B3 lança primeiro índice de empresas do agronegócio

Carteira reúne ações e units de companhias do setor

A Bolsa de Valores brasileira, a B3, dispõe de um novo índice que irá acompanhar o desempenho das empresas do agronegócio no Brasil: o Índice Agro Free Float Setorial (Iagro B3). A composição da carteira, que reúne 32 ativos, será revista a cada quatro meses, sempre em janeiro, maio e setembro.

Os cinco primeiros ativos da carteira são :JBS (JBSS3) – 7,439% (Setor primário); Suzano (SUZB3) – 7,439% (Setor primário); 3) Ambev (ABEV3) – 6,220% (Agroindústria);) Cosan (CSAN3) – 6,220% (Agroindústria); e Klabin (KLBN11) – 6,101% (Setor primário).

A carteira do novo indicador, que estreia nesta segunda-feira (16) e valerá até 02 de setembro de 2022, será composta por ações e units de companhias listadas que foram categorizadas como Agronegócio pela nova classificação setorial criada pela B3 a pedido do mercado. Ela estará disponível no site da B3, no seguinte caminho: Market Data e Índices, Índices de Segmentos e Setoriais, Índice Agronegócio B3 (Classificação Agro B3).

“Com o lançamento do Iagro, a B3 responde a uma demanda do mercado sobre um setor que é extremamente representativo para a economia brasileira”, comenta Luís Kondic, diretor executivo de Produtos Listados e Dados da B3.

“O Iagro B3 é o primeiro índice da bolsa do Brasil com temática agro. Sua criação é um passo importante para facilitar o investimento nesse setor da economia, já que permite que novos produtos com exposição ao agronegócio, como ETFs e outros fundos passivos, passem a ser oferecidos para os investidores”, explicou a B3. “O objetivo é impulsionar o agronegócio, conectando o setor e os investidores a produtos e serviços financeiros que protegem e financiam o crescimento do setor”, diz Kondic.

Ambiente de listagem

A bolsa do Brasil já oferece um ambiente para listagem das companhias do agronegócio, para captação de recursos via ofertas de ações (IPOs e Follow-ons); produtos que auxiliam os produtores rurais e toda a cadeia produtiva no financiamento da produção agrícola com a CPR, a CPR Verde, o CRA e a LCA, além dos contratos futuros e operações de hedge para seguro de preços de milho, boi, café e, recentemente, o futuro de soja.

E com a listagem dos Fiagros, fundos de investimento nas cadeias produtivas agroindustriais, os investidores passaram a ter mais uma opção de aplicar seus recursos em um produto atrelado ao agronegócio, setor tão relevante para a economia brasileira.

Metodologia

O objetivo do Iagro B3 é refletir o desempenho médio dos ativos de empresas que fazem parte do agronegócio. Em sua composição, as ações são ponderadas considerando a média aritmética simples entre a ponderação pelo valor de mercado do free float e a ponderação setorial.

Nessa ponderação setorial, os pesos são definidos de acordo com cada subsetor: ativos classificados como “Primário”, “Insumos”, “Agroindústria” e “Agrosserviços” recebem peso 4 (quatro), 3 (três), 2 (dois) e 1 (um), respectivamente. Isso significa que um ativo do subsetor primário recebe uma ponderação quatro vezes maior que a de um ativo do setor de agrosserviços, por exemplo.

Para participar da carteira do indicador, o ativo deverá atender critérios de liquidez, como, por exemplo, estar presente em 95% dos pregões dos últimos 12 meses e não ser classificado como penny stock (ou seja, ter preço médio superior a R$ 1).

“Nós nos propusemos a fazer uma classificação abrangente, que abarcasse todos os setores diretos e indiretos do Agronegócio, e não apenas empresas que tenham suas atividades relacionadas à agricultura ou à pecuária. Com isso, o mercado poderá oferecer novos produtos atrelados a esse índice, dando ao investidor outras formas de diversificar sua carteira”, explica Kondic.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Healthtechs e edtechs rivalizam com fintechs por investidores

Startups de saúde e de educação se aproximam das empresas de tecnologia financeira na disputa pelos aportes

FIIs do Hospital da Unimed Campina Grande está sendo negociado na B3

Ativo soma-se ao portifólio de produtos que possibilitam ao investidor qualificado a diversificação de sua carteira

Ações judiciais em todo o país contra a privatização da Eletrobras

Questionados impactos tarifários, transparência e contratos de concessão

Últimas Notícias

Quatro em 10 brasileiros pretendem pedir crédito nos próximos 90 dias

Intenção atingiu maior patamar desde junho de 2021; dívidas são o principal motivo.

Healthtechs e edtechs rivalizam com fintechs por investidores

Startups de saúde e de educação se aproximam das empresas de tecnologia financeira na disputa pelos aportes

Mercados dão continuidade a movimento negativo visto desde ontem

Bolsas e commodities cedem, enquanto as curvas de juros dão um alívio; moedas são a exceção e avançam contra o dólar.

Conab aponta para safra de café em 53,4 milhões de sacas

Nos quatro primeiros meses, país já exportou 14,1 milhões de sacas de 60 kg; volume é 10,8% menor que o exportado em igual período de 2021.

Em caso de novo ataque hacker, 80% das empresas pagariam resgate

Senhas: sequências numéricas simples ainda são motivo de ataques cibernéticos.