Avanço

Balanço feito pela Conjuntura Econômica, revista da Fundação Getúlio Vargas do Rio, mostra que, de 1995 a 2000, a participação do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal nos ativos totais de 179 bancos pesquisados caiu de 38% para 31,9%. Os estrangeiros foram os que mais conquistaram espaço no período. Os dez maiores multinacionais pularam de 7,6% de participação para 20,1%. Os estatais, claro, tiveram a maior queda: de 46,1%, em 95, para 35,9%, em 2000. Os dez maiores privados tiveram ligeira queda: de 28,8% para 27,1%.
Avanço – 2
Ainda segundo o levantamento da FGV, em 1999 os ativos do Banco do Brasil eram 76% superiores aos do maior banco privado nacional, o Bradesco. Ano passado a vantagem caiu para 51%.
Nacionais
Em 2000 os bancos privados nacionais tiveram a melhor rentabilidade: 12,5%. Os estatais ficaram com 10,5% e os estrangeiros seguraram a lanterna, com rentabilidade de 9,2%.
Grandes
As instituições de grande porte tiveram a maior rentabilidade em 2000: 13,4% (em 1999 fora de 13,3%). Os bancos de médio porte ficaram com 11,4% (contra 22,5% no ano anterior, o do maxidesvalorização). As pequenas instituições cravaram 10% (16,2% em 99). Os cem maiores bancos registraram rentabilidade de 12,4% (19,2% em 99). O conjunto dos 179 bancos pesquisados marcaram 10,8%, contra 16,6% no ano anterior, quando os ganhos foram turbinados pelo fim do congelamento do câmbio.

Destino da inteligência
O Brasil forma 1.300 doutores por ano. A informação foi feita pelo ministro da Educação, Paulo Renato, durante a comemoração do 50º aniversário da Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes/MEC), ontem, em Brasília. Segundo o ministro, as bolsas de doutorado passaram de 5.706, em 1994, para 8.916, mas o número de bolsas de mestrado se manteve inalterado. Satisfeito com o resultado, Paulo Renato, pregou que ser “essencial quadros inteligentes e de alta qualidade para que tenhamos um país mais desenvolvido “. Para dar conseqüência a afirmação, porém, o ministro ficou devendo a informação sobre as condições do mercado de trabalho no país para mestres e doutores, muitos dos quais desempregados ou dirigindo vans.
Qualidade da inteligência
Na mesma solenidade, o ministro da Educação destacou o que chamou de “aceleração, sem precedentes”, da pós-graduação no país. Ele apontou como confirmador dessa tese o aumento de 143% do número de discentes que concluíram cursos de mestrado e de 163% o de doutorado. O ministro, porém, se absteve de comentar os problemas pedagógicos e aprofundamento do saber trazidos por cursos feitos a toque de caixa.

Frases
De uma raposa política com vasta quilometragem no cenário político brasileiro: “Pelo visto, o caminho da roça está destinado a ter para o candidato do presidente FH o mesmo efeito que o “não quero voto de marmiteiro” teve para o brigadeiro Eduardo Gomes.”  

“Señor” Titanic
Desidratado de apoio popular, Domingo Cavallo também perde apoio no seu único reduto: o  mercado financeiro. O prepotente ministro da Economia da Argentina virou motivo de piada nos fóruns de analistas e operadores na Internet, nos quais é comparado à solista da orquestra do navio Titanic. “Enquanto o barco afunda, ele repete que não vai mexer no câmbio, que não vai haver calote e que a economia argentina está a caminho da recuperação”, ironizou um participante do fórum da corretora do Banco Cidade. “Na Argentina ninguém dorme sem antes saber como ficou o risco-país”, brinca outro.

Artigo anteriorCusto FH
Próximo artigoFlautista de Amelin
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Inflação e PIB expõem falácia do Teto dos Gastos

‘Faz sentido?’, pergunta Paulo Rabello. ‘Claro que não’.

Mirem-se nos exemplos da Shell e da Exxon

Petrobras é fundamental para o desenvolvimento brasileiro.

Governo pode – e deve – controlar progresso tecnológico

Tecnologias transformadoras do século 20 não teriam sido possíveis sem liderança do Estado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Preço do diesel avança pelo quarto mês consecutivo

Combustível ultrapassou R$ 4 em fevereiro e os dois tipos, comum e S-10, registraram valores acima de todos os meses de 2020.

Antítese da véspera

Ontem o dia foi completamente diferente da terça-feira, em que começamos o dia raivosos, suavizando mais tarde.

Rio fecha bares à noite e adota toque de recolher

Bares e restaurantes agora só podem funcionar das 6 às 17h; em SP, diretor do Butantan defende que estado seja colocado em fase mais restritiva.

PEC emergencial e pedidos por seguro-desemprego

Mercados europeus fecharam mistos na quarta-feira; indicadores da Zona do Euro tiveram desempenho acima do esperado.

Setor de eventos terá parcelamento e isenção de impostos

Projeto foi aprovado pela Câmara e segue para o Senado.