Baixa

A falta de compradores, devido à crise, levou ladeira abaixo os preços de eletroeletrônicos na França. Nas lojas da Fnac em Paris, por exemplo, é possível comprar uma TV de LCD de 40 polegadas por cerca de 600 euros, R$ 1,5 mil. O mesmo acontece com o setor de perfumaria, cujos preços caíram, em media, 60% na comparação com os mesmos perfumes no Brasil. Contribui para este “milagre”, claro, a valorização do real.

Quinto sem prova
O Conselho Nacional de Justiça anulou a resolução 001/2010 da 10ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), que estabelecia que advogados e membros do Ministério Público indicados por lista sêxtupla para ocupar vagas de desembargador no TJRJ (quinto constitucional) passassem por um exame de conhecimentos jurídicos gerais para serem admitidos. “Esse tipo de matéria só poderia ser decidida pelo pleno do Tribunal e não por uma fração dele”, ressaltou o conselheiro Felipe Locke Cavalcanti. O CNJ acolheu pedido feito pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).
O quinto constitucional, previsto no artigo 94 da Constituição Federal, assegura que um quinto das vagas dos tribunais seja integrado por membros do Ministério Público com mais de dez anos de carreira e por advogados com mais de dez anos de exercício profissional, notório saber jurídico e reputação ilibada.

Alta
A indústria médico-hospitalar e odontológica brasileira espera exportar US$ 650 milhões em 2010, superando em 17% o saldo do ano passado. A estratégia do setor é a diversificação dos mercados. Para a 9ª Rodada Internacional de Negócios, organizada pela Associação Brasileira das Indústrias Médico-Hospitalares e Odontológicas (Abimo), foram selecionados 23 compradores de 14 países da África, Ásia, Europa e das Américas. O encontro ocorre durante a 17ª Feira Hospitalar, entre 26 e 28 de maio, em São Paulo.

Na flauta
O duo de flautas Stael Malamut e Verônica Marques toca no segundo concerto da série Música na Sala de Sessões do CCJF, às 19h. No repertório estão composições dos brasileiros Villa-Lobos e Guerra-Peixe. O projeto é uma realização das produtoras culturais Liane Varsano e Luiza Pinheiro.

Educação no exterior
Intercâmbio é o tema de seminário que a Planet Work realizará na cidade do Rio de Janeiro dia 25 próximo. Sob os auspícios da EF Education First, empresa líder no ramo da educação no exterior, o evento trará ao Brasil três conferencistas internacionais – o inglês Benjamin Charrington,o norte-americano Daniel Franken e o argentino Martin Testa – que vão falar sobre a importância do intercâmbio na formação profissional. O evento será aberto pelo professor Bayard Boiteux. Inscrições devem ser feitas pelo e- mail [email protected] Os participantes concorrerão a um programa de intercâmbio na África do Sul.

Sabor lusitano
O Instituto dos Vinhos do Douro e Porto (IVDP) vê no Brasil um mercado borbulhante para os produtos de seus filiados. Segundo o IVDP – representa a região demarcada do Douro, que produz dois tipos de vinhos: Denominação de Origem Douro (DOC Douro) e Denominação de Origem Porto (DOC Porto) – entre 2003 e 2008, as exportações de vinhos do Porto para o país cresceram mais do dobro, em termos de volume e valor. Em 2009, com a crise, no entanto, os negócios do DOC Porto no país encolheram 19,8% em quantidade (1.118.736 garrafas) e 5,6% em volume de negócios (4.162.000 de euros). Já os negócios de DOC Douro no Brasil cresceram 4% sobre 2008, para 7,256 milhões de euros, com vendas de 1,069 milhão de garrafas, mais 7,4% sobre 2009.

Tim-tim
Somadas as duas marcas, venderam 2,188 milhões garrafas no Brasil, ano passado, queda de 8,5% sobre o ano anterior. Apesar do recuo, que acompanhou o movimento global das demais marcas, os negócios do DOC Douro já têm no Brasil seu terceiro mercado global, enquanto os vinhos do Porto ocupam o 11º  lugar. De olho nesse mercado, o presidente do IVDP, Carlos Soares, participa, nesta quarta e quinta-feira, no Hotel Pestana, em Copacabana, e no Restaurante Terzetto, em Ipanema, ambos na Zona Sul do Rio de Janeiro, de degustação de vinhos da região com a presença de cerca de 20 importadoras de vinícolas do Douro e do Porto e cerca de 100 marcas.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMesa vazia
Próximo artigoBaixa

Artigos Relacionados

Montadoras não vieram; demissões, sim

Promessas de Doria e Bolsonaro para fábrica da Ford não passaram de conversa para gado dormir.

Ganhos de motoristas de app desabam

Renda média é de pouco mais de 1,5 salário mínimo.

Lei determina que estatais respeitem interesse público

Acionistas da Petrobras sabem que ela tem obrigações e bônus por ser de economia mista.

Últimas Notícias

E outubro está chegando…

Por Paulo Alonso.

Português é o idioma mais procurado para trabalhos em NY

De acordo com o Instituto Camões, a língua portuguesa é a quarta mais falada no mundo, com 260 milhões de pessoas.

Metrô: Estação Presidente Vargas vai se chamar Saara

PL segue para segue para o governador Cláudio Castro, que tem 15 dias para sancionar ou vetar.

Mais um evento no Rio

Expectativa é receber cerca de mil empresas do setor de supermercados.

Check-up do acerto de contas com o Leão

Por Sandro Rodrigues