B 3 lança novos produtos para negociação de estratégias de juros

Operações são estruturadas de contratos futuros de DI, DAP e FRC

A B3, bolsa do Brasil, lançou dois novos tipos de operações estruturadas (Exchange Defined Strategies ou EDS). O projeto contempla o lançamento de produtos voltados para negociação de estratégias de FRA (Forward Rate Agreement) e de Inclinação para os contratos de Futuro de DI (DI1), Futuro de Cupom de IPCA (DAP) e FRA de Cupom Cambial (FRC).

Segundo a B3, atualmente, existem dois tipos de estratégias de curvas de juros altamente negociadas. A primeira é a negociação da taxa a termo (FRA), ou PU (Preço Unitário) Neutro, que consiste na negociação de dois vencimentos do produto, com quantidades calibradas de modo a igualar o PU de cada um deles. O principal objetivo é gerar uma exposição que inicia em uma data futura.

A segunda estratégia é a Inclinação, ou DV01 Neutro, que também consiste na negociação de dois vencimentos, porém as quantidades são calibradas de modo a neutralizar o DV01 de cada um deles. O objetivo é gerar uma exposição no diferencial de taxas entre os dois vencimentos.

Na estrutura atual, os participantes que optam por negociar esses tipos de estratégias, calculam as proporções (ratio) de quantidades e atuam nos books dos vencimentos de forma segregada, gerando algumas ineficiências, como risco de execução, falta de transparência para o mercado e custo mais alto de tarifas.

Necessidade do mercado

A principal demanda do mercado, atendida com os novos produtos, era a negociação direta das estratégias de curva de juros em books específicos. Com o lançamento das operações estruturadas, tesourarias, gestores de fundos, investidores não residentes e corretoras ganharão mais eficiência nesse tipo de operação”, explica Felipe Gonçalves, superintendente de produtos de juros da B3.

Os novos produtos terão como principais benefícios a eliminação de risco de execução, pois dispensam a necessidade de se negociar os vencimentos da estratégia em livros de ofertas segregados e maior eficiência tarifária, pois os custos de negociação estarão alinhados à exposição gerada na operação. Além disso, os investidores poderão observar exatamente o que está sendo negociado em cada tipo de estratégia via market data, o que significa mais transparência para o mercado.

As estratégias para Contrato Futuro de DI estarão disponíveis a partir de 30 de maio, enquanto o lançamento dos produtos para estratégias de Futuro de Cupom de IPCA (DAP) e FRA de Cupom Cambial (FRC) será divulgado em data oportuna. Os novos produtos estarão disponíveis para negociação por meio da plataforma da B3 PUMA Trading System.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Fintechs emprestaram mais de R$ 12 bi em 2021

Crédito é quase o dobro do ano anterior, diz pesquisa da ABCD e PwC Brasil

Adquirir conhecimento é a chave para investir melhor

Para economista, medo é o mesmo sentimento que se tem do desconhecido

Bancos elevam projeção da carteira de crédito para 2022

Nova revisão foi puxada pela carteira com recursos livres

Últimas Notícias

BNDES: R$ 317,2 milhões nos aeroportos de Mato Grosso

Ao todo serão investidos R$ 500 milhões nos quatro aeroportos, com participação de 65% do BNDES

Fintechs emprestaram mais de R$ 12 bi em 2021

Crédito é quase o dobro do ano anterior, diz pesquisa da ABCD e PwC Brasil

Regulador divulga primeiro balanço sobre o 5G em Portugal

No final do primeiro trimestre, já havia 2.918 estações de rede 5G espalhadas por 198 cidades (64% das cidades)

Está mais fácil comprar carro na China

Vendas no varejo de veículos de passageiros atingiram 1,42 milhão de unidades durante o período de 1 a 26 de junho

Adquirir conhecimento é a chave para investir melhor

Para economista, medo é o mesmo sentimento que se tem do desconhecido