereiro, que dá autonomia ao BC, mas pedido de vista de Barroso interrompe julgamento.