B3 não faz provisões a espera de um milagre

Processo de R$ 1,3 bilhão foi julgado favorável à Receita.

Acredite se Puder / 17:19 - 4 de jun de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Apesar de opor embargos de declaração à sentença que deu ganho de causa à Receita, a B3 informou que passará, nas demonstrações financeiras, a atribuir risco de perda possível de R$ 1,3 bilhão ao processo da incorporação de ações da Bovespa Holding S/A, mas isso não implicará provisionamento contábil dos valores dos autos de infração. Durante anos, a B3 acreditava que as chances de perder esse processo eram remotas e nunca admitiu isso nas demonstrações financeiras. Agora, o entendimento mudou, mas a bolsa mantém a posição de que isso não implicará provisão contábil dos valores da multa. Isso está difícil de entender. A B3 perdeu e está apenas protelando. Talvez espere por um milagre.

 

Moody’s rebaixa a CSN

Para a Moody’s, a deterioração da perspectiva econômica global, a queda nos preços do petróleo e o declínio no preço dos ativos são as razões para o choque de crédito em muitos setores, inclusive o siderúrgico. Por causa disso, a CSN teve a perspectiva alterada de estável a negativa pela agência que manteve o rating B2 em escala global. A alteração reflete expectativa de que o risco de refinanciamento da empresa continue elevado nos próximos 12 a 18 meses, apesar dos esforços recentes para rolar os vencimentos da dívida de 2020. As métricas de crédito da companhia também devem continuar fracas em 2020 como consequência da queda acentuada da demanda por aço no Brasil.

 

Ações da RaiaDrogasil já estão precificadas

Os analistas do Itaú BBA mantiveram a recomendação de compra para as ações da RaiaDrogasil, mas reduziram o preço-alvo de R$ 130 para R$ 116. Apesar de considerarem a empresa bem posicionada para buscar maior crescimento e consolidação de mercado, acreditam que as ações já estão precificadas. Sobre a pandemia do coronavírus, destacaram que a companhia possui caixa e está bem posicionada para suportar a crises e obter ganhos de participação no mercado. No entanto, estará exposta caso a crise tenha uma longa duração. As ações da RaiaDrograsil são negociadas na faixa de R$ 112,50.

 

Via Varejo quer captar R$ 4 bi

A Via Varejo comunicou à Comissão de Valores Mobiliários que vai fazer uma oferta de no mínimo 220 milhões de ações, quantidade que poderá ser acrescido em mais 35%, ou seja, mais 77 milhões de títulos. Com essa oferta subsequente, a empresa pretende captar de R$ 2,96 bilhões até R$ 4 bilhões, levando em conta a cotação de R$ 13,48 do fechamento do pregão da última quarta-feira. Segundo a companhia, os recursos serão destinados para investimentos em tecnologia e logística, além da otimização da estrutura de capital, incluindo reforço de capital de giro.

 

Centauro definirá o preço

Um ano após realizar a sua oferta inicial de ações, a Centauro vai oferecer 25 milhões de ações, que pode ser acrescida em até 35%, dependendo da demanda. Os valores dessa oferta primária de ações da Centauro ainda serão definidos. Os novos papéis devem começar a ser negociados em 8 de junho.

 

Ações do IRB sobem e descem muito

Na sessão da quarta-feira, sem nenhum motivo, houve uma corrida para as ações do IRB, que registraram alta de 25%. Na sessão seguinte, sem justificativas, na abertura chegaram a valorizar mais 9%. Depois, acabou a euforia e foram registradas perdas de 3%.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor