Baianos

O Cade se defende da acusação de que demorou muito para tomar uma decisão sobre a compra da Garoto pela Nestlé. Segundo o órgão de defesa da concorrência, nos Estados Unidos, por exemplo, o caso Exxon/Shell tomou 28 meses; o Exxon/Móbil, 26 meses; e o Nestlé/Dreyers, 18 meses. A proibição da compra da Garoto ocorreu após 24 meses.

No ar
Das cerca de 2 mil pistas de pouso existentes no Brasil, apenas 110 recebem vôos comerciais. Isso significa que somente 2% dos cerca de 5.500 municípios brasileiros são atendidos pela aviação comercial. No restante do país, só aterrissam ou decolam aviões de pequeno e médio porte. Isso tem permitido que, em meio às turbulências que cercam a aviação comercial, a aviação executiva se mova em céu de brigadeiro. Segundo a Associação Brasileira de Aviação Geral, o setor gira aproximadamente de US$ 300 milhões apenas com aquisição de aeronaves e tem crescido 5% ao ano.

Clientela
Uma das causas do bom momento vivido pelo setor tem sido o aumento da demanda de empresas e executivos. “Empresários e artistas nos procuram porque precisam estar em cidades onde a aviação comercial não chega. As viagens executivas são bem mais rápidas do que as comerciais e os executivos precisam ganhar tempo”, afirma o comandante Custódio Pinto Sampaio Junior, presidente da TL Táxi Aéreo, empresa do grupo TL Aviação, que oferece de viagens de apenas meia hora a vôos internacionais.
A Associação Brasileira de Aviação Geral estima em cerca de 1.400 o número de aeronaves destinadas ao setor executivo no país e em cerca de 400 as empresas de táxi aéreo. O setor fica devendo as estatísticas sobre acidentes no setor. Afinal, na aviação, rapidez não pode estar descolada de segurança.

Os compreensivos
Num momento em que aumenta de todos lados a pressão contra a política econômica do presidente Lula, um único setor mantém silêncio emblemático. Em um ano e três meses de Lula, não se ouviu uma única crítica da banca ao governo petista.

Doutor Pangloss
Se faltasse melhor síntese para a relação entre o jornalismo econômico contemporâneo e a realidade, o prêmio dado ao ministro Antônio Palocci de personalidade da economia em 2003, quando o PIB encolheu 0,2%, se bastaria. Talvez fizesse a diferença apenas mudar o nome da honraria para Senhor Recessão.

Paz
Numa iniciativa dos Jovens da Legião da Boa Vontade, será realizado hoje, às 18 horas,  o Fórum Cultura de Paz. O objetivo é defender a diminuição da violência no Estado do Rio. O evento será no auditório da Unisuam (Av. Paris,72, Bonsucesso).

Novo front
Depois de vários anos registrando apenas crescimento vegetativo, as empresas de consultoria em propriedade intelectual (marcas, patentes, contratos, direitos de autor etc.) começam a perceber movimentação no setor e esperam que a receita pule dos US$ 70 milhões em 2003 para US$ 90 milhões este ano. A avaliação é da subsidiária brasileira da Clarke, Modet & Cº. Os novos filões são registro em biotecnologia e consultoria em registros sanitários.

Capital
Foi prorrogado até o dia 4 de abril o prazo para cadastramento de empresas no processo de seleção do 10º Fórum Brasil Capital de Risco. O evento, que pela primeira vez reúne agentes de toda a América Latina, acontece de 2 a 4 de junho, em Porto Alegre. Um dos objetivos é avaliar mercados para empresas brasileiras em outros países. Durante a roda de negócios, empresas brasileiras serão apresentadas a investidores nacionais e internacionais. Nas nove edições anteriores, o evento apresentou a investidores de capital de risco um total de 100 empresas. Dentro deste grupo, 17 empreendimentos vingaram, somando R$ 103,60 milhões em aporte de capital de risco. Outros 33 empresários estão em fase de negociação com investidores.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCaranguejo petista
Próximo artigoSaudades do apagão

Artigos Relacionados

Rio manda R$ 2,4 tri para União e só recebe R$ 171 milhões

Estado é um dos mais prejudicados da Federação.

Não, a Petrobras não quebrou

Na época em que os preços dos combustíveis não eram descontrolados, caixa da estatal era superior ao atual.

Hood Robin e o ICMS nos combustíveis

Reduzir impostos tira da sociedade para dar a poderosos.

Últimas Notícias

Electrolux lança desafio para arquitetos e designers de interiores

A Archademy, primeiro Market Network de Arquitetura e Design de Interiores do Brasil, abre inscrições para a edição do seu Archathon Electrolux 2022. O...

Gestão do Hopi Hari ganha na justiça e se mantém no parque

A gestão do Parque Temático Parque Hopi Hari acaba de obter decisão favorável, proferida pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, para...

Bancos chineses registram compra líquida de divisas em 2021

Os bancos chineses registraram uma compra líquida de divisas em 2021, pois a taxa de câmbio do iuan permaneceu geralmente estável e os fluxos...

RNI: Plano de negócio tem o melhor resultado dos últimos 7 anos

Prévia do 4T21 da construtora e incorporadora RNI, do grupo Empresas Rodobens, indica resultados superiores aos últimos sete anos. A empresa, que completou 30...

Chile quer renacionalizar cobre e bens públicos estratégicos

A campanha pela renacionalização do cobre e dos bens públicos estratégicos entregues às transnacionais durante o governo de Augusto Pinochet (1973-1990) tem sido impulsionada...